sexta-feira, 2 de junho de 2017

Conceição Evaristo, destaque da nova edição da Revista Conexão Literatura (Junho/2017)


EDITORIAL

Nossa nova edição de Conexão Literatura destaca Conceição Evaristo, escritora e ativista do movimento negro, destaque da mostra do Itaú Cultural com suas “Escrevivências”. O que é bem interessante é que a escritora era leitora e fã de Carolina de Jesus, outra grande escritora que foi destaque da nossa edição anterior (edição nº 23). Confira a entrevista exclusiva que fiz com a Conceição nas páginas da revista.
Esse mês não trazemos a coluna “Conexão Nerd”, pois em seu lugar colocamos super audiolivros gratuitos. Basta clicar nos links indicados na página 03 da revista para ouvi-los gratuitamente, uma parceria que fizemos com a editora Alyá, que publica seus áudios através da plataforma do site Universidade Falada.
Como sempre, trazemos entrevistas com autores, crônicas, contos e dicas de livros.
Aproveite a nossa edição e compartilhe com os seus amigos.
Mas antes de terminar esse editorial, gostaria de deixar uma mensagem: faça mais pelo próximo. Reclamar é fácil e o que mais vejo hoje são pessoas reclamando nas redes sociais, seja sobre política, aumento dos preços, baixo salário, falta de segurança nas ruas, etc. Mas o que essas pessoas que reclamam tanto fazem pelo próximo? Vivemos em sociedade e devemos pensar no coletivo. Seja um exemplo, comece a fazer boas ações em casa, mostre para os seus filhos ou parentes que uma boa ação pode trazer grandes resultados. Seja um bom aluno(a) em sua escola, respeite os professores e seus colegas, pois esse é o local onde algumas pessoas se sentem reprimidas devido a apelidos e perseguições por causa das diversidades, sejam elas culturais, religiosas ou étnicas. Cuide das mesas e cadeiras das quais você senta todos os dias e pare de reclamar que elas estão quebradas, pois se elas estão assim foi porque algum aluno a quebrou. Trabalhe com honestidade e respeite o seu colega de trabalho, clientes ou funcionários, pois o que mais existe hoje são patrões opressores. Se o horário de entrada de um funcionário é 8h, 8h05 já é motivo para repreendê-lo e humilhá-lo, mas ele não levou em conta que esse mesmo funcionário se desempenha muito bem em suas funções, que ele tem filhos, reside distante do local e depende do transporte público. Se as pessoas fossem mais amigas e compreensivas, seja patrões ou funcionários, professores e alunos, membros de uma família, etc, pode ter certeza que o mundo ao redor de cada um seria bem melhor e mais feliz :)

Forte abraço e até a próxima edição ;)

PARA BAIXAR A REVISTA CONEXÃO LITERATURA, Nº 24: CLIQUE AQUI.


Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Ajude a manter a nossa revista. Doe, nossas edições são gratuitas para os leitores!

Curta Nossa Fanpage

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

Anuncie e Publique Conosco

LIVRO: 666 - SINAIS - MARLI FREITAS

Posts mais acessados

LIVRO DESTAQUE

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Passaram por aqui


Labels