domingo, 26 de setembro de 2021

Confira a lista dos selecionados da antologia O LIVRO DOS MORTOS-VIVOS II


CONFIRA A LISTA DOS SELECIONADOS DA ANTOLOGIA DIGITAL "O LIVRO DOS MORTOS-VIVOS - CONTOS E POEMAS - VOL. II": 

1 - Eduardo Henrique - Lembrancices
2 - Roberto Schima - Na Goela do Diabo
3 - Chico Araújo - Eu só queria escrever uma história de terror!
4 - Ney Alencar - "Nosferatu" e "A Maldição da Múmia"
5 - Bruno M. Garcia - Meine Apokalypse
6 -  H. A. Valente - Duelo de Bestas

PARABÉNS aos autores selecionados.

COMPARTILHE ;)

OBS.: para conhecer e participar de outras de nossas antologias: clique aqui.

Compartilhe:

sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Conto "Um Lugar Tranquilo", por Roberto Fiori


O salão 606, imenso, abrigava, junto à parede dos fundos, algumas máquinas engenhosas. A mesa de cristal e aço reluzia à luz de seis lâmpadas de 300 Watts, instaladas no teto. Um homem de idade avançada estava em uma extremidade do móvel, em silêncio. Os outros, o observavam com vivo interesse.

— Virem-se para a parede afastada de nós, digamos, a uns trinta metros.

Os rapazes e moças sentados em ambos os lados da mesa se voltaram e, parecendo perceber pela primeira vez as máquinas, suspiraram.

— O robô da extrema esquerda. O primeiro. Chamem-no.

— De que manei...

— Robô. Chamem-no de robô.

Uma mulher na fronteira entre os vinte e nove e os trinta anos levantou-se e falou:

— Robô, venha se juntar a nós!

A máquina tinha cinco pares de câmeras inseridas no tronco, miniaturizadas e protegidas.

— Do que ele é feito, Dr. Spaulding?

— Anna, guarde essa dúvida para quando sairmos desta sala — ele respondeu. O robô era imenso quando ereto, todos haviam sido informados sobre suas dimensões quando se pusesse em posição de locomoção. Mas presenciar aquele gigante “in loco” era incomparável.

A máquina deu dois passos e se colocou ao lado de Anna. Falou, sua voz idêntica à de um humano:

— Estou pronto para os testes reais. Esperava esse momento, em que o Dr. Spaulding me soltaria.

— Nunca esteve preso aqui, Titanus. Precisávamos de tempo para terminar seu projeto e testá-lo.

— Foi algo que fiz? — Spaulding levantou uma sobrancelha em um centímetro, mas o robô o percebeu. E fez a seguinte pergunta: — Robôs foram treinados para matar ou para salvar?

O Dr. Spaulding respondeu:

— Para as duas coisas, Titanus. Você tem a prerrogativa de defender os Estados Aliados de um ataque. Não se sinta inútil ou sem propósito. Hoje, sairemos todos para o campo de demonstração e você fará tudo o que as diretrizes que implantamos em seu córtex lhe ordenarem.

— Eu me sinto despropositado, Dr. Spaulding. A guerra acabou há oito meses. A Dra. Anna Spencer me colocou a par da situação geopolítica da Terra e tudo o que aprendi foi luta, combate e destruição. Quero mais que isso. Quero ver os prados dourados e verdejantes, as montanhas dos Apalaches e das Rochosas e observar desertos de Israel e da Jordânia. Utilizar meu vocabulário de todas as línguas dos povos terrestres, conversar com Fermi, Tesla, Faraday, Edison, Shrödinger, Einstein. Preciso estar na companhia de Isaac Newton, quando ele formulou suas Leis da Gravitação, da Inércia e da Ação e Reação.

— Por quê, Titanus? Nâo somos o que eles foram, em sua época, mas chegamos perto. Olhe para seu corpo formidável. Setecentos quilos de uma liga mais resistente do que o neodímio e cem vezes mais leve que o aço. Soubemos como fazer uma máquina pensante, seu encéfalo comporta conhecimentos que só três homens possuem, no planeta Terra.

— Devo trazê-los para cá, Dr. Spaulding. São eternos, são a prova de que o Homem é mais do que um devastador, um saqueador, um guerreiro e um conquistador.

Em seguida, Titanus virou-se e caminhou para a porta de saída. Seus pés cromados ressoaram alto e ele conseguiu passar pela porta sem dificuldade. A entrada do salão havia sido projetada para que grandes volumes de carga fossem trazidos ou levados do recinto. Spaulding teclou em seu computador integrado à mesa e, do lado de fora, cinquenta soldados se mantiveram de prontidão.

Titanus saiu para o ar livre e foi alvejado por lasers de alta potência, que separaram a cabeça de seu corpo e, como em uma cirurgia, cortaram com precisão os membros do tão alardeado neodímio, que podia, teoricamente, aguentar uma detonação nuclear de cem megatons de potência. O suficiente para aplainar metade das montanhas do Himalaia.

No salão imponente, o Dr. Spaulding coçou o cavanhaque e as costeletas aparadas com esmero.

— Sabe, Anna, foi uma perda de quinhentos bilhões que tivemos em cinco segundos de disparos, com o robô. Reconheço que você fez um excelente trabalho, ao manipular a mente imaculada dele e levá-lo a concluir coisas que nunca imaginei que ele pudesse vir a pensar. Como acha que ele poderia voltar a 1935 e trazer Albert Einstein a nós? Acha que fabricamos máquinas do tempo, neste complexo? Poderíamos fazê-lo, mas a desorganização temporal que o transporte de um único átomo do passado entraria em conflito com as leis da Termodinâmica e da Relatividade... ora, deixemos essa discussão acadêmica para outro dia... Sabem, a Dra. Anna é uma das nossas mais notáveis...

