sábado, 7 de janeiro de 2017

Fascinado por História Marítima e Cultura dos Piratas, Leonardo Henrique Galvão lança os livros Contos e Encontros Piratas e O Pesadelo do Príncipe

Leonardo Henrique Galvão
Professor e pesquisador formado em Geografia, fascinado por História Marítima e Cultura dos Piratas.
Navegador, Mergulhador e Amante do Mar.
Autor do Blog Bússola dos Piratas e das Páginas no Facebook “Bússola dos Piratas”, “Mitos e Lendas do Mar” e “Naufrágios e Tragédias Marítimas”.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Leonardo Henrique Galvão: Comecei a escrever ainda no Ensino Médio, para apresentações na escola. Escrevia peças de teatro, pequenos contos e músicas, naquela época, mas nunca pensei em desenvolver isso a nível profissional.
Após alguns anos, já formado na graduação, decidi voltar a escrever com o intuito de despertar o interesse dos meus alunos para a história marítima, principalmente relacionada à do Brasil.
Então montei o blog e passei a publicar alguns contos em PDF, disponibilizando-os direto na página. Com o tempo surgiu a ideia de publicar um livro de forma independente, e cheguei a obter dez volumes de um impresso bastante simples. Esse mesmo livro chegou até as mãos da Editora 4Letras, que me convidou a publicar com eles, iniciando assim meu trabalho com a editora.

Conexão Literatura: Você é autor dos livros “Contos e Encontros, Piratas” e “O Pesadelo do Príncipe”, ambos publicados pela editora 4Letras. Poderia comentar?

Para adquirir o livro: clique aqui
Leonardo Henrique Galvão: O primeiro livro publicado pela editora foi o “Contos e Encontros Piratas”, contendo doze contos de ficção com histórias de piratas, todos passados no Brasil. Os contos misturam história, aventura, romance, terror e suspense.
Logo depois de publicar o primeiro livro, decidi escrever um romance e comecei a trabalhar na pesquisa para o “O Pesadelo do Príncipe”, onde misturo a história real do naufrágio do Príncipe de Astúrias com uma história de suspense e terror. Lançamos o livro no final de 2016, pois este foi o ano do centenário da tragédia, que ocorreu na costa brasileira, mais especificamente em Ilhabela.

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seus livros?

Leonardo Henrique Galvão: O tempo de pesquisa para os contos variaram bastante, mas não passavam de um ou dois meses para cada um deles. Algumas vezes fui até os locais onde eles se passam para conhecer melhor a região e descrever os cenários. Como escrevia-os esporadicamente, levou cerca de dois anos para ter os doze contos (na verdade, selecionei doze contos dentre os cerca de vinte que havia escrito).
Já no caso do “O Pesadelo do Príncipe” foram cerca de oito meses pesquisando sobre o acidente, utilizando material bibliográfico, vídeos e conversando com historiadores especialistas no assunto. Apesar de ser uma ficção, era preciso conhecer bem o navio e sua história, para chegar o mais perto possível dos eventos reais.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho dos seus livros especialmente para os nossos leitores?

Leonardo Henrique Galvão:

“Sua embarcação era tão temida quanto o homem que a comandava. O navio Santa Paula já havia sido um navio de guerra da marinha inglesa e, depois de conquistado, se tornara o maior navio pirata no oceano. Foi pintado em preto e vermelho, para combinar com sua bandeira. Originalmente o navio se chamava Emperor, mas foi rebatizado pelo Capitão Lâmina Rubra.” - Contos e Encontros Piratas

“O Príncipe de Astúrias era como um gigante deslizando graciosamente pela água salgada. Olhando para os lados, notava-se a imensidão do oceano. Se o mar estava lindo, o céu estava ainda mais espetacular. Estrelas iluminavam e enfeitavam o escuro véu da noite.” - O Pesadelo do Príncipe

Conexão Literatura: Se você fosse escolher uma trilha sonora para os seus livros, quais seriam?

Leonardo Henrique Galvão: Para o “Contos e Encontros Piratas”, imagino uma trilha sonora típica dos filmes de ação, como algo composto por John Debney. Já para o “O Pesadelo do Príncipe”, penso em algo mais clássico como Nocturne op.9 No.2 de Frédéric Chopin, mas executado de forma mais lenta e sombria.

Conexão Literatura: Como os interessados deverão proceder para adquirir os seus livros e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Leonardo Henrique Galvão: Através do meu Blog Bússola dos Piratas (http://bussoladospiratas.blogspot.com.br/), lá encontrarão links para aquisição dos livros, para a nossa página do Facebook, além de diversos materiais e artigos sobre piratas e história marítima. Também há um espaço no blog para àqueles que desejarem entrar em contato comigo utilizando e-mail.

Para adquirir o livro: clique aqui
Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Leonardo Henrique Galvão: Sim. Já estou trabalhando em um novo livro. Se tudo seguir como o planejado, será lançado ainda no primeiro semestre de 2017. A história de passará em Ilhabela, misturando aventura e suspense.

Perguntas rápidas:

Um livro: O Cemitério – Stephen King
Um (a) autor (a): Clive Cussler
Um ator ou atriz: Sean Connery
Um filme: A Ilha da Garganta Cortada
Um dia especial: Natal

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Leonardo Henrique Galvão: Gostaria de agradecer a oportunidade de falar um pouco sobre meu trabalho e desejar que os leitores divirtam-se com meus livros. Desejo bons ventos a todos e coragem para buscar novos horizontes.


Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para participar das edições: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Anuncie e Publique Conosco

Anunciante:

MENTES ADOLESCENTES

Posts populares

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

Drago Editorial

FARO EDITORIAL

LIVRO: NARRATIVAS DO MEDO

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Gostou do nosso trabalho?

Passaram por aqui


Labels