quarta-feira, 5 de julho de 2017

Em entrevista, Olivério Borges comenta sobre o livro "Faça Valer a Pena" (Drago Editorial)

Oliverio Borges de Lima Neto, nasceu em 14 de Junho de 1964, em Terra Roxa que fica no oeste do estado do Paraná. Filho de pequenos agricultores, sempre foi um sonhador e está sempre em busca de conhecimentos. Apaixonado por orquídeas, tem uma pequena coleção. Hoje Oliverio mora em Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba PR. Exerce a função de Gerente Administrativo e sua leitura preferida são os livros de autoajuda.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Olivério Borges: Sou uma pessoa que gosta muito de ler e acredito que foi isso que me levou a escrever. Comecei a escrever aos 49 anos de idade, e quando falei para minha família e amigos que meu sonho era escrever um livro, eles riram e não acreditaram, este gesto fez com que eu me enchesse ainda mais de coragem para ir em busca do meu sonho. Eu sabia que queria escrever sobre o ser humano, mas não sabia por onde deveria começar. Eu queria escrever um livro do qual se as pessoas não gostassem não precisaria lê-lo inteiro, foi onde optei a escrever por temas. Abordei trinta e quatro temas voltados ao ser humano e caso a pessoa prefira poderá pular para outro capítulo e ler outro tema que lhe chame mais atenção.

Conexão Literatura: Você é autor do livro “Faça valer a pena” (Drago Editorial). Poderia comentar?

Olivério Borges: "Faça Valer a Pena" é um livro de autoajuda que escrevi com muito carinho para todos que gostam de ler um bom livro e tirar algum proveito para sua vida. Nele falo das mudanças do mundo atual, o que está acontecendo com o ser humano, com a família, a falta de ética das pessoas, que não devemos ficar parados no tempo, não devemos deixar de sonhar, dentre outros temas que tenho certeza que o leitor vai gostar.  

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro?

Olivério Borges: cada tema abordado eu escrevia o que pensava sobre o assunto, ou algumas coisas que já tinha lido em alguns livros, e depois pesquisava na internet para ver se o que eu tinha escrito era correto e com isso sempre descobria algo bom do qual tinha escrito e que serviria para concluir os meus pensamentos.
    Devido meu trabalho, meu tempo para escrever é pouco, então foram quase três anos para deixar o livro totalmente pronto.   

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do qual você acha especial em seu livro?

Olivério Borges: fica difícil colocar apenas um trecho do livro, devido ele ser escrito por vários temas e cada um tem aquele momento que o assunto fica mais interessante, mas um que eu gosto está no segundo tema “Família” que diz: “Hoje a família está distante. O diálogo entre pais e filhos, esposa e marido quase não acontece mais, devido a grandes mudanças. O computador, o celular, o vídeogame e a televisão têm mais valor que as pessoas da casa. Elas estão embaixo do mesmo teto, mas distantes entre si.”

Este também: “O importante não é vencer todos os dias, mas é preciso lutar para vencer a si próprio, e essa será a sua maior vitória.”

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir um exemplar do seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Olivério Borges: A distribuição e comercialização da Obra pela EDITORA dar-se-á em território nacional e internacional, através das maiores lojas virtuais do Brasil e do mundo (Livraria da Travessa, Martins Fontes, Livraria Cultura, Livrarias Curitiba, Saraiva, Casas Bahia, Ponto Frio, Extra, CDiscount, Walmart, Shoptime, Americanas, Submarino, Amazon, Amazon Kindle, Google Play, Apple, Kobo etc...). 

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Olivério Borges: Sim, já estou na vigésima nona página do segundo livro, cuja o nome será “Família - O pilar de sustentação”

Perguntas rápidas:
Um livro: O Vendedor de Sonhos (Augusto Curi)
Um (a) autor (a): Mario Sergio Cortela
Um ator ou atriz: Antonio Fagundes
Um filme: O Amor é Contagiante (Patch Adams)
Um dia especial: São dois 09/12/91 e 21/06/2000, o nascimento dos meus filhos

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Olivério Borges: Sim, uma frase minha, que diz; “existe um ditado popular que diz: a cruz que carrego é muito pesada, mas todas as cruzes da humanidade tem o mesmo peso, você é quem precisa saber como carregar a sua”.

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Ajude a manter a nossa revista. Doe, nossas edições são gratuitas para os leitores!

Curta Nossa Fanpage

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

Anuncie e Publique Conosco

LIVRO: 666 - SINAIS - MARLI FREITAS

Posts mais acessados

LIVRO DESTAQUE

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Passaram por aqui


Labels