Spaulding continuou a falar daquela maneira calma e rítmica que seduzia as pessoas em suas conferências e aulas da Universidade. Quando quatro soldados armados entraram e seguraram Anna para algemá-la, ela se debateu, gritou, tentou socá-los e pisar nos pés e pernas dos homens, mas o esforço foi em vão. Levaram-na, ela batendo com a cabeça na quina da entrada, quando os cinco passaram de volta pela porta aberta.

— Senhores e senhoras, as outra máquinas não funcionam, na verdade. São apenas carcaças. Titanus foi o melhor que já alcançamos, no âmbito da Inteligência Artificial, mas isso serviu de lição a todos nós. Jamais empreguem alguém que veio fugindo de um país ditatorial. Pode ser uma faca laser mal ajustada... ou ajustada para matar o seu dono.

— Para onde levaram a Dra. Anna, Dr. Spaulding?

Ele fitou o mais jovem membro de sua equipe e respondeu:

— Então você não sabe sobre “aquele lugar”? Ora, Dr. Caldwell, ela foi para um lugar tranquilo, muito tranquilo...

Eles apanharam suas coisas, suas valises, colocaram no bolso seus drives de 100.000 Terabytes de memória e seguiram o idoso professor, que se virou na altura da porta de entrada e desabafou:

— Não é culpa dela. Não é! É de todos os que começaram essa maldita guerra!


*Sobre Roberto Fiori:

Escritor de Literatura Fantástica. Natural de São Paulo, reside atualmente em Vargem Grande Paulista, no Estado de São Paulo. Graduou-se na FATEC – SP e trabalhou por anos como free-lancer em Informática. Estudou pintura a óleo. Hoje, dedica-se somente à literatura, tendo como hobby sua guitarra elétrica. Estudou literatura com o escritor, poeta, cineasta e pintor André Carneiro, na Oficina da Palavra, em São Paulo. Mas Roberto não é somente aficionado por Ficção Científica, Fantasia e Horror. Admira toda forma de arte, arte que, segundo o escritor, quando realizada com bom gosto e técnica apurada, torna-se uma manifestação do espírito elevada e extremamente valiosa.

Sobre o livro Cedrik - Espada & Sangue:

“Em uma época perdida no Tempo,

onde a Escuridão ameaçava todos,

surgiu um líder.

Destruição, morte, tudo conspirava contra.

Mas era um Homem de extremos, audacioso.

Era um Homem sem medo”. 

Dos Relatos e das Crônicas da Velha Terra.  


Em sua obra “Cedrik – Espada & Sangue”, o escritor Roberto Fiori coloca sua imaginação e força de vontade à prova, para escrever seu primeiro romance. Um livro de Fantasia Heroica, no gênero Espada & Feitiçaria, em que, em uma realidade paralela, a Terra da Idade do Ferro torna-se campo de lutas, bravura, magia e paixão.

Cedrik é um Guerreiro capaz de levantar 75 kg em cada braço e, ao mesmo tempo, de escalar uma parede vertical de mais de 20 metros de altura facilmente. Em meio a ameaças poderosas, parte para o Leste, em missão de vingança. Acompanham-no a bela princesa Vivian, vinda do Extremo Leste, e o fiel amigo Sandial, o Ancião, grande arqueiro e amigo a toda prova.

Os amigos enfrentam demônios, monstros, piratas e bandidos sanguinários. Usam de magia para se tornarem fisicamente invencíveis. Combatem demônios vindos do Inferno, no Grande Mar. Vivian é guardiã e protetora do Necrofilium, livro que contém maldições, feitiços e encantamentos em suas páginas.

A intenção do autor é continuar por anos as aventuras de Cedrik, escrevendo sobre todo um Universo Fantástico, em que bárbaros e guerreiros travam lutas ferozes e feitiçaria não é uma questão somente de “se acreditar” em seu poder, mas de realmente utilizá-lo para a batalha, como uma arma.

A obra pode ser adquirida com o autor, pelo e-mail spbras2000@gmail.com,  no site da Editora Livros Ilimitados, em livrarias virtuais e no formato de e-book, na Amazon. Os links para acessar o livro são:

1.     Americanas.com:

https://www.americanas.com.br/produto/3200481831?pfm_carac=cedrik-espada-e-sangue&pfm_index=2&pfm_page=search&pfm_pos=grid&pfm_type=search_page

2.     Submarino.com:

https://www.submarino.com.br/produto/3200481831/cedrik-espada-e-sangue?pfm_carac=cedrik-espada-e-sangue&pfm_index=2&pfm_page=search&pfm_pos=grid&pfm_type=search_page

3.     Amazon.com:

https://www.amazon.com.br/Cedrik-Espada-Sangue-Roberto-Fiori-ebook/dp/B091J3VP89/ref=sr_1_1?__mk_pt_BR=%C3%85M%C3%85%C5%BD%C3%95%C3%91&dchild=1&keywords=cedrik+espada+e+sangue&qid=1620164807&sr=8-1 

4.     Site da Editora Livros Ilimitados:

https://www.livrosilimitados.com/product-page/cedrik-espada-e-sangue

Compartilhe:

Marcos Bagno e o livro A vida na Grécia, por Cida Simka e Sérgio Simka


Marcos Bagno, professor da Universidade de Brasília, e nosso estimado amigo, acaba de lançar um livro precioso: A vida na Grécia.

Linguista de maior destaque no país, Bagno também transita pela ficção, com livros que obtiveram diversos prêmios.

Para mais detalhes sobre a obra e sobre o autor, acompanhe esta matéria.

