quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Itaú Cultural recebe terceira edição do SLAM BR - Campeonato Brasileiro de Poesia Falada


Slam da Guilhermina - Foto: Daniel Carvalho
Em sua maior edição, o evento reúne em quatro dias os campeões estaduais brasileiros na modalidade, celebrada em mais de 500 comunidades ao redor do mundo; o vencedor do Campeonato representará o Brasil na Copa do Mundo de Slam na França

De 15 a 18 de dezembro, a poesia ganha vida no Itaú Cultural. Longe de estarem restritos ao ambiente acadêmico, poemas são declamados de forma intensa e ganham notas de jurados escolhidos do público nos slams – batalhas de poesia. Na terceira edição do SLAM BR – Campeonato Brasileiro de Poesia Falada, representantes de 29 slams, de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Brasília e Bahia, competem para descobrir quem é o poeta com a linguagem corporal mais afiada do país. O vencedor será o representante do Brasil na Copa do Mundo de Slam da França, em 2017. O evento conta com interpretação simultânea em Libras e será apresentado por Roberta Estrela D’Alva, atriz, apresentadora de TV e slammer.

No dia 15, quinta-feira, os poetas participam da final dos campeonatos Menor Slam do Mundo e a final ZAP. Esses ganhadores também participam do SLAM BR. Na sequência, acontece o sorteio das chaves que competirão no dia seguinte. Na sexta-feira, cada um dos seis grupos compostos por cinco poetas passa por duas rodadas de competição. São selecionados dois poetas de cada chave, totalizando doze poetas que passam para as semifinais.

No dia 17, os primeiros colocados das chaves A e C competem com os segundos colocados das chaves B e D; os primeiros colocados das chaves E e F competem com os segundos colocados das chaves A e C; e os primeiros colocados das chaves B e D competem com os segundos colocados das chaves E e F. Das batalhas, seis poetas passam para a grande final, que acontece no dia 18. No domingo, às 19h, chega o momento da final que revela o representante brasileiro na Copa do Mundo de Slam.

O slam surgiu nos Estados Unidos na década de 1980 e chegou ao Brasil em 2008. A espelho dos saraus tradicionais, se alastrou por todo o país com forte impacto no público jovem e periférico, configurando-se em uma prática de cidadania. A modalidade procura democratizar a poesia e devolve-la para a oralidade, em um jogo cênico que conta com torcida, emoção e envolvimento de todos os presentes. O slam apresenta ao público a poesia performática: é o casamento do texto com a habilidade de declama-lo no palco.

Para além da competição, as batalhas de poesia são reconhecidas como um movimento social, cultural e artístico capaz de criar espaços para a manifestação da livre expressão poética, do livre pensamento e da coexistência da diversidade. Os encontros se convertem em ágoras onde questões da atualidade são debatidas, conferindo a eles traços não apenas artísticos, mas também socioculturais e políticos. A junção de política, arte, entretenimento e jogo, somados à sua vocação comunitária, fazem com que os slams sejam celebrados em comunidades com realidades completamente distintas no mundo todo.
Núcleo Bartolomeu - Foto: LeoMussi
Os 29 slams participantes do SLAM BR 2016 são: Zap! Slam – Centro SP, Slam da Guilhermina –Zona Leste SP, Menor Slam do Mundo – Zona Oeste SP, Slam do 13 – Zona Sul SP, Slam do Grito – Zona Sul SP, Slam do Corpo – Centro SP, Slam Resistência – Centro SP, Slam do Corre – Zona Leste SP, Slam Função – Zona Leste SP, Slam da Ponta – Zona Leste SP, Slam Só-Fá-Lá –  Centro SP, Slam das Minas – Centro SP, Slam Sujeira – Poá, Slam Equilíbrio Coletivo –  Itaquaquecetuba, Slam Slam Uma Tacada Só – Zona Leste SP, Slam Poesia – Penha SP, Slam da Roça – Franco da Rocha, Haicai Slam – RJ, Batalha da Pizza – RJ, Slam Clube da Luta – MG, Slam A Rua Declama – Mg, Slamternas – MG, Slam da Estação – MG, Slam das Minas – DF, Slam A Coisa Tá Preta! – DF, Slam da Onça – BA, Sarau Da Onça – BA.

Programação:

Quinta–feira, 15 de dezembro
Segundo subsolo 
19h às 20h – Final Menor Slam do Mundo
20h às 22h – Final ZAP!

Sexta–feira, 16 de dezembro

Segundo subsolo

14h às 16h30 – Chaves A e B
16h30 às 19h – Chaves C e D
Intervalo
20h às 22h30 – Chaves E e F

Sábado, 17 de dezembro
Segundo subsolo

16h às 17h30 – Semifinal 1 – primeiros colocados das chaves A e C + segundos colocados das chaves B e D
17h30 às 19h – Semifinal 2 – primeiros colocados das chaves E e F + segundos colocados das chaves A e C
Intervalo

20h às 21h30 – Semifinal 3 – primeiros colocados das chaves B e D + segundos colocados das chaves E e F

Domingo, 18 de dezembro
Sala Itaú Cultural – 254 lugares
19h às 21h – Final

SERVIÇO
SLAM BR – Campeonato Brasileiro de Poesia Falada
De 15 a 18 de dezembro de 2016
Classificação indicativa: 12 anos.
Entrada gratuita
Segundo Subsolo – capacidade: 140 lugares.
Sala Itaú Cultural – capacidade: 254 lugares.
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: 2 horas antes do espetáculo
Público não preferencial: 1 hora antes do espetáculo
Com interpretação em Libras 

Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô
Fones: 11. 2168-1776/1777
Acesso para deficientes físicos
Ar condicionado
Estacionamento: entrada pela Rua Leôncio de Carvalho, 108.
Se o visitante carimbar o tíquete na recepção do Itaú Cultural: 3 horas: R$ 7;
4 horas: R$ 9; 5 a 12 horas: R$ 12.
Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.
www.itaucultural.org.br
www.twitter.com/itaucultural
www.facebook.com/itaucultural
www.youtube.com/itaucultural
www.flickr.com/itaucultural

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para participar das edições: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

Anuncie e Publique Conosco

Anunciante:

LIVRO: 666 - SINAIS - MARLI FREITAS

Posts populares

LIVRO DESTAQUE

Drago Editorial

FARO EDITORIAL

LIVRO: NARRATIVAS DO MEDO

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Gostou do nosso trabalho?

Passaram por aqui


Labels