quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Rogério Araújo (Rofa), autor com obras traduzidas em inglês, italiano e alemão, comenta sobre seus livros e futuros projetos

Rogério Araújo
O escritor e jornalista Rogério Araújo, mais conhecido no meio literário como Rofa, é um autor versátil nos gêneros crônica, contos e poesias, tendo lançado quatro livros em sua carreira, sendo “Mídia, bênção ou maldição?” (Quártica Premium/Litteris), “Crônicas, poesias e contos que eu te conto...”, (Literarte), “Presentão de Natal/O super-herói do Natal” (Garcia Edizioni) e “Rofinha e os amigos de oito patas” (Garcia Edizioni), além de ser coautor de cerca de quarenta livros nacionais e internacionais, traduzidos em inglês, italiano e até alemão.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Rofa: O início é sempre difícil entre o sonho e a realidade. Escrever e ter ideias e conseguir publicá-las numa editora que, para um autor iniciante, não dá muito crédito. Pelo menos as comerciais não, apenas aquelas “prestadoras de serviço” em que você paga e depois tem de vender os próprios livros. Esse é um ponto, mas conseguir fazer o primeiro lançamento na Bienal do Livro do Rio de Janeiro é algo muito especial e para sempre marcado em minha vida.  

Conexão Literatura: Você é autor dos livros “Mídia, bênção ou maldição?” (Quártica Premium/Litteris) e “Crônicas, poesias e contos que eu te conto...”, (Literarte). Poderia comentar?

Rofa: Sim, esses dois primeiros livros, digamos assim, para adultos, ambos foram lançados na Bienal. “Mídia, bênção ou maldição?”, na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, em 2011, sendo um debate sobre os benefícios e malefícios da mídia em geral, com um capítulo dedicado a cada uma delas (internet, TV, rádio, jornais e revistas, cinema...) com exemplos práticos de como é bênção ou maldição em nossas vidas. E o livro, depois percorreu o Brasil e o mundo, sendo lançado na Feira Nacional de Poços de Caldas, em 2012, Salão de Imprensa e Livro de Genebra, Suíça, em 2012, Expo América, em Nova York, em 2012), Salão de Frankfurt, Alemanha, em 2013. E fiz e ainda faço palestras sobre o tema em escolas, eventos e igrejas, já que é um tema atual e presente na vida de todos.

Já o “Crônicas, poesias e contos que eu te conto” foi lançado na Bienal Internacional de São Paulo, em 2014) e possui cinquenta textos entre crônicas, poesias e contos para emocionar, rir, homenagear pessoas e temas diversos com palavras a respeito. Uma coletânea interessante que foi selecionando e que pretendo outros volumes com novos textos e a mesma ideia. E foi a primeira vez que usei meu nome literário de “Rofa” bem mais conhecido que meu nome real usado até então “Rogerio Araujo”.  

Conexão Literatura
: Poderia destacar um trecho de cada um dos seus livros especialmente para os nossos leitores?

Rofa: Do livro “Crônicas, poesias e contos que eu te conto” dois trechos:

- “Não fique triste quando alguém o chamar de ‘Filho da mãe!’ Graças a Deus, você e todos são ‘filhos da mãe’ com muito orgulho...” (crônica: Somos todos ‘filhos da mãe).

- “É possível passar a vida toda num monólogo, sozinho no ‘palco da vida’
   Ahhh... mas chega um momento que a vontade é encenar uma peça a dois”
   (poesia: Amor, o espetáculo da vida!)

Conexão Literatura: Fugindo um pouco a “regra”, você foi para o público infantil e publicou o livro-duplo com contos de Natal: “Presentão de Natal/O super-herói do Natal”, (Garcia Edizioni) e “Rofinha e os amigos de oito patas” (Garcia Edizioni). Conte mais pra gente.


Rofa: Sim, eu topei esse desafio de escrever para crianças e resgatar um lado meu infantil quando fazia histórias em quadrinhos. Entrar num mundo que mistura bem mais fantasia com realidade algo fascinante. É um público completamente diferente de se trabalhar e muito especial. O livro duplo infantil, por exemplo, “Presentão de Natal/O super-herói do Natal”, foi produzido às pressas com ilustrações de Irian Beserra, e que só chegou para mim no dia 25 de novembro de 2014, com lançamento marcado para início de dezembro. Foi uma loucura, mas simplesmente, a primeira edição se esgotou em até 25 dias e apenas com lançamento em três locais apenas na minha cidade de São Gonçalo, RJ, destacando a Casa das Artes, com apoio da Secretaria de Cultura. Ao fazer a segunda edição, ela foi vendida até mesmo em maio, bem distante do Natal e à primeira vez fora de época.

O meu último livro, “Rofinha e os amigos de oito patas” (Garcia Edizioni), foi lançado em 2015 num evento com alguns autores no Itaipu Multicenter e na Biblioteca Cora Coralina, em Niterói, cidade em que nasci, com a graça surpresa de assistir alguém contar a história do livro para as crianças e na Casa das Artes, com apoio da FASG – Fundação de artes de São Gonçalo. Já esse ano de 2016, o livro foi lançado na Bienal de São Paulo. E essa obra e seu tema, amizade e amor das crianças pelos animais, foram alvo de visitas a algumas escolas, onde pude eu mesmo fazer contação de histórias diretamente para os alunos que vibraram e já haviam trabalhado o livro. Uma experiência extremamente gratificante para minha vida e que me fez decidir não largar nunca esse público.         

Conexão Literatura: Como os interessados deverão proceder para adquirir os seus livros e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Rofa: Como autor independente eu não tenho distribuição dos meus livros em sites ou grandes lojas, infelizmente. Mas os interessados podem entrar em contato diretamente comigo que envio pelos Correios e por um valor bem pequeno com a postagem: E-mail: rofa.escritor@gmail.com; pela fanpage com vários trechos e momento de minha carreira literária: www.facebook.com/rofaescritor ou pelo celular/WhatsApp: (21)98804-2204

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Rofa: Sim, certamente as ideias vão fervilhando na cabeça (risos). Tenho alguns livros sendo escritos para adultos, um com mais de mil pensamentos escrito há mais de 20 anos e outros que contará experiências de fé de pessoas que observo ao longo do tempo e até mesmo familiares. Além das novas histórias de “Rofinha”, personagem que criei que seria eu mesmo, criança, sempre com uma lição para os pequenos para que fixem algo de importante para a vida.

Perguntas rápidas:

Um livro: A Bíblia.
Um (a) autor (a): Monteiro Lobato.
Um ator ou atriz: Laura Cardoso.
Um filme: A saga “Star Wars”
Um dia especial: O lançamento de meu primeiro livro “Mídia, bênção ou maldição?”, na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, em 2011. Muito marcante!

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Rofa: Todos os meus quatro livros participaram em setembro de 2016 de dois salões do livro internacionais: Berlim (Alemanha) e Lisboa (Portugal). Uma oportunidade de difundir meus livros para outros povos, sendo que muitos brasileiros adoram ler literatura nossa onde estão.

E um pensamento meu para encerrar: “Quem lê um livro viaja por todos os mundos a bordo de um único meio de transporte: a imaginação.” (ROFA)

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para participar das edições: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Anuncie e Publique Conosco

Anunciante:

MENTES ADOLESCENTES

Posts populares

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

LIVRO DESTAQUE

Drago Editorial

FARO EDITORIAL

LIVRO: NARRATIVAS DO MEDO

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Gostou do nosso trabalho?

Passaram por aqui


Labels