segunda-feira, 3 de abril de 2017

Dione M. S. Rosa comenta sobre a publicação dos seus novos livros

Dione M. S. Rosa
Dione M. S. Rosa é formada em Direito/UEPG/PR e pós-graduada em Direito Processual Civil pelo IBEJ/PR. Graduada em Letras Português/Inglês pela UNISEB/PR. Mestre em Teoria Literária pela UNIANDRADE/PR. Formação em Piano Clássico, Teoria e História da Música/PR e membro titular a cadeira 21 pela Academia de Letras José de Alencar/PR (Patrono Uriel Tavares). Possui mais de 30 trabalhos publicados entre poesias, e-books, contos fantásticos, romances, participação em revistas literárias. Prêmios literários e indicação ao Codex de Ouro/2011. Contato com a autora: dirosa@gmail.com, canal no You Tube (autora dionesoutorosa), facebook dione.soutodarosa e blog www.rosasesangue.blogspot.com

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Dione M. S. Rosa: Escrevo profissionalmente há 13 anos. O início da carreira foi bem difícil! Sempre investindo com recursos próprios, fazendo lançamentos, viajando para outros lugares para participar de eventos, além de bater em muitas portas, que não se abriram, mas outras, felizmente, se abriram!

Conexão Literatura: Você é autora de diversos livros, entre eles os recentes "A PROSA GÓTICA DE ÁLVARES DE AZEVEDO EM NOITE NA TAVERNA” (Editora Prismas) e “NAGA” (Editora Fragmentos). Poderia comentar?
 
Dione M. S. Rosa: As duas editoras me receberam muito bem: a Prismas está no segmento técnico e a Fragmentos nas outras literaturas. Os livros estão no processo de editoração e o lançamento está previsto para setembro de 2017.

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seus livros?

Dione M. S. Rosa: A primeira obra é “PROSA GÓTICA DE ÁLVARES DE AZEVEDO EM NOITE NA TAVERNA”. Trata-se de minha dissertação de Mestrado em Teoria Literária que finalizei pela Uniandrade em 2016. Um trabalho de fôlego e de muita pesquisa, pois sou entusiasta da obra do nosso autor gótico e pretendo desenvolver vários estudos sobre essa faceta dele.
A segunda obra “NAGA” é um romance de ficção e trata-se do desdobramento da obra “Viagem ao Reino da Cabeça da Serpente”, uma novela que fiz há algum tempo atrás. A ideia cresceu, as pesquisas sobre os maias e o “Reino da Cabeça da Serpente” se intensificaram, bem como o estudo sobre duas cobras indianas, a cobra-rei e a cobra-indiana – joias da zoologia hindu, cujos venenos são estudados para controle da pressão arterial do ser humano me impressionaram muito. Pesquisei muito sobre rituais e sacrifícios humanos praticados pelos maias, além de rituais de casamento, estudos sobre templos arquitetônicos e deuses hindus. Deslumbrada com um local do Mato Grosso, “A Lagoa Encantada” na Serra do Roncador, contendo, segundo estudiosos, um portal de conexão com Atlântica segui com meus estudos e ganhei muita inspiração. O livro conta com três grandes capítulos e três prefácios dos seguintes autores, a saber: Francisco Souto Neto, Ricardo Valverde e Ademir Pascale.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho dos dois livros dos quais você acha especial?

Dione M. S. Rosa: Claro.
TRECHO DE: “A PROSA GÓTICA DE ÁLVARES DE AZEVEDO EM NOITE NA TAVERNA”:
Os contos de Noite na taverna retratam esses sentimentos, bem como o amor impossível e a irrealização. Os jovens melancólicos bebiam, fumavam em noitadas, verdadeiras saturnais cultuando amores impossíveis; assim sendo estão sempre em busca de alento, seja no vinho, seja no fumo, ou nos braços da mulher promíscua. Estão sempre amargurados e desesperados, por isso buscam o conforto na orgia, como se estivessem numa atmosfera saturnal. Os personagens vivem em estado de semiconsciência, no auge do desespero existencial, como se pode perceber no diálogo entre Johann e Bertram em “Uma noite no século”: “Oh! Vazio! Meu copo está vazio! Olá taverneira, não vês que as garrafas estão esgotadas? Não sabes, desgraçada, que os lábios da garrafa são como os da mulher: só valem beijos enquanto o fogo do vinho o fogo do amor os borrifa de lava?”(AZEVEDO, 2013, p. 14)

TRECHO DO “NAGA”
        Ana viu a luz e depois escutou ruídos de dentro da caverna. Desatinadamente o coração saltou de dentro do peito. Por instantes, os tambores pararam de soar e sombras projetaram-se no fundo daquele local assustador. De repente duas gigantescas cobras apareceram deslizando para fora da caverna. Eram dois pítons amarelos deslumbrantes e de pele exótica. Enquanto seus olhos se moviam de um lado a outro, rentes ao chão buscando o movimento das serpentes, não percebeu que uma sombra enigmática projetou-se no fundo da caverna. Ao levantar o olhar, ficou pasmada quando o viu.
        O que ela teria visto de tão assustador? O que a teria feito encolher-se de medo?      
       Enquanto enormes chamas crepitavam nas tochas acesas nas extremidades do local e tambores ecoavam, os pítons pararam perto dela, e ficaram quietos. Eis que da penumbra se revela uma figura aterradora. Os olhos de Ana queriam enxergar o que ainda não era visível. Ana piscava reiteradamente porque o narcótico ainda a confundia, mas a visão estava ficando cada vez mais clara. A sombra que viu parecia uma pessoa da cintura para cima e uma gigantesca cobra da cintura para baixo.
        Só posso estar doida. Não é possível que esteja vendo uma coisa dessas! ─ pensou apavorada. Não, não estou vendo. É tudo um sonho...
        Quando a sombra finalmente saiu da caverna, Ana reconheceu o rosto daquele homem. Piscou os olhos de novo, tentando eliminar a imagem que reputava ser da imaginação. O que era aquilo?       
        ─ O que vai fazer comigo? ─ murmurou em desespero. ─ Caso tenha que morrer que seja breve ─ deixou pender a cabeça para trás, numa tentativa de aplacar toda a angústia.
       Ele deslizou sobre a sua calda de serpente em movimentos sinuosos até a aproximação e fez Ana encará-lo.
      ─ Ajudem-me... ─ Ana gritou, olhando para cima, onde os nativos se instalaram para contemplar o deus deles. ─ Socorro, tire-me daqui.
        Eles pareciam enlouquecidos em completo estado de torpor e êxtase.  Somente gritavam:
       ─ Kuculcán! Kuculcán! Kuculcán! ─ a euforia era total.

Conexão Literatura: Você participará de alguns eventos literários ainda esse ano, poderia comentar?

Dione M. S. Rosa: Esse ano graças ao convite do meu amigo Adriano Siqueira estou participando de uma Oficina Literária denominada “André Carneiro” presidida por um importante autor de diversas obras em Curitiba, o Mestre Mustafá A. Kanso e fui convidada a participar do MEGACON, um importante evento que une comunidades de ficção científica, fantasia e terror fantástico que ocorrerá em maio de 2017. Estarei na mesa da oficina autografando meus livros e convido a todos que puderem participar para irem até São José dos Pinhais.

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir os seus livros e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Dione M. S. Rosa: Tenho livros em meu poder para aquisição. Basta entrar em contato pelo meu e-mail dirosa19@gmail.com, blog www.rosasesangue.blogspot.com e facebook dione.soutodarosa.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Dione M. S. Rosa: Sim, está em desenvolvimento uma antologia organizada pelo Adriano Siqueira sobre vampiros e que contará com a minha participação, cuja previsão de lançamento será no segundo semestre, bem como no dia 19 de março do corrente participei da “Manhã de Autógrafos e bate-papo” de meus livros de poesia solos e em coautoria, bem como meus contos fantásticos em coautoria e meu romance “Luar de Sangue”.

Perguntas rápidas:

Um livro: Drácula de Bram Stoker
Um (a) autor (a): Álvares de Azevedo
Um ator ou atriz: Brad Pitt
Um filme: Drácula de Bram Stoker de Coppola
Um dia especial: O nascimento da minha filha Isabelle Aguilar.

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Dione M. S. Rosa: Agradeço demais a você, Ademir Pascale pela oportunidade de conceder essa entrevista, pela parceria que temos em relação ao meu blog “Escrevendo com Rosas e Sangue” e pelo seu sempre e constante apoio ao meu trabalho. 


Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para participar das edições: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Assista ao vídeo

INSCREVA-SE---->

Anunciante:

Anuncie e Publique Conosco

Posts populares

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

Drago Editorial

LIVRO: JÚLIA

LIVRO: AS CRÔNICAS DO AMANHECER

LIVRO: NÃO É COM VINAGRE QUE SE APANHAM MOSCAS

LIVRO: DOIS ANJOS E UMA MENINA

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Gostou do nosso trabalho?

Passaram por aqui


Labels