quinta-feira, 7 de abril de 2016

Uma análise da ida de André Vianco para a Aleph

André Vianco é inegavelmente um dos maiores expoentes da literatura brasileira de terror. Desde a publicação de Os Sete, em 1999, o autor segue uma trajetória de sucesso: já são 16 livros lançados, três histórias em quadrinhos e duas obras infanto-juvenis. Algumas de suas sagas possuem leitores fanáticos, como a do Vampiro Rei e o próprio Os Sete.

Após anos na editora Novo Século – que o projetou no mundo da literatura – e um grande hiato sem relançar seus livros antigos, Vianco divulgou em 2015 em suas redes sociais que estava em busca de uma nova editora para suas obras. A escolhida foi a Giz, mais especificamente o selo Calíope, criado para o autor lançar (e relançar) seus livros e, ainda, outros autores. A parceria chegou até a gerar o primeiro fruto: o livro Estrela da Manhã (2016), do próprio Vianco.

Então eis que, para surpresa de todos, o escritor anunciou que terá mais de 10 obras relançadas pela editora Aleph, até mesmo o Estrela da Manhã, e já pensa em novos livros pela nova casa.

Se você não conhece a Aleph, trata-se de uma editora de grande porte responsável por trazer para o Brasil a maioria dos livros de ficção científica encontrados em destaque em qualquer livraria. O catálogo inclui clássicos de peso: Laranja Mecânica, Jurassic Park, Planeta dos Macacos, entre muitos outros; além de trabalhos de autores como Isaac Asimov e Philip K. Dick e das obras das franquias Star Wars e Star Trek.

Vale também destacar o trabalho primoroso que eles desempenham no preparo do livro. 2001: uma odisseia do espaço, por exemplo, possui uma edição toda preta, copiando o famoso monólito imortalizado pelo filme de Kubrick. E a Aleph ainda se posiciona como uma editora que se importa com a cultura, e não simplesmente em ter lucro. Exemplo disso são os temas abordados em seu canal no Youtube: há um episódio com um debate muito interessante sobre a representatividade feminina no mundo nerd e outro sobre a série Black Mirror, sobre a qual a Aleph não tem nenhum livro lançado.

Também no seu canal no Youtube, a editora já afirmou que o livro A mão esquerda da escuridão, de Ursula Le Quin, vende pouco, só que afirma continuar a apostar na obra e na autora por entender a importância de ambos para o universo da ficção científica.

Aposta no nacional

Mesmo com tantos livros bons, havia um ‘calcanhar de Aquiles’ no catálogo da Aleph: a ausência de autores de ficção nacionais. Possivelmente o sucesso de nomes como Eduardo Spohr e Raphael Draccon fez a editora olhar com mais carinho para os escritores daqui, e André Vianco é uma aposta segura. Trata-se de um autor com uma grande base de leitores, que vende bem e que, até bem pouco tempo, estava sem editora. Algumas de suas obras, como A casa, praticamente tornaram-se itens de colecionador. Relançá-las é certeza de venda.

E porque a ida do Vianco para a Aleph deve ser comemorada? Porque a Aleph abrir suas portas mostra que a ficção nacional está mais madura, não apenas pela qualidade das obras, mas principalmente pela recepção do público. Caso Vianco venda bem na Aleph – o que certamente irá acontecer –, quem sabe a editora não aposte em outros autores nacionais? E quem sabe outras grandes editoras não passem a olhar com mais atenção para bons nomes da literatura com potencial de vendas?

Resta saber o que será do selo Calíope. Aposte que ele continuará vivendo, com Vianco agenciando autores na Giz e publicando suas obras na Aleph. Por falar em Aleph, que autor nunca desejou publicar por ela que atire a primeira pedra. Quem sabe esse sonho já não seja mais tão distante assim.


Compartilhe:

2 comentários:

  1. Não podemos esquecer que a Aleph já lançou a escritora de vampiros nacional Nazarethe Fonseca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimo ponto, Sábio. Mas acredito que a Nazarethe não faz mais parte do time de autores da Aleph há um tempo, tanto que os livros dela não constam mais no catálogo do site da editora.

      Excluir

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Ajude a manter a nossa revista. Doe, nossas edições são gratuitas para os leitores!

Curta Nossa Fanpage

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

Anuncie e Publique Conosco

LIVRO: 666 - SINAIS - MARLI FREITAS

Posts mais acessados

LIVRO DESTAQUE

LIVRO: DECAF ME - SONHOS VITALIDADE CRIATIVIDADE

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Passaram por aqui


Labels