quarta-feira, 29 de março de 2017

Wagner Torres de Araujo comenta sobre seu novo livro Memórias Dispersas (Chiado Editora)

Wagner Torres de Araujo
O autor é um jovem escritor de 57 anos, com vigor produtivo e inquietude de alguém com 20 anos. Em certos momentos criativos parece ter muito menos.
Foi criança do subúrbio, no Rio de Janeiro. Desde cedo sentiu atração pelos livros de ficção, pela literatura. Com a leitura aprendeu a sonhar e a observar as pessoas, as situações, a vida.
Adulto, tornou-se professor movido a sonhos. Nas aulas de história, em diversas instituições de ensino, continuou a observar as pessoas, as situações, a vida.
Um dia descobriu que os sonhos e as observações o mantém eternamente menino. Assim, finalmente, descobriu ser escritor de ficção.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Wagner Torres de Araujo: Creio que a localização mais razoável para o início seria a publicação de uma crônica no livro do Prêmio UFF de Literatura 2013, ligado àquela universidade. Não foi exatamente um prêmio, mas um estímulo que me animou a reunir outros escritos e encontrar uma editora disposta a lançar um desconhecido no mercado.

Conexão Literatura: Você é autor do livro "Memórias Dispersas" (Chiado, 2016-2017). Poderia comentar?

Wagner Torres de Araujo: É um trabalho que mostra a minha forma de observar as situações e pessoas. Todos os personagens são fictícios, mas as emoções que os contos mostram são perfeita e completamente reais. As histórias jamais aconteceram, exceto em minha cabeça. Mesmo assim, algumas pessoas acusam reconhecerem algo nos contos. Quem sabe se os contos são captados de algum universo paralelo?

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro?

Wagner Torres de Araujo: Muita gente pensa que construir texto de ficção seja semelhante a uma psicografia, que o escritor apenas escreve o que um ser invisível dita. Não é assim. A adequação da ideia à verossimilhança dá trabalho e demanda pesquisas diversas. Geográficas, filosóficas, históricas, técnicas. O que precisar. Algumas vezes o nome de um personagem, mesmo secundário, exige alguma pesquisa.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho o qual você acha especial no seu livro?

Wagner Torres de Araujo: Deposito tanto das minhas emoções no que escrevo que seria difícil destacar um personagem ou passagem. O livro tem 29 contos que emocionam, inclusive ao autor, do riso às lágrimas. Cada texto tem vida própria e mereceria um comentário à parte.

Conexão Literatura: Se fosse escolher uma trilha sonora para o seu livro, qual seria?

Wagner Torres de Araujo: Essa pergunta é mais fácil. Não sei exatamente o porquê. Mas os contos são uma curiosa mistura entre Blue in Green, de Milles Davis, e Hey You, de Pink Floyd. Creio que essas músicas já estejam nos textos, de alguma forma. O mais curioso é que só percebi isso recentemente, na fase de preparação de lançamento do livro.

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Wagner Torres de Araujo: A livraria Cultura dispõe, de imediato, do livro físico para venda, por causa do lançamento que acontece em uma loja desta rede. Outras redes que possuem convênio com a Chiado Editora são: Saraiva, FNAC, Livraria da Travessa, Galileu, Martins Fontes, Livraria do Chain, Sítio do Livro e Blooks, Easybooks. Além das redes de livrarias instaladas no Brasil, será possível adquirir em Portugal pelas livrarias Fnac, Bertrand, Almedina, El Corte Inglés, Book.It. Também pode ser encomendado pelos sites das diversas livrarias ou da própria editora, nas versões física e e-book.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Wagner Torres de Araujo: A cabeça de um sonhador não para. Tenho um outro trabalho em gestação. Outra seleção de contos. Com ousadia ainda maior na construção dos textos.

Perguntas rápidas:

Um livro: Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis.
Um (a) autor (a): Hermann Hesse.
Um ator ou atriz: Al Pacino.
Um filme: há vários, um bem legal é o francês Se Vivêssemos Todos Juntos.
Um dia especial: Hoje.

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Wagner Torres de Araujo: Vejo aventura, drama, comédia e, acima de tudo, muita poesia ao meu redor. Em tudo que nos cerca há emoções a serem observadas, sentidas, descritas, mesmo que não seja na forma de versos. Os melhores autores que conheço, clássicos ou atuais, mostram isso em seus textos. Tento aprender com eles.

Para adquirir o livro: Clique aqui.


Compartilhe:

2 comentários:

Baixe a Revista

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para participar das edições: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Assista ao vídeo

INSCREVA-SE---->

Anunciante:

Anuncie e Publique Conosco

Posts populares

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

Drago Editorial

LIVRO: JÚLIA

LIVRO: AS CRÔNICAS DO AMANHECER

LIVRO: NÃO É COM VINAGRE QUE SE APANHAM MOSCAS

LIVRO: DOIS ANJOS E UMA MENINA

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Gostou do nosso trabalho?

Passaram por aqui


Labels