SOBRE O AUTOR:

Marcos Bagno, um dos linguistas de maior destaque do país, é poeta e tradutor, produziu as peças que compõem esta rapsódia ao longo de trinta anos de escavações na memória, de esquecimentos voluntários e fingimentos incertos. É sua primeira narrativa de maior extensão, mas não seu primeiro investimento na ficção. Seu primeiro livro publicado, A invenção das horas, coletânea de contos, venceu em 1988 o Prêmio Bienal Nestlé de Literatura Brasileira. No mesmo ano, obteve o Prêmio Cidade do Recife de Poesia e o Prêmio Cidade de Belo Horizonte, pelo livro de contos Rua da Soledade. Em 1989, seu primeiro livro infantil, O papel roxo da maçã, recebeu o Prêmio João de Barro de Literatura Infantil e Juvenil, e dois livros de poemas alcançaram o primeiro e segundo lugares do Prêmio Carlos Drummond de Andrade outorgado pelo Estado do Rio de Janeiro. Sua novela As memórias de Eugênia recebeu o Prêmio Jabuti em 2012. À narrativa breve Marcéu foi concedido o Prêmio Glória Pondé de 2013 (da Fundação Biblioteca Nacional) e o II Prêmio Brasília de Literatura (da Bienal Brasília do Livro e da Leitura).

Já publicou mais de trinta títulos, entre obras técnico-didáticas da área da linguística e livros de literatura infantil e juvenil Traduziu mais de uma centena e meia de livros do francês, do inglês, do espanhol e do italiano.

SINOPSE:

A vida na Grécia é o que se chama nos estudos literários de “romance de formação”, isto é, uma obra que acompanha o trajeto de vida de um mesmo personagem, da infância até a fase adulta. No caso, o personagem Manuel, que aparece inicialmente na infância e vai se revelando uma personalidade tímida, dotada de uma sensibilidade muito aguçada que lhe impede uma interação fácil com a maioria das pessoas e com o mundo. A “Grécia” do título se refere precisamente a esse desajuste, a esse “lugar distante” em que Manuel vive, muito dentro de si mesmo. O romance é também um exercício de linguagem consciente, com exploração sem limites das possibilidades expressivas da língua. Essa linguagem acompanha o próprio percurso de Manuel na direção de seu objetivo de vida, que é tornar-se escritor. É essencialmente um romance intimista, em que cada capítulo captura o personagem num momento dado da vida, sem uma continuidade cronológica rigorosa.

DETALHES:

Marcos Bagno

Editora: Parábola Editorial

Edição: 1ª (Agosto 2021)

Idioma: Português

Capa comum: 312 páginas

ISBN: 978-65-88519-63-9

Dimensões do produto: 14 x 21

Encadernação: Brochura

Link para o livro: https://www.parabolaeditorial.com.br/a-vida-na-grecia


CIDA SIMKA

É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019), O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020), Horror na biblioteca (Editora Verlidelas, 2021) e O quarto número 2 (Editora Uirapuru, 2021). Organizadora dos livros Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020), Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020), O medo que nos envolve (Editora Verlidelas, 2021) e Queimem as bruxas: contos sobre intolerância (Editora Verlidelas, 2021). Colunista da revista Conexão Literatura.


SÉRGIO SIMKA

É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela editora Uirapuru. Colunista da revista Conexão Literatura. Seu mais recente trabalho acadêmico se intitula Pedagogia do encantamento: por um ensino eficaz de escrita (Editora Mercado de Letras, 2020) e seu mais novo livro juvenil se denomina O quarto número 2 (Editora Uirapuru, 2021). 

Compartilhe:

Parasita, conto de Arthur Conan Doyle, é o novo título da Tocalivros Clássico


Novela do criador de Sherlock Holmes perpassa o antagonismo entre ceticismo x ocultismo sob o ponto de vista de um cientista descrente

Situações antagônicas: o ceticismo e o ocultismo, sob o ponto de vista de um estudioso da relação entre a mente e a matéria, fazem parte do enredo eletrizante do conto Parasita. Escrito em 1894 por Arthur Conan Doyle, o audiolivro chega à plataforma de streaming Tocalivros, pelo selo Tocalivros Clássicos.

Austin Gilroy estuda fisiologia e conhece um professor que pesquisa o ocultismo. O jovem é apresentado a uma mulher de meia-idade conhecida como senhorita Penclosa, que tem poderes psíquicos e é esposa do professor. Agatha, a noiva do cético Gilroy, é colocada em transe para provar os poderes da antagonista, que também pratica os poderes no cientista. O resultado dos transes hipnóticos é o despertar do melhor e do pior de Gilroy.

Relatada em forma de diário, o cientista registra os pensamentos e narra o que aconteceu em cada dia. Ele chega à conclusão de que a mulher é um “parasita” com a intenção de se alojar no seu sistema nervoso e controlá-lo. Angustiado, luta contra Penclosa e promete vingança. A obsessão inimaginável é relatada com um texto envolvente, surpreendente e que incorpora o ouvinte nos tormentos do cientista.

A novela de 31 capítulos foi ambientada em ações de áudio com tecnologia binaural e trouxe uma nova característica: as palavras usadas pela senhorita Penclosa para hipnotizar suas vítimas estão em 360 graus, o que permite uma experiência totalmente nova. “A personagem fala diretamente na mente do ouvinte para que este seja um participante da história. As vozes adicionais dão a sensação de quem escuta estar ouvindo os mesmos sons que deixam o personagem principal louco. Um jogo sonoro no qual o ouvinte é um participante direto da ação”, aponta Clayton Heringer, produtor artístico da Tocalivros.

Ficha Técnica
Título: 
Parasita
Escritor: Sir Arthur Conan Doyle
Editora: Vermelho Marinho
Produtora: Tocalivros Studios
Selo: Tocalivros Clássicos
Duração: 2h04min31seg
Narradores: Thiago Ubaldo e Priscila Scholz
Data de Lançamento: 24/09/2021
Valor: R$ 40,00 (ou R$ 14,90 na assinatura ilimitada)
Link de venda: https://bit.ly/parasitaconandoyle

Sobre o autor: Sir Arthur Conan Doyle (1859-1930), autor das famosas histórias do detetive Sherlock Holmes teve uma obra extensa e também ligada ao ocultismo, da qual “Parasita" faz parte. Passou a se dedicar ao espiritualismo em 1887, mesmo ano da publicação de "Um Estudo em Vermelho", primeira obra do ciclo de Sherlock Holmes.

Sobre o narradorThiago Ubaldo, ator, bacharel formado pela Faculdade Paulista de Artes em 2008. Trabalhou com renomados diretores do teatro brasileiro, como Roberto Vignati e Fernando Neves. Também se formou em atuação para Cinema e Tv pela Academia Internacional de Cinema em 2017.

Sobre a narradora: Priscila Scholz iniciou sua carreira em 1997. Como atriz já participou de inúmeros espetáculos adultos e infantis, e diversas produções de audiovisual. Sócia na empresa SóRiso Produções Teatrais Ltda., onde produz, dirige e cria peças teatrais. Componente do Coletivo Flama e da Cia. Ópera do Mendigo.

Compartilhe:

Aberta a pré-venda do livro “A História de Mithry 2” do autor Daniel Mastral


A Editora Arcádia abriu na última sexta-feira, 10, a pré-venda do livro “A História de Mithry 2”, do autor Daniel Mastral. O segundo de uma série, de Quatro Obras. O primeiro livro da série foi lançado em 2019. 

Segundo Mastral, “Mithry 2 é o desenrolar da quadrilogia. Um suspense que se passa no sanatório de Waverly Hills, onde a personagem, uma   mulher, que sonha, alucina, vive, diversas outras personagens fortes da história, sendo sempre mulheres. 

Perguntado a Mastral de onde surgiu sua inspiração ele disse “. Minha inspiração surgiu com vivencias pessoais com fenômenos sobrenaturais”. 

Mastral ainda destacou que, A História de Mithry é um livro ímpar, com muitos recursos literários, com uma gama grande de pesquisa histórica, que além de muito suspense e trará conhecimento e profundas reflexões. 

Daniel Mastral é Escritor, Conferencista, YouTuber, Líder Espiritual e Mestre em Kung Fu. 

 A Editora Arcádia deixa aqui sua recomendação para aqueles que apreciam entretenimento, elementos espirituais, conhecimento histórico e profundas reflexões e descobertas perturbadoras, não perca tempo, e leia o quanto antes A História de Mithry 2. 

Site da editora Arcádia www.editoraarcadia.com.br

Compartilhe:

Migrantes e migrações são pano de fundo para romance concorrente ao Prêmio Kindle de Literatura


Pessoas que saem dos seus lugares de origem por guerras, catástrofes naturais ou econômicas. De um lado, os campos de refugiados e as travessias em barcos improvisados ou na aridez dos desertos. De outro, as fronteiras e os muros erguidos. Venezuelanos, cubanos, sírios e agora, afegãos. Culturas e contextos diferentes, em comum, o mesmo desespero por uma existência melhor. Este é o pano de fundo de Os novos moradores, romance concorrente a edição deste ano do Prêmio Kindle de Literatura.

O livro, que pode ser lido através deste link, trabalha de forma alegórica as questões ligadas com as migrações. A protagonista do romance é uma jovem escritora recém premiada que muda com o marido para o apartamento dos sonhos. Logo, o novo lar é perturbado por invasores que sem qualquer explicação, tomam conta do espaço e se acham no direito de ocupá-lo. Com referências kafkianas e linguagem simples, o livro procura despertar questionamentos sobre o tema. Segundo o autor, o drama dos refugiados é um assunto atual e presente em qualquer lugar, desde São Paulo, cidade onde ele mora e cenário do livro, até os países da Europa aos Estados Unidos. “De forma metafórica, procurei trabalhar esse tema necessário. Com o apartamento como o microcosmo do país onde vivemos e a personagem principal como os nossos governos e nós mesmos tratamos as pessoas que com coragem e muitas vezes poucos recursos, se lançam na aventura que é emigrar”, conta. Radicado na capital paulista há dois anos, Alex acumula experiência sobre o assunto, já tendo vivências fora do país, “experiência que ajuda a ter empatia com o outro, a sentir na pele a pergunta incômoda de - o que você está fazendo aqui? Com as recentes crises humanitárias e a ascensão de governos com ideologias retrógradas e políticas restritivas em relação à imigração em vários países, inclusive o nosso esse é um debate mais do que necessário”, disse. 

A obra inédita concorre pela primeira vez a um prêmio literário e na capital paulista, o seu autor se divide entre o universo fashion e a literatura. Em 2017, foi um dos dez finalistas ao Prêmio Papel Pólen de Literatura. Alex participa de concursos literários no Brasil e em Portugal. Segundo ele, está é uma das principais maneiras que novos autores têm para divulgar o seu trabalho e conseguir inserção no concorrido mercado editorial brasileiro.

Sobre o prêmio

Organizado desde 2015 pela sucursal brasileira da gigante americana do varejo, o prêmio literário se consolidou como um dos principais do segmento no país e visa estimular a produção e divulgação de novas obras literárias no país. Neste ano, além do valor monetário, o autor premiado terá a versão impressa do seu romance publicado pela Record, uma das principais editoras do país.

Para ter acesso ao livro, clique aqui.

Fonte: Assessoria de imprensa

Fotos: Estúdio Cia 11

Compartilhe:

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Participe da antologia (e-book) CONTOS E POEMAS ASSOMBROSOS - VOL. III Leia o edital


PARTICIPE DA ANTOLOGIA (E-BOOK): CONTOS E POEMAS ASSOMBROSOS - VOL. III

REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO NA ANTOLOGIA DIGITAL "CONTOS E POEMAS ASSOMBROSOS - VOL. III":

1 - Escrever um poema ou conto de terror (o tema é amplo e você poderá usar como personagens: bruxas, lobisomens, vampiros, fantasmas, feiticeiros, zumbis, etc). Aceitaremos até 2 contos ou 2 poemas por autor. Caso sejam aprovados, os 2 textos serão publicados.

2 - SOBRE O CONTO OU POEMA: até 4 páginas, fonte Times ou Arial, tamanho 12, incluindo título.
     
3 - Tipo de arquivo aceito: documento do Word (arquivos em PDF serão deletados).

4 - O conto ou poema não precisa ser inédito, desde que os direitos autorais sejam do autor e não da editora ou qualquer outra plataforma de publicação.

5 - Idade mínima do autor para participação na antologia: 18 anos completos. Menores de idade irão precisar de autorização dos pais ou responsável, caso o conto ou poema seja aprovado.

6 - Envie o conto ou poema pré-revisado. Leia e releia antes de enviá-lo.

7 - Data para envio do conto ou poema: do dia 16/09/21 até 16/10/21.

8 - Veja ficha de inscrição no final desse texto. Leia, copie as informações e preencha. Envie as informações da ficha + o conto ou poema para o e-mail: contato@edgarallanpoe.com.br. Escreva no título do e-mail: CONTOS E POEMAS ASSOMBROSOS - VOLUME III

CUSTO PARA O AUTOR:

R$ 50,00 por conto ou poema. Caso o autor envie 2 poemas ou 2 contos e tenha os dois selecionados, o valor será R$ 100,00. As informações para depósito serão informadas ao autor no e-mail que enviaremos caso o conto ou poema seja aprovado.
O valor servirá para cobrir os custos de leitura crítica e revisão, diagramação e divulgação da obra.

A antologia será digital (e-book) e gratuita para os leitores baixarem através de download, ela não será vendida. A antologia será amplamente divulgada nas redes sociais da Revista Conexão Literatura: Fanpage e Grupos do Facebook e Instagram, que somam cerca de 190 mil seguidores.

O resultado será divulgado no site www.revistaconexaoliteratura.com.br e na fanpage www.facebook.com/conexaoliteratura, até o dia 17/10/21 (a data poderá ser prorrogada).

OBS: Enviaremos certificado digital de participação para os autores selecionados.


NOSSOS CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO:

A) - Criatividade;

B) - Textos preconceituosos, homofóbicos, racistas ou que usem palavras de baixo calão, serão desconsiderados;

C) - Seguir todas as regras para participação.

OBS.: Ademir Pascale, idealizador do concurso, disponibilizou para download uma apostila intitulada "Oficina Jovem Escritor", com dicas para quem está iniciando no mundo da escrita. Baixe gratuitamente, leia e pratique: CLIQUE AQUI.


FICHA DE INSCRIÇÃO DO AUTOR(A)

Nome completo do autor(a):

Seu Pseudônimo (caso use), para publicação na antologia:

Idade:

Título do conto ou poesia:

E-mail 1:
E-mail 2 (caso tenha):

Biografia em terceira pessoa (escreva sobre você num máximo de 7 linhas):
 

IMPORTANTE: Envie todas essas informações da ficha de inscrição para o e-mail: contato@edgarallanpoe.com.br. Escreva no título do e-mail: CONTOS E POEMAS ASSOMBROSOS - VOLUME III

O envio da ficha de inscrição + poesia ou conto para o e-mail indicado significa que o autor(a) leu todas as informações e regras dessa página para participação na antologia.

Não fique fora dessa. O concurso cultural será amplamente divulgado nas redes sociais.

COMPARTILHE ;)

OBS.: para conhecer e participar de outras de nossas antologias: clique aqui.



Compartilhe:

Conheça o livro "Almanaque Insólito: visões inusitadas no cotidiano brasileiro", do autor José Alberto Nemer


O livro reúne cerca de 400 fotografia tiradas pelo artista ao longo de cinco décadas, nas mais diferentes regiões do Brasil. Essas imagens são organizadas em capítulos temáticos e abordam sempre o lado insólito, a surpresa e o humor do país. O texto de abertura é de Luis Fernando Verissimo, que diz: "Este livro é isto, a obra de uma sensibilidade à espreita das peculiaridades do Brasil profundo, retratadas com espanto, humor e carinho."

PARA ADQUIRIR OU SABER MAIS, ACESSE: https://www.martinsfontespaulista.com.br/almanaque-insolito-896512/p

Compartilhe:

Conheça o livro Lua translúcida, do autor Jario Melo


A Lua é um dos astros mais observados pelo ser humano. Desde a antiguidade é alvejada por olhares de questionadores e admiradores. Sua importância em nossas vidas é ímpar. Esse astro deslumbrante que preside as noites, sempre me despertou curiosidades. Seu ciclo mensal de carga e descarga povoava meus pensamentos. Compreender esses fenômenos, conforme explica a ciência, era delirante! Não fazia sentido! Minha inteligência me negava o entendimento, principalmente quando observava o Sol, e a Lua incompleta, visíveis no céu. Esse luminar é bastante sofisticado e transcende à nossa compreensão. Após pesquisas fotográficas, aqui faço observações e afirmações sobre as viagens do homem à Lua, sustentadas como um dos maiores feitos dos últimos cinquenta anos da humanidade.

Sobre o autor:

Jario Melo nasceu na cidade de Piaçabuçu, Estado de Alagoas, no dia 17 de novembro de 1966. Filho de José dos Santos Melo e Ana Maria dos Santos (in memoriam). É o oitavo filho do casal, num total de doze. Em 1985 ingressou como soldado da Polícia Militar de Alagoas (PMAL). Serviu em várias unidades e lá permaneceu até o ano de 1993, ano em que a unidade do Corpo de Bombeiros se desmembrou da PMAL, tornando-se uma instituição independente, a qual passou a pertencer. No Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBMAL), concluiu a carreira e passou para a reserva como oficial. Autodidata, é um entusiasta da tecnologia da informação, desenvolvedor de software e dedicado a assuntos da Bíblia.

O livro está disponível no site da PoD Editora em dois tipos de impressão, conforme quadro abaixo. 

Impressão Padrão

Impressão Luxo

https://podeditora.com.br/produto/lua-translucida-edicao-de-padrao-papel-offset-90g/.

 

https://podeditora.com.br/produto/lua-translucida/

 

Contato com o autor:

E-mail: jmsantos30817@gmail.com

Telefone: (82) 99361-7104. 

Compartilhe:

quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Participe da antologia (e-book) O LIVRO DOS MORTOS-VIVOS - CONTOS E POEMAS - VOL. II. Leia o edital


PARTICIPE DA ANTOLOGIA (E-BOOK): O LIVRO DOS MORTOS-VIVOS - CONTOS E POEMAS - VOL. II

REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO NA ANTOLOGIA DIGITAL "O LIVRO DOS MORTOS-VIVOS - CONTOS E POEMAS - VOL. II": 

1 - Escrever um poema ou conto de terror/sobrenatural. Aceitaremos até 2 contos ou 2 poemas por autor. Caso sejam aprovados, os 2 textos serão publicados.

2 - SOBRE O CONTO OU POEMA: até 4 páginas, fonte Times ou Arial, tamanho 12, incluindo título.
     
3 - Tipo de arquivo aceito: documento do Word (arquivos em PDF serão deletados).

4 - O conto ou poema não precisa ser inédito, desde que os direitos autorais sejam do autor e não da editora ou qualquer outra plataforma de publicação.

5 - Idade mínima do autor para participação na antologia: 18 anos completos. Menores de idade irão precisar de autorização dos pais ou responsável, caso o conto ou poema seja aprovado.

6 - Envie o conto ou poema pré-revisado. Leia e releia antes de enviá-lo.

7 - Data para envio do conto ou poema: do dia 23/08/21 até 25/09/21.

8 - Veja ficha de inscrição no final desse texto. Leia, copie as informações e preencha. Envie as informações da ficha + o conto ou poema para o e-mail: contato@edgarallanpoe.com.br. Escreva no título do e-mail: O LIVRO DOS MORTOS-VIVOS - CONTOS E POEMAS - VOL. II

CUSTO PARA O AUTOR:

R$ 50,00 por conto ou poema. Caso o autor envie 2 poemas ou 2 contos e tenha os dois selecionados, o valor será R$ 100,00. As informações para depósito serão informadas ao autor no e-mail que enviaremos caso o conto ou poema seja aprovado.
O valor servirá para cobrir os custos de leitura crítica e revisão, diagramação e divulgação da obra.

A antologia será digital (e-book) e gratuita para os leitores baixarem através de download, ela não será vendida. A antologia será amplamente divulgada nas redes sociais da Revista Conexão Literatura: Fanpage e Grupos do Facebook e Instagram, que somam cerca de 190 mil seguidores.

O resultado será divulgado no site www.revistaconexaoliteratura.com.br e na fanpage www.facebook.com/conexaoliteratura, até o dia 26/09/21 (a data poderá ser prorrogada).

OBS: Enviaremos certificado digital de participação para os autores selecionados.


NOSSOS CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO:

A) - Criatividade;

B) - Textos preconceituosos, homofóbicos, racistas ou que usem palavras de baixo calão, serão desconsiderados;

C) - Seguir todas as regras para participação.

OBS.: Ademir Pascale, idealizador do concurso, disponibilizou para download uma apostila intitulada "Oficina Jovem Escritor", com dicas para quem está iniciando no mundo da escrita. Baixe gratuitamente, leia e pratique: CLIQUE AQUI.


FICHA DE INSCRIÇÃO DO AUTOR(A)

Nome completo do autor(a):

Seu Pseudônimo (caso use), para publicação na antologia:

Idade:

Título do conto ou poesia:

E-mail 1:
E-mail 2 (caso tenha):

Biografia em terceira pessoa (escreva sobre você num máximo de 7 linhas):
 

IMPORTANTE: Envie todas essas informações da ficha de inscrição para o e-mail: contato@edgarallanpoe.com.br. Escreva no título do e-mail: O LIVRO DOS MORTOS-VIVOS - CONTOS E POEMAS - VOL. II

O envio da ficha de inscrição + conto ou poesia para o e-mail indicado significa que o autor(a) leu todas as informações e regras dessa página para participação na antologia.

Não fique fora dessa. O concurso cultural será amplamente divulgado nas redes sociais.

COMPARTILHE ;)

OBS.: para conhecer e participar de outras de nossas antologias: clique aqui.


Compartilhe:

Entrevista com José Alberto Nemer, autor do livro "Almanaque Insólito: visões inusitadas no cotidiano brasileiro"


José Alberto Nemer é artista plástico e doutor em Artes Plásticas pela Universidade de Paris. Pertencente à geração de “desenhistas mineiros” que se afirmou no cenário da Arte Brasileira na década de 1970, seu trabalho é denso e diversificado. Seu foco principal é o processo de criação, onde quer que ele se manifeste. Além de sua pintura, Nemer realiza curadorias temáticas, design e docência. Além do “Almanaque”, á autor ainda de “A Mão Devota; santeiros populares das Minas Gerais nos séculos 18 e 19” (Bem-Te-Vi, 2008). Ministrou em universidades brasileiras e estrangeiras, como a Universidade Federal de Minas Gerais / UFMG e a Universidade de Paris III / Sorbonne. 

