quarta-feira, 5 de abril de 2017

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada: o livro que divide opiniões

Quem nunca ouviu falar do bruxo Harry Potter? Quase impossível, hoje, alguém não conhecer uma das maiores sagas da literatura e do cinema, não é mesmo? O sucesso foi e é tão grande, que a marca Harry Potter foi avaliada em cerca de 15 bilhões de dólares.

Depois de quase 10 anos do lançamento do último livro da saga, Harry Potter e as Relíquias da Morte, e 5 anos do lançamento do filme, Harry Potter e as Relíquias da Morte - parte 2, no Brasil, os fãs ansiavam por uma nova história no mundo da magia. E "para o bem da Nação e felicidade geral", estreou em Julho de 2016, em Londres, a peça de teatro: Harry Potter and the Cursed Child, peça que deu sequência a essa história amada, mas que infelizmente, não veio para o Brasil.


Porém o roteiro original da peça, foi publicado em forma de livro e a editora Rocco trouxe para nós, em outubro de 2016, com o título: Harry Potter e a Criança Amaldiçoada. As expectativas por parte dos fãs era enorme e a história acabou dividindo opiniões.

Para entendermos melhor, esse "oitavo livro de Harry Potter", se passa 19 anos depois e começa, exatamente, onde termina o sétimo livro. Porém, acredito eu, que essa nova história seja uma "possibilidade" do que aconteceu com Harry Potter e todo mundo mágico, depois de 19 anos da grande Batalha de Hogwarts.  Mas, por que eu acredito que seja uma possibilidade? A J.K Rowling já tinha afirmado, há alguns anos atrás, que não faria um novo romance de Harry Potter.

O livro recebeu muitas críticas negativas dos fãs brasileiros, porque a história, a escrita e a narração é muito diferente da que já estávamos acostumados. Mas é preciso entender, que o livro  foi feito para apresentar ao leitor, o roteiro da peça de teatro e não para dar continuação a sequência de livros da saga, fora que ele não foi escrito só pela J.K, a escrita teve a participação de John Tiffany e Jack Thorne.


Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, não é um livro rico em detalhes, porque o roteiro foi escrito para ser visto e não lido. Quando estamos em uma peça de teatro, não necessitamos da descrição da cena, porque estamos vendo os detalhes. O roteiro não foi escrito para ser um livro e sim para dar magia a peça, guiar os atores.

Apesar de muitos fãs não terem gostado, há muitos outros que amaram (eu me encaixo nesse segundo). Primeiro, porque é nostálgico ler sobre nossos personagens preferidos e escutar novamente as magias. Segundo, porque somos apresentados a um novo mundo, cheio de possibilidades e terceiro, porque da vontade de sair correndo daqui e ir ver a peça de teatro em Londres.

Como já estamos no clima de Harry Potter, por causa da nova edição da Revista Conexão Literatura, eu achei interessante compartilhar com vocês um pouco sobre o roteiro de Harry Potter e a Criança Amaldiçoada. Espero que tenham gostado, deixem seus comentários e baixem a 22ª edição da revista: clique aqui.


Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para participar das edições: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Anuncie e Publique Conosco

Anunciante:

MENTES ADOLESCENTES

Posts populares

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

LIVRO DESTAQUE

Drago Editorial

FARO EDITORIAL

LIVRO: NARRATIVAS DO MEDO

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Gostou do nosso trabalho?

Passaram por aqui


Labels