sábado, 2 de setembro de 2017

Livro reúne conjunto de histórias sobre o cotidiano dos trabalhadores

SOBRE O LIVRO:
Prosa de peão é um livro de crônicas. O autor costuma dizer que é um conjunto de histórias sobre o cotidiano dos trabalhadores. São textos que relatam conversa do dia a dia, fatos que, embora pareçam corriqueiros, são interessantes porque revelam como os trabalhadores conviviam nas fábricas do ABC, antes do processo de reestruturação produtiva se consolidar. O autor fala das brincadeiras, nos momentos de folga, das práticas profissionais e, principalmente dos deslizes que cometíamos e como reagiam os companheiros. São histórias engraçadas, o que faz com que a leitura provoque risos e gargalhadas nos leitores. Algumas histórias Jerônimo foi protagonista, outras, assistiu junto aos colegas de trabalho e, para que não se perdessem com o tempo, ele resolveu publicá-las. Nos relatos é possível perceber como eram as fábricas, alguns processos produtivos, a preparação das máquinas e o mais importante, o que os trabalhadores faziam enquanto as máquinas produziam. O autor também comenta sobre os bastidores da atuação sindical.

SOBRE O AUTOR:
Jerônimo de Almeida Neto nasceu em Santo André-SP, em 1957. Cursou a Educação Básica em escolas públicas e depois, ingressou no SENAI, onde formou-se torneiro mecânico, profissão que exerceu por vinte e cinco anos.  Já adulto, graduou-se em Ciências Sociais e Pedagogia, pós graduou-se em Administração e em Gestão Pública. Escreveu os livros “Glossário da Reestruturação Produtiva – A Linguagem do Trabalho”, “Poemas para Maria”, “O Barro da Rua Biguá” e “Crônicas de Peão”, além de ter publicado contos e poesias em diversas coletâneas. Participa da COOPACESSO, uma cooperativa cultural e editora, onde trabalha como revisor de textos.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Jerônimo de Almeida Neto: em 1992, eu participei de um curso de leitura e escrita, no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Ali, tive meu primeiro contato com contos e crônicas. Ao final do curso, publiquei um conto intitulado “Impeachment”, no livro “Quem conta um conto”, depois disso, frequentei a Escola Livre de Literatura, da Prefeitura de Santo André e continuei escrevendo poemas, contos e crônicas, geralmente para coletâneas, até que publiquei meu livro de poemas.

Conexão Literatura: Você é autor do livro “Prosa de Peão” (Editora Coopacesso). Poderia comentar?

Jerônimo de Almeida Neto: “Prosa de peão” é um livro que traz uma série de histórias do dia a dia dos trabalhadores das fábricas do ABC paulista. São histórias que fui colecionando ao longo dos anos em que fui metalúrgico. É como se fosse uma roda de conversa, onde eu conto as coisas que aconteciam nos bastidores das fábricas, histórias que só circulavam na “Rádio Peão”, tem alguns micos muito engraçados. Publicar pela COOPACESSO foi muito tranquilo, pois eu já faço parte do quadro de escritores deles.

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro?

Jerônimo de Almeida Neto: o livro levou mais ou menos vinte e cinco anos para ficar pronto. Parece muito tempo, mas foi o tempo que trabalhei como metalúrgico. Durante todo este tempo eu fui colecionando as histórias, até que, por sugestão do presidente da COOPACESSO, Leonardo Campos, que tomou conhecimento dos originais, decidi que era hora de publicar.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do qual você acha especial em seu livro?

Jerônimo de Almeida Neto: para mim, o livro todo é especial, mas vou destacar o trecho a seguir porque reflete um pouco como era o tratamento entre peões e chefia na fábrica da Atlas Copco. Esta crônica chama-se Mostrando serviço.
... Quando o presidente da companhia entrou pela porta da seção, acompanhado do diretor industrial, do gerente de Recursos humanos e do gerente de produção, o pequeno grupo estava reunido bem à frente deles. Desesperado, o supervisor arrancou o controle do carrinho das mãos do Fofão, ordenou que todos fossem trabalhar e saiu em disparada empurrando o carrinho, como se fosse ele o responsável pela entrega das peças.
Os três subordinados, sem entender muito bem o que acontecera ali, permaneceram onde estavam e, quando a comitiva passou, foram cumprimentados, inclusive pelo presidente, que os saudou com um “good morning” que o Fofão nunca esqueceu.
O supervisor, assustado, entregou as peças a um funcionário que deveria montá-las e voltou para o corredor a tempo de cumprimentar a comitiva, mas ficou constrangido, pois não podia pegar na mão do presidente porque sujara a sua empurrando o carrinho de peças.
Ninguém zombou dele publicamente, mas, na “Rádio Peão”, boca a boca que corre solto dentro da fábrica, ele foi a bola da vez e muita gente riu a valer do caso do carrinho roubado.

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Jerônimo de Almeida Neto: a melhor maneira de adquirir o livro é mandando mensagem para os endereços: coopacesso@coopacesso.org ou jeronimoaneto@terra.com.br mas os livros estão à venda na sede da cooperativa, na Av. Queiroz filho, 2690, Vila Guaraciaba em Santo André - SP.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Jerônimo de Almeida Neto: sim, sempre! No momento estou trabalhando na elaboração de um romance, mas ainda está em estágio embrionário. Também estou terminando um livro sobre reuniões, trata-se de um conjunto de orientações para quem deseja realizar uma boa e produtiva reunião. E tem um livro de poemas em fase de conclusão.

Perguntas rápidas:

Um livro: Combate nas trevas
Um (a) autor (a): Jacob Gorender
Um ator ou atriz: Morgan Freeman
Um filme: Um sonho de liberdade
Um dia especial: 21 de julho de 2001

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Jerônimo de Almeida Neto: sim, quero deixar aqui meus agradecimentos a todas as pessoas que, de uma maneira ou de outra, foram importantes para a produção, a publicação e a divulgação deste trabalho, inclusive a Conexão Literatura e o Livro Destaque.

ASSESSORIA EM DIVULGAÇÃO LITERÁRIA:
Ademir Pascale - pascale@cranik.com


Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Ajude a manter a nossