quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Em A Essência da dor, autora revela as agruras vivenciadas por um polonês na segunda guerra mundial

Aline Basztabin é gaúcha de origem polonesa. Nascida em Porto Alegre, cursou pedagogia na Pucrs e pedagogia hospitalar como especialização.
Gosta de novelas mexicanas e séries da Tv americana, gosta de diversos gêneros de livros mas seus preferidos são livros espíritas.
Possui um gato preto chamado Vladislaus em mérito ao afeto por seu avô.
Filha de pais separados, achou na escrita seu ideal. Acredita em Deus e seus misteriosos caminhos para alcançar o que está reservado para nós.
Mora no USA, onde segue deus estudos.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Você lançou recentemente o livro "A Essência da Dor". Antes de perguntarmos mais sobre o livro, defina a palavra "dor" em seu título.

Aline Basztabin: Dor, aquele aperto no peito de angústia e medo de perder alguém. A Essência da Dor relata experiências de pessoas comuns que conheceram a dor em diversas formas. A dor de uma guerra, de não poder ter filhos, a decepção com a filha adotiva, das brigas e a dor na incompreensão. Falatórios maldosos e desrespeitosos a um casal que só queria ter tido um final feliz, tudo gerou dor, e é essa dor a que me refiro no livro. As dores da vida.

Conexão Literatura: Você é de origem polonesa e Alexsander, protagonista do seu livro, é um polonês que vivenciou as agruras da segunda guerra mundial. Tendo essa ligação a história trata-se de fatos verídicos? Conte mais pra gente.

Aline Basztabin: Sim! Tudo o que está escrito no livro é verídico. Alexsander é um dos meus personagens favoritos. Eu tenho uma ligação forte com ele. Quando ele me contou tudo o que aconteceu com ele eu fiquei tomada de compaixão porque eu não conseguia imaginar alguém ter passado por uma guerra como foi a segunda guerra mundial e sobreviver. Uma pessoa ali, diante de mim, idoso porém muito sábio, ter me relatado como tudo aconteceu na invasão da Polônia, o campo de concentração, cada detalhe... foi tudo muito mágico, uma viajem ao tempo, mas escutar tudo aquilo me comoveu, meu coração apertou e eu senti a tristeza por aqueles relatos.

Saiba mais: clique aqui
Conexão Literatura: Lendo a sinopse do seu livro é fácil notar que ele é carregado de sentimentos profundos. De onde vem tanta inspiração para escrever?

Aline Basztabin: Eu sempre gostei de escrever, desde do tempo da escola. Mas escrever o que não se viveu é difícil. Eu acompanhei de perto essa história do livro, mas acompanhar não é viver 100%. Então, eu só senti. Me permiti a sentir a tristeza do outro para poder descrever melhor. Eu me permiti sentir a raiva e a angústia da história, porque a minha ideia era passar o que realmente ocorreu. Por exemplo, quando a personagem da Rose morreu, foi um dos poucos momentos em que eu estava presente, naquela despedida ouvi cada palavra dela... Foi difícil escrever aquele capítulo, a saudade e a tristeza tomaram conta de mim. Eu me permiti relembrar aquela saudade.

Conexão Literatura: Já passou pela sua cabeça tornar a sua história num filme?

Aline Basztabin: Eu gostaria muito de transformar A Essência da Dor em filme. O Alexsander, o personagem com certeza iria adorar e eu claro, iria me sentir realizada por deixar aquele senhor com o resto da vida que ele possui feliz. Rose se sentiria tímida, mas com certeza, eles iriam adorar.

Conexão Literatura: Hoje você vive nos EUA, mas suas publicações são feitas em língua portuguesa. Já pensou em traduzir suas obras para o inglês?

Aline Basztabin: Sim! Estamos trabalhando nisso. Nosso projeto é para o ano que vem já estar disponível a versão em inglês e em espanhol.

Conexão Literatura
: Como é escrever tão longe de casa? No seu ponto de vista é fácil ou mais difícil?

Aline Basztabin: Bem, tudo tem seu lado bom e seu lado ruim. No meu caso, eu adoro escrever longe de casa, porque isso abre minha mente. Eu consigo perceber detalhes que antes eu não pude perceber. Conhecendo novas culturas e pessoas, escrever torna-se mais fácil, pois aprender a lidar e estudar as pessoas abre muita a mente. Aprendo muito na escrita e nos detalhes. O lado ruim é estar longe de quem eu gosto. A saudade machuca um pouco.

Conexão Literatura: Uma pergunta que sempre gostamos de fazer aos nossos entrevistados: se fosse para você escolher uma trilha sonora para a sua história, qual seria?

Aline Basztabin: Eu escrevi A Essência da dor escutando uma música que mexia muito comigo na época, talvez seja porque eu estava permitindo sentir a angústia dos personagens. A música é Let it go - James bay.

