sexta-feira, 13 de maio de 2016

Entrevista com Carlos Caldas

Carlos Caldas
Carlos Caldas é bolsista do PNPD-CAPES na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (Belo Horizonte, MG)

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Quando e como surgiu o seu interesse por assuntos nerds?

Carlos Caldas: Desde quando aprendi a ler, e isto aconteceu muito cedo em minha vida. Na época a palavra “nerd” não era usada no Brasil. Eu sempre fui o nerd clássico sem saber: usava óculos por conta de uma miopia severa (mais tarde fiz a cirurgia de correção), tinha dificuldade nos esportes, mas gostava de ler e tirava notas altas em todas as matérias – menos matemática... Desde sempre gostei de HQ’s – ou “gibis”, como dizíamos então e de ver filmes de ficção científica e ler textos de aventuras e fantasia. Então posso dizer que sou “ontologicamente” nerd desde sempre...

Conexão Literatura: Você lançou recentemente o livro "Teologia Nerd" (Garimpo Editorial), poderia comentar?

Carlos Caldas: Tenho desenvolvido já há alguns anos uma pesquisa no campo da teologia e literatura. Nesta linha, tenho produzido também textos curtos sobre teologia e cinema, publicados mensalmente em um portal que tem um número imenso de acessos – Ultimatoonline (ultimatoonline). Aos poucos foi surgindo em minha mente o desejo de produzir um “crossover” teológico, dialogando com manifestações da cultura nerd. Daí entrei em contato com um grupo de amigos que sei são companheiros de “nerdice”, e eles imediata e alegremente toparam a parada! Meu capítulo no livro é uma introdução ao tema da cultura nerd, apresentando-a e mostrando alguns exemplos de como entabular diálogo com a teologia. 

Conexão Literatura: Fale mais sobre os coautores.

Carlos Caldas: Com prazer. Ricardo Gouvea, amigo de longa data, fala com a erudição que lhe é peculiar, sobre o sagrado na ficção científica. Iuri Andreas Reblin, jovem teólogo luterano brasileiro, faz um interessantíssimo exame do sagrado em histórias em quadrinhos. Luiz Vadico, especialista em cinema, fala como a pessoa de Cristo é apresentada em alguns vídeos veiculados no YouTube. João Santos, nerd entre os nerds e teólogo entre os teólogos, fala sobre a teologia presente em videogames. E Dimas Moreira fala sobre um dos mais icônicos heróis de todos os tempos, o Batman.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho de "Teologia Nerd", especialmente para os nossos leitores?

Carlos Caldas: Este livro é dedicado a todos os que dão asas à imaginação e não se permitem ficar estáticos circunscritos apenas pelos limites da razão técnica. Este livro é dedicado aos que ousam romper barreiras e cruzar fronteiras ao pensar sobre o sagrado, e não se permitem simplesmente repetir manuais e fórmulas do passado, como se estas fórmulas fossem sagradas...

Conexão Literatura: Para você, um verdadeiro nerd é...

Carlos Caldas: Um adulto que não perdeu a capacidade de maravilhamento diante da fantasia, que sabe o valor da “razão técnica’, mas não abre mão da imaginação, e que não tem vergonha de admitir isto...

Conexão Literatura: Como os interessados deverão proceder para adquirir um exemplar do seu livro?

Carlos Caldas: A melhor maneira é pelo site da Editora Garimpo: http://www.garimpoeditorial.com.br/

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Carlos Caldas: Sim. Um texto teórico, sobre possibilidade de utilização da ética teológica de Dietrich Bonhoeffer (meu teólogo favorito) como base teórica para uma teologia pública no Brasil. Outro, uma espécie de continuação do “Teologia Nerd”, mas com foco específico em séries de TV, algumas mais antigas – como Star Trek (série clássica) e outras recentes, como Dr. Who, The Walking Dead, Game of Thrones, House e Vikings. No caso, uma leitura dos elementos teológicos e religiosos presentes nestas séries.

Perguntas rápidas:

Um livro: O Silmarillion, de J. R. R. Tolkien
Um(a) autor(a): C. S. Lewis
Um ator ou atriz: Sean Connery
Um filme: The Blues Brothers (“Os Irmãos Cara-de-Pau”), de 1980
Um dia especial: 27 de dezembro de 1991, quando nasceu o Carlos Neto, meu filho mais velho
Um desejo: No momento, concluir a leitura da tetralogia “Rama”, de Arthur C. Clarke, e a série “Crônicas Saxônicas”, de Bernard Cornwell, ambas iniciadas, mas ainda não concluídas.

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Carlos Caldas: Agradeço a oportunidade feliz que me foi apresentada ao conceder esta entrevista. Longa vida e próspera para todos os leitores de Conexão Literatura!

Participe e concorra ao livro "Teologia Nerd": Clique aqui.

Para adquirir o livro: Clique aqui.
Compartilhe:

4 comentários:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Ajude a manter a nossa revista. Doe, nossas edições são gratuitas para os leitores!

Curta Nossa Fanpage

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

Anuncie e Publique Conosco

LIVRO: 666 - SINAIS - MARLI FREITAS

Posts mais acessados

LIVRO DESTAQUE

LIVRO: DECAF ME - SONHOS VITALIDADE CRIATIVIDADE

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Passaram por aqui


Labels