sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Panorama da história e das paisagens dos Campos Gerais do Paraná é traçado em projeto contemplado pelo Rumos Itaú Cultural


Projeto da poeta Josely Vianna Batista, com artistas convidados, Na Tela Rútila das Pálpebras
 é um site que apresenta ao público aspectos tanto da história geológica dos campos
 de altitude brasileiros quanto dos impactos que vêm transformando esse cenário;
são textos históricos e literários, ensaios fotográficos, desenhos, mapas e arte digital

No dia 9 de setembro, a tradutora de poesia e literatura hispano-americana e autora de The Oxford Book of Latin American Poetry, Josely Vianna Baptista, coloca na web Na Tela Rútila das Pálpebras – publicação digital que traça um panorama da história e das paisagens dos Campos Gerais do Paraná. Contemplado pelo Rumos Itaú Cultural 2013-2014, tem formato de uma revista eletrônica, com textos históricos e literários, ensaios fotográficos, desenhos e arte digital, a fim de proporcionar ao leitor uma imersão sensível na região, na qual viveram ancestrais da poeta e que foi palco do ciclo do tropeirismo no sul do país durante os séculos 17 e 18.

O título sugere que a grande referência do projeto é o próprio olhar e as formas pelas quais essa mirada – em sonhos, na ficção da história ou sob o sol a pino – destrói, cria e enxerga sentidos. Foi a curiosidade em como as paisagens se formaram, na recusa das diferenças, no desconhecido, nas questões que são um vivo estímulo para os poetas e artistas que encontram nesses motes matéria de reflexão, que Josely resolveu desenvolver este projeto e explorar a terra.

Campos Gerais do Paraná foi o lugar escolhido por estar presente na memória afetiva de criança dela e por ter recebido, há mais de 10 gerações, seus antepassados. “Durante anos cruzei os Campos Gerais em viagens constantes entre o norte e o leste do Paraná”, conta. “Avistava seus gélidos rios entre os prados, uns capões de araucárias ao redor de um córrego, os pétreos afloramentos que evocam ruínas, cachoeiras e furnas, que há milhões de anos conformam essa assombrosa paisagem do Sul do Brasil.”

Josely Vianna Baptista numa das expedições do projeto (foto: Pedro Jerônimo Vianna de Faria)
Na Tela Rútila das Pálpebras é um projeto multidisciplinar, de pesquisa iconográfica, bilíngue (português e inglês), que levou mais de dois anos para ser concluído e revela uma extensa região acima do nível do mar, onde a floresta da Mata Atlântica dá lugar aos campos e às matas com araucária e os campos com cânions, rios e cachoeiras. Junto a Josely se uniram artistas e profissionais de competências diversas, todos ligados a essas raízes de alguma forma, para comporem um caleidoscópio criativo sobre a região, com textos, imagens, mapas, falas e narrativas.

O público encontra, por exemplo, o trabalho fotográfico A Árvore da Serra, de Pedro Jerônimo Vianna de Faria, criado especialmente para o site e que teve a apresentação escrita pelo artista visual Francisco Faria. São imagens dos campos ao longo de toda a feitura do projeto, em diversas estações. Guilherme Zamoner, responsável pelo web design e pelos palimpsestos visuais que pontuam as páginas do site, também comparece com desenhos feitos na região do Cânion do Guartelá e do Parque Estadual de Vila Velha – cidadela de arenitos que fica na borda da Escarpa Devoniana, no Paraná.
Uma contribuição da artista plástica Maria Baptista, o vídeo Nada é imagem, nada é miragem, compõe imagens autorais dos campos com sua oralização do poema Os poros flóridos, de Josely Vianna. Na versão em inglês, quem lê este texto é o norte-americano Chris Daniels, que também assina a tradução de todos os poemas.

A apresentação da revista digital é assinada pela própria Josely, que explica a formação desses campos, retrocedendo na escala geológica. O vasto quadro que Na tela rútila das pálpebras oferece é enriquecido com a contribuição do poeta mapuche Lionel Lienlaf, com O rio do céu – um poema que faz, além de um contraponto mítico à metáfora dos rios que fluem em todas as seções do site, também uma conexão cósmica com os campos. “Ele descreve uma experiência memorável para quem pôde viver uma noite sob o céu estrelado desses lugares”, conta ela.

No interior do projeto online há uma seção com o mesmo da publicação. Nesta aba encontram-se dois textos poéticos. Um é do cubano José Kozer chamado Dádiva, que se torna um momento de encontro mítico com a mãe-terra. Outro, é de Josely, Fábula, tessitura de falas, acompanhado por imagens de Itororó, trabalho de Guilherme Zamoner. “Esse poema marca o reencontro de todas essas perspectivas numa narrativa dialógica densa e inspiradora”, conta ela.

“Com uma expressividade quase tátil, Fábula recolhe os cacos da experiência sensível num mundo transtornado e, ainda assim, indomavelmente belo. É uma fala intuitiva, movida pela paixão e pela presença, que é a todo instante interpelada por uma lógica de recusa, de ausência, e questiona seu próprio alcance expressivo”, diz a autora. “Esse movimento convulsivo revela o seu drama e sua redenção ao se abrir a todo o arco de sentidos e visões de um diálogo obstinado em reconstruir nexos, obstinado numa contraconquista da alma pulsante da América Meridional, insubmissa à desventura.”

SERVIÇO:
Na Tela Rútila das Pálpebras estreia na web
De Josely Vianna Baptista
Dia 9 de setembro
Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô
Fones: 11. 2168-1776/1777
atendimento@itaucultural.org.br
www.itaucultural.org.br
www.twitter.com/itaucultural
www.facebook.com/itaucultural
www.youtube.com/itaucultural
www.flickr.com/itaucultural

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

Curta Nossa Fanpage

Assista ao vídeo

INSCREVA-SE---->

Anunciante:

CANAL CONEXÃO NERD

Posts populares

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

Drago Editorial

LIVRO: NÃO É COM VINAGRE QUE SE APANHAM MOSCAS

LIVRO: DOIS ANJOS E UMA MENINA

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Anuncie e Publique Conosco

Instagram

Gostou do nosso trabalho?

Passaram por aqui


Labels