Conexão Literatura: Já pensou em passar o seu livro também para a versão ebook atingindo ainda mais público?

Aline Basztabin: Sim! A versão e-book estará disponível à partir de setembro/2016.

Conexão Literatura: Como os leitores interessados deverão proceder para adquirir o exemplar do seu livro?

Aline Basztabin: Eles poderão comprar no site da editora (http://www.editorabarauna.com.br) e em todos os sites de venda de livros online. O livro chegará na residência dentro de 7-15 dias úteis.

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Aline Basztabin: Quero agradecer a vocês, e quero agradecer a vida por ter me dado a oportunidade de conhecer o Alexsander. Ele me ensinou muitas coisas e entre elas está a paciência. Se Rose ainda estivesse entre nós, ela iria adorar esse livro e iria adorar compartilhar com o próximos os seus relatos. Compartilhar suas dores é também ajudar o próximo, é dizer com carinho “eu entendo o que você está passando”. As vezes é só isso que precisamos ouvir.

Para saber mais sobre o livro:
 
A Essência da Dor, por Aline Basztabin

Sinopse: Dor. Três letras que juntas possuem significado forte. Aquela sensação de algo pontiagudo entrando e machucando o coração. Aquele aperto que arranca lágrimas dos olhos ocasionando muito vezes até a falta de ar. Mudanças geram dores. As dores necessárias para a evolução do ser humano. Algumas experiências causam dores que impregnam na personalidade do ser. Viver torna-se mais difícil e pesado. A vida não seria vida se não houvesse a esperança que chega trazendo conforto no peito, acalma ansiedades e dores. A esperança é filha da fé e a fé é a mãe de muitas virtudes. A essência da dor é baseado em fatos reais sobre um casal que adotou Aurora sem conhecer a sua essência. A essência, aquela que nasce conosco, essa nunca muda. Ela revela quem realmente somos e qual é a origem de nossos pensamentos.
Gostaria de apresentar lhes a história de Alexsander. Polonês e sobrevivente da segunda guerra mundial. 25 anos de idade, ele é bonito, alto, elegante e possui olhos azuis cristalinos. Seus olhos, embora jovens, já presenciaram toda a dor que o ser humano é capaz de praticar com o seu próximo. Conheceu a maldade vestida de vaidade e orgulho. Reconstruiu sua vida na cidade de Nova York. Apaixonou- se por Rose.
Rose é mulher independente. Possui costas largas de cobranças de sua família e da sociedade por não ter casado no auge do seus 32 anos. Vive sufocada. Rose nunca havia namorado alguém e tão pouco se apaixonado. Era exigente com homens. Dona de beleza incontestável apaixonou-se por Alexsander não importando-se com sua essência atormentada pela dor.
Casaram- se no inverno de 1952. Numa igreja simples juraram amor para toda aquela vida e talvez até para as próximas. Juraram amor eterno. Talvez o tempo fosse certo inimigo, mas o amor não precisava de tempo, o amor entre eles, precisava de corações sinceros. O amor uniu-os de forma indiscutível. Entretanto, não contaram com o desafio que a vida havia preparado para o casal. A infertilidade. Decidem deixar as mágoas da vida saírem e adotam Aurora. Aquela que trouxe a luz novamente e tornou-se a razão de respirar do casal. Aquela que encheu o peito de Alexsander e Rose de felicidade. Fez com que seus corações batessem mais forte mais uma vez. Embora Aurora fosse o motivo do casal serem completos agora como pai e mãe, Aurora também foi a razão do maior pesadelo e dor daquele casal. Aurora possuía algo negro em seus olhos e alma perturbadora. Nunca soube- se o certo qual tipo de anjo havia feito aquele ser.
Eu gostaria de levar vocês nessa viajem de algumas décadas atrás e atravessar o tempo com Alexsander e Rose. Um casal que vivenciou dores comuns embora suas essências fossem diferentes. Onde as dificuldades foram dominadas a noite e ressurgidas a cada amanhecer. Venha comigo. Tenho uma história para contar.

Para adquirir o livro, acesse: http://www.editorabarauna.com.br/em-breve-lancamento-a-essencia-da-dor-voce-conhece-a-sua-essencia.html

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para participar das edições: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Assista ao vídeo

INSCREVA-SE---->

Anunciante:

Anuncie e Publique Conosco

Posts populares

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

Drago Editorial

LIVRO: JÚLIA

LIVRO: AS CRÔNICAS DO AMANHECER

LIVRO: NÃO É COM VINAGRE QUE SE APANHAM MOSCAS

LIVRO: DOIS ANJOS E UMA MENINA

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Gostou do nosso trabalho?

Passaram por aqui


Labels