terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Faça a diferença você também - Conheça o projeto Leitura no Vagão


Criado por Fernando Tremonti, no início, para incentivar a leitura da sociedade num ambiente onde para muitos é considerado tempo perdido: os trens e metrôs. Com o crescimento do projeto expandiram para os ônibus e agora fazem ações nas ruas para atingirem cada vez mais pessoas.
O Leitura No Vagão consiste em deixar livros em locais aleatórios, podendo a população levá-los para casa, sendo o intuito que, após o término da leitura, retornem o exemplar para onde o encontraram, para que outra pessoa possa pegá-lo.
Além disso, estimula autores e autoras a escreverem suas obras, divulgando-as sem nenhum custo. Sorteios de livros são feitos, entrevistas com autores consagrados que apoiam o projeto, dentre outras ações ligadas à leitura.
A iniciativa começou em São Paulo e atualmente já se expandiu para o Rio de Janeiro, Distrito Federal e até Santiago no Chile.

Desligue seu smartphone e abra um livro.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Como surgiu a ideia do projeto Leitura no Vagão?

Fernando Tremonti: O LNV surgiu da minha filosofia de vida que é transformar o ambiente em que atuou num lugar melhor. Tento fazer isso em casa, no trabalho, no futebol com os amigos e um dia me perguntei “O que faço aqui (vagão de metrô) para consolidar esta filosofia?”. E a resposta foi fácil encontrar, estava na minha mão direita, um livro. Foi aí que resolvi deixar os livros que tinha em casa nos bancos aleatórios dos metrôs com uma etiqueta e um folder explicando que o livro não havia sido esquecido e que se tratava de algo maior.

Conexão Literatura: Como funciona o Leitura no Vagão?

Fernando Tremonti: A ideia é que os livros circulem e não fiquem parado nas estantes. Por isso são identificados com uma etiqueta, folder e carimbo para informar sobre o projeto. Além disso, o pessoal do metrô está orientado para quando verem um livro com esta identificação não levá-lo ao “Achados e Perdidos”.

Conexão Literatura: Você tem uma estimativa de quantos livros já passaram pelo Leitura no Vagão?

Fernando Tremonti: Sim, mais de 15 mil em dois anos.

Conexão Literatura: E qual é a opinião das pessoas que se beneficiam com o projeto?

Fernando Tremonti: Em um ambiente um tanto quanto hostil que é considerado o metrô. É muito legal quando dizem “Obrigado, você animou o meu dia”. Fora isso, nas ações nas ruas podemos ter mais contato com as pessoas. E esse retorno é sempre positivo.

Conexão Literatura: Vários atores, apresentadores e modelos apoiam o projeto Leitura no Vagão. Poderia citar alguns nomes?

Fernando Tremonti: Sim, isso bem legal! Alguns grandes nomes como Giovanna Antonelli, Susana Vieira, Mateus Solano e Sabrina já apoiaram a iniciativa.

Veja quem já vestiu a camiseta do Leitura no Vagão
Conexão Literatura: Um dos intuitos do projeto é distribuir os livros gratuitamente. As pessoas beneficiadas vão ler e devolver o livro para outra pessoa ser também beneficiada. Mas acontece de algumas pessoas se apegarem tanto ao livro ao ponto de não devolverem mais?

Fernando Tremonti: Acredito que acontece. Mas não me apego a isso. É uma cultura muito nova essa que estamos construindo e acredito que um dia quando uma pessoa pegar um livro pelo projeto algumas pessoas irão encará-la com aquele olhar de: “Olha lá hein? Quero ver este livro circulando”.

Conexão Literatura: Vocês também vendem produtos para suprir alguns custos do projeto, como camisetas, canecas e marcadores. Poderia comentar?

Fernando Tremonti: Exatamente. O LNV não tem fins lucrativos, então somos todos voluntários que fazemos doações. Seja ela de tempo, dinheiro e etc. Porém tudo tem seu custo e para equilibrarmos os nossos gastos fazemos a venda de alguns produtos. Essas vendas são revertidas integralmente em prol do projeto.

Conexão Literatura: Quantas pessoas trabalham no projeto?

Fernando Tremonti: Não tenho um número fixo de pessoas. Dependo muito da atual situação de cada uma. Mas posso contar com 12 pessoas para estas ações.

Conexão Literatura: Como os interessados poderão colaborar ou saber mais sobre o Leitura no Vagão?

Fernando Tremonti: O mais indicado é que acesse nosso site: www.leituranovagao.com. Lá tem todas as informações necessárias para ser um colaborador.
Dia 20 de Novembro de 2016, foram distribuídos 200 livros artesanais na Av. Paulista
Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Fernando Tremonti: Gostaria de agradecer o espaço e convidar à todos e todas a conhecerem nosso projeto. E se você for um escritor ou escritora e quiser nos enviar um exemplar, será um prazer recebê-lo. E além disso faremos uma divulgação em nossa página. Tudo isso de forma gratuita. Obrigado!


Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para participar das edições: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Anuncie e Publique Conosco

Anunciante:

MENTES ADOLESCENTES

Posts populares

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

Drago Editorial

FARO EDITORIAL

LIVRO: NARRATIVAS DO MEDO

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Gostou do nosso trabalho?

Passaram por aqui


Labels