ENTREVISTA: 

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário? 

José Alberto Nemer: Meu processo de criação é inquieto. Basicamente me dedico às Artes Plásticas, pintando. Entretanto, navego por outras linguagens como reflexões escritas. 

Conexão Literatura: Você é autor do livro "Almanaque Insólito: visões inusitadas no cotidiano brasileiro". Poderia comentar? 

José Alberto Nemer: O “Almanaque” surgiu ao longo de quatro décadas, quando fui documentando fotograficamente, ao longo desse tempo, situações inusitadas no cotidiano brasileiro. 

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro? 

José Alberto Nemer: Como disse, a documentação fotográfica que originou o livro foi feita ao longo de 40 anos. Fui colecionando as imagens e, num certo momento, resolvi reuni-las em um livro. O designer Gustavo Piqueira se encarregou de fazer a criação gráfica e a Martins Fontes de editar o livro.   

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho que você acha especial em seu livro?  

José Alberto Nemer: Há vários capítulos reagrupados no livro, cada um tem seu interesse. 

Foto integrante do livro Almanaque Insólito: visões inusitadas no cotidiano brasileiro

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário? 

José Alberto Nemer: O livro está disponível nas livrarias ou pela internet clicando a WMF Martins Fontes. 

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta? 

José Alberto Nemer: Por enquanto, não. Neste momento, me dedico inteiramente às minhas exposições itinerantes por São Paulo, Porto Alegre e Belo Horizonte. 

Perguntas rápidas: 

Um livro: A Negação da Morte, Ernest Becker       

Um (a) autor (a): Machado de Assis 

Um ator ou atriz: Fernanda Montenegro

Um filme: Rocco e seus irmãos

Um dia especial: Todos

Compartilhe:

Entrevista com Jario Melo, autor do livro "Lua Translúcida"


Nasceu na cidade de Piaçabuçu, Estado de Alagoas, região Nordeste do Brasil, no dia 17 de novembro de 1966. Em 1985, aos 18 anos de idade, ingressou como soldado da Polícia Militar de Alagoas (PMAL). Serviu em várias unidades e lá permaneceu até o ano de 1993, ano em que a unidade do Corpo de Bombeiros se desmembrou da PMAL. Escolhendo servir ao Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBMAL), lá concluiu a carreira e passou para a reserva como oficial. Autodidata, é um entusiasta da tecnologia da informação, desenvolvedor de software e dedicado a assuntos bíblicos. Em 2020 iniciou no mundo literário com a publicação do livro O Aquário de Deus – A verdade que esconderam de nós. 

ENTREVISTA: 

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário? 

Jario Melo: Tudo começou após uma pesquisa que fiz em 2017 sobre a Terra Plana. O conhecimento que adquiri nessa investigação, de difícil aceitação por maioria da humanidade, que de certa forma compreendo, pareceu-me incontestável compartilhar, mesmo sabendo da árdua tarefa de torná-lo conhecido. 

Conexão Literatura: Você é autor do livro "Lua Translúcida". Poderia comentar? 

Jario Melo: Esse livro vem da necessidade que senti de fazer uma publicação exclusiva sobre a Lua para expor todo o conteúdo que precisei suprimir do livro anterior. Esta obra contempla todo o conteúdo do capítulo 2 do livro Aquário de Deus, novas imagens e contraprovas das figuras. Em hipótese alguma tenho a intenção de esgotar este assunto tão extenso, emocionante e repleto de interrogações. Registrei as características da Lua em fotografias com imagens de alta qualidade, exibindo impressionantes detalhes ocultos ao olho humano, que, garanto, minimamente expandirá o seu conhecimento a respeito dessa luminária. Em Lua Translúcida desvendo as supostas crateras, mares e a famosa sombra da Terra projetada na Lua. 

Conexão Literatura: Como é o seu processo de criação? Quais são as suas inspirações? 

Jario Melo: A criação parte de dúvidas, de interrogações que permeiam meus pensamentos quando as explicações que são apresentadas sobre determinado fato, não satisfazem ou contrariam a observação. Essas perguntas inspiram a busca por evidências que esclareçam ou tragam luz sobre a questão. Para esse fim, faço pesquisas em sites que abordam ou se relacionam com o tema, leio livros, artigos, faço minhas fotografias, experimentos, compartilho ideias com outras pessoas etc.  

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do seu livro especialmente para os nossos leitores?  

Jario Melo: Acredito que o capítulo 4 é muito intrigante. Nessa parte, por meio de fotografias, apresento duas características extraordinárias da Lua: translucidez e permeabilidade. As imagens são esclarecedoras. 

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário? 

Jario Melo: O livro está disponível no site da PoD Editora em dois tipos de impressão, conforme quadro abaixo. 

Impressão Padrão

Impressão Luxo

https://podeditora.com.br/produto/lua-translucida-edicao-de-padrao-papel-offset-90g/.

 

https://podeditora.com.br/produto/lua-translucida/

 

Contato com o autor:

E-mail: jmsantos30817@gmail.com

Telefone: (82) 99361-7104. 

Conexão Literatura: Quais dicas daria para os autores em início de carreira? 

Jario Melo: Também sou principiante e tenho pouca experiência. Para mim, acima de tudo, o segredo da vitória é a fé em Deus, depois ser persistente, encarar cada obstáculo como um desafio a ser superado, trabalhar com planejamento e disposição para alcançar o objetivo desejado. 

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta? 

Jario Melo: No momento estou avaliando a possibilidade de outra obra, mas ainda está no campo das ideias. 

Perguntas rápidas: 

Um livro: A Bíblia

Um ator ou atriz: Não tenho

Um filme: O Pianista

Um hobby: Pintura em tela

Um dia especial: Meu nascimento 

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário? 

Jario Melo: Não sou contra a ciência, mas discordo da proibição de questionar. Os fatos não podem ser sobrepujados pelas narrativas e/ou ideologias. O ser humano tem sido manipulado em seu conhecimento e consequentemente na forma de pensar. A verdadeira ciência questiona, investiga, analisa e se pauta em fatos e/ou evidências, não em preferências.

Compartilhe:

Norma Camargo, Edmir Camargo e o livro Encontros e reencontros, por Cida Simka e Sérgio Simka


BIOGRAFIAS


NORMA CAMARGO - Nasci em Jundiaí, SP, sou pedagoga pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de São Bernardo do Campo, SP, com pós-graduação em Psicopedagogia pela Universidade de Franca. Fui professora e diretora de Unidade Escolar na rede pública do município de Santo André.
Escrevo crônicas e contos e participei da antologia Contos Reunidos Para Ler Separadamente.
Sou integrante do Núcleo de Escritores do Grande ABC, grupo formado por voluntários ligados ao fazer literário e que tem como função social despertar no cidadão o hábito da leitura e escrita, bem como o aprendizado e entendimento a priori da nossa língua. O Núcleo promove oficinas de escrita criativa e concursos literários direcionados principalmente a jovens de escolas públicas e instituições filantrópicas.
Leitora crítica e revisora dos livros “Pequenas Histórias, Grandes Lembranças”, dos autores Edmir Camargo e Álvaro J. C. Ferreira; “Os olhos da Fera”, “Turbulência”, de Edmir Camargo e dos textos publicados na página CRÔNICAS E CONTOS DE GAVETA, do mesmo autor.

EDMIR CAMARGO - Nasci em Santo André, SP, sou formado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Bernardo do Campo, SP. Atuei nas áreas de vendas e marketing das indústrias metalúrgicas da região do ABC, às quais presto atualmente consultoria ministrando palestras técnicas e motivacionais.
Criei a página CRÔNICAS E CONTOS DE GAVETA no Facebook, onde há cinco anos publico textos variados.
Participo do Núcleo de Escritores do Grande ABC.

Trabalhos publicados:
- Pequenas Histórias, Grandes Lembranças – livro de crônicas e contos escrito com Álvaro Ferreira;
- “E” de Elefante! – livro sobre a importância do bom e correto atendimento a clientes;
- Os olhos da fera – romance;
- Turbulência – romance.

Participação em antologias:
- IX Prêmio Literário Livraria Asabeça (poesias) – Editora Scortecci;
- Uma Noite no Castelo – Editora Selo Jovem;
- Aquela Casa – Editora Verlidelas.
- Contos Reunidos para Ler Separadamente.

MOTIVAÇÃO

Uma das atividades do Núcleo de Escritores do Grande ABC é a leitura de materiais produzidos pelos integrantes. Em uma reunião, a Norma leu um conto que escreveu sobre uma história de amor com seus encontros e desencontros. A reação do grupo foi positiva, com todos querendo saber mais sobre o desenrolar e a conclusão daquela história. Algum tempo depois, coincidentemente nós pensamos em transformar o conto em um romance. Aproveitamos o tempo de isolamento social e trabalhamos com afinco na ideia.
Inscrevemo-nos em um edital da Secretaria de Cultura de Santo André, que através da Lei Aldir Blanc promove atividades culturais no município. Fomos contemplados e passamos a direcionar nossos esforços para completarmos o trabalho.
Foram meses de muita dedicação e o resultado foi gratificante.

O QUE ESTAMOS LENDO (OU RELENDO)

Somos ecléticos nesta questão e temos sempre leituras em andamento. Atualmente, Nicholas Sparks, Elena Ferrante, Frederick Forsyth, Anthony Doerr, Robin Cook estão na ordem do dia, mas frequentemente cedem espaço para trabalhos dos autores do nosso Núcleo.

A QUESTÃO DA LEITURA EM NOSSO PAÍS

Somos um povo que lê e escreve pouco. Faltam incentivos e oportunidades, o que percebemos claramente quando, através do Núcleo, ministramos a jovens as oficinas voltadas à leitura e escrita e promovemos concursos literários entre eles. A reação é imediata, com a produção de textos bem elaborados e o aumento de interesse e frequência nas bibliotecas das escolas em que atuamos.

DICAS PARA QUEM DESEJA SER ESCRITOR

Quem deseja escrever precisa, por princípio, ser observador de detalhes que não são normalmente notados. Muitas vezes, fatos comuns permitem o surgimento de histórias originais e criativas. Aparentemente simples, esta colocação só privilegia quem estiver focado nos acontecimentos em seu entorno e com o objetivo claro de transformá-los em algo interessante.
Mas para viabilizar um projeto de escrita é necessário o hábito da leitura. É essencial ler, ler muito, ler tudo, não somente o que gosta e o que está na moda. Ler é o que permite identificar a linha que se pretende seguir e evita o lugar-comum.
Sempre disponibilize, de alguma forma, o que escrever. Mostre o que produz e encontre leitores. 

Link para o livro:

https://www.verlidelas.com/product-page/encontros-e-reencontros-saga-de-um-amor-perdido

 

CIDA SIMKA

É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019), O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020), Horror na biblioteca (Editora Verlidelas, 2021) e O quarto número 2 (Editora Uirapuru, 2021). Organizadora dos livros Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020), Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020), O medo que nos envolve (Editora Verlidelas, 2021) e Queimem as bruxas: contos sobre intolerância (Editora Verlidelas, 2021). Colunista da revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA

É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela editora Uirapuru. Colunista da revista Conexão Literatura. Seu mais recente trabalho acadêmico se intitula Pedagogia do encantamento: por um ensino eficaz de escrita (Editora Mercado de Letras, 2020) e seu mais novo livro juvenil se denomina O quarto número 2 (Editora Uirapuru, 2021). 

Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels