quarta-feira, 3 de maio de 2017

Autor português Daniel Santos comenta sobre o seu livro "Quatro Histórias Curtas Para Pessoas Com Pouco Tempo" (Chiado Editora)

Daniel Santos nasceu na aldeia de Almalaguês, em Coimbra, a 20 de fevereiro de 1997, onde é residente e fez todo o seu percurso acadêmico na área das Ciências e Tecnologias. Em junho de 2013 lançou um blog de escrita pessoal, “Escrita de Cabeceira” entretanto extinto, onde publicava histórias e poemas como passatempo. Em setembro de 2015 ingressou na Universidade de Coimbra para estudar Bioquímica. Em outubro de 2016 publicou a sua primeira obra “Quatro Histórias Curtas Para Pessoas Com Pouco Tempo” onde juntou as suas quatro melhores histórias numa coletânea de gêneros e contos. Em dezembro de 2016 ingressou numa academia de teatro amador, “Os Sardaniscas”, onde realiza outra das suas grandes paixões: o teatro.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Daniel Santos: Para ser sincero, nem eu sei quando comecei. Simplesmente escrevia, para mim e mais tarde no meu blog “Escrita de Cabeceira” (extinto entretanto), porque nada do que lia em livros de outros autores me agradava totalmente. Aliás, era raro ler um livro até ao fim, porque chegava a meio e a história não me prendia, não me cativava. Confesso que talvez a minha imaturidade cronológica me levava a escolher livros pouco interessantes para a minha maturidade mental e, por isso, comecei a escrever, com aos 15 anos. Claro que nunca pensei vir a escrever um livro, era um sonho apenas da altura. Felizmente tive a sorte de o concretizar e ser bem acarinhado por todos os leitores, o que é fascinante para mim, e me faz querer continuar cada vez mais e melhor.

Conexão Literatura: Você é autor do livro "Quatro Histórias Curtas Para Pessoas Com Pouco Tempo" (Chiado Editora). Poderia comentar?

Daniel Santos: Este meu primeiro livro, editado com a ajuda da Chiado Editora que fez um excelente trabalho, fez-me perceber que, de facto, a escrita é algo mágico. Este meu livro é realmente um conjunto de quatro histórias (curtas), que já tinha escrito há largos anos atrás, aquando do meu blog em ativo. Então, certo dia, pensei “porque não juntar estas  histórias num único livro?” E resultou otimamente. Ainda hoje tenho imensas pessoas a elogiar-me pelo meu livro, quando me vêm na rua, o que é gratificante. Acho que foi uma ótima ideia (e um orgulho tremendo) ter lançado este livro, mas agora surge um problema: os leitores querem mais e mais e mais! Mas não me importo, pois se o mundo estivesse cheio de problemas destes, era um mundo muito melhor, seguramente. E até porque quem corre por gosto, não cansa.
Uma outra ideia que tive aquando do lançamento deste livro foi o facto de juntar as minhas quatro melhores histórias num só livro, fazendo uma analogia entre o facto de serem curtas e o pouco tempo que todos nós dizemos (por vezes, mentindo) que temos. E isso é muito bem evidenciado no prefácio, por exemplo, mas é uma constante ao longo do meu livro, onde falo de temas como o amor, a traição, a amizade, a rebeldia do ser humano ou a maldade e crueldade do Homem.

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro?

Daniel Santos: Confesso que como o livro é um conjunto de quatro histórias, algumas levaram mais tempo que outras. Foi um processo demorado, é verdade, e como também era (e sou) estudante, o tempo para escrever não era (e não é) muito, daí que a maioria tenha sido escrito no verão ou durante a noite (mais para o final do livro, essencialmente). Portanto, em média, diria que demorei 1 ano a preparar este meu primeiro livro. Na verdade, o mais difícil de tudo neste processo, devo confessar que foi escolher o nome das personagens: é que eram tantas e tão distintas, que a certa altura não sabia que nome lhes dar. Mas este já é um problema desde sempre, nunca gostei de dar nomes às minhas personagens, é algo que me leva bastante tempo, confesso! É algo que não gosto mesmo.
Ainda assim, não sei o que demorou mais: se a escolha dos nomes para as personagens, se a capa para o livro, que demorou mais de um mês. É que eu nunca gostava a cem por cento da capa do livro e agradeço, desde já, a paciência que a Chiado Editora teve para comigo, neste aspeto.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do qual você acha especial em seu livro?

Daniel Santos: Isso é muito difícil para mim, na verdade. Como são quatro histórias tão distintas entre si, é complicado escolher uma parte especial apenas. Por isso, se tivesse que escolher, seria do prefácio, também da minha autoria: “Certo dia, disseram-me que o amor faz o tempo passar e que o tempo faz passar o amor. São aquelas predileções que saem da boca dos nossos amigos mais próximos e que nos confortam no calor do momento, e que desde já agradeço. Mas assim sendo, o tempo comanda o amor, tal como o sonho comanda a vida.”

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir um exemplar do seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Daniel Santos: Para adquirir o meu livro basta ir ao site da Chiado Editora ou, caso esteja em Portugal, pode ainda ir a qualquer livraria, que decerto que estará disponível (e se não estiver, dá para reservar). Outra maneira é contactar-me através da minha página de facebook @danielsantosescritorportugues ou através do meu email daniel_jfsantos@hotmail.com , sendo que por esta via o livro irá com um autógrafo personalizado para o leitor.
Para saber mais sobre mim, basta acessar a página de facebook supra mencionada, onde mantenho os seguidores sempre a par das novidades.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Daniel Santos: Sim, claro que sim. Está um projeto para muito breve, totalmente diferente daquele que foi o meu primeiro livro, mas ainda é segredo; e outro já em fase de conclusão, para depois deste.
Isto porque uma queixa dos leitores que me seguem, foi o porquê de tanta demora na publicação de um novo livro, pois gostaram tanto do primeiro, que já só querem o próximo! E isso deixa-me muito orgulhoso e feliz. E espero sinceramente não os desiludir.

Perguntas rápidas:

Um livro: “Metamorfose” de Franz Kafka
Um (a) autor (a): Sophia de Mello Breyner
Um ator ou atriz: Morgan Freeman
Um filme: “The Help – As Serviçais”
Um dia especial: O dia de amanhã, porque o de ontem já passou e o de hoje é para se viver.

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Daniel Santos: Resta-me agradecer a vossa disponibilidade e amabilidade por esta entrevista que me concederam e deixar o meu “obrigado” a todos os leitores que me seguem e anseiam por novas novidades da minha parte. Espero que esta entrevista me abra também as portas a novos leitores, nomeadamente aqui no Brasil, e faça com que os leitores desta revista digital, que eu considero fantástica, tenham curiosidade em saber mais sobre mim e as minhas obras. Porque a vida sem escrita e leitura, não vale a pena.

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Ajude a manter a nossa revista. Doe, nossas edições são gratuitas para os leitores!

Curta Nossa Fanpage

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

Anuncie e Publique Conosco

LIVRO: 666 - SINAIS - MARLI FREITAS

Posts mais acessados

LIVRO DESTAQUE

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Passaram por aqui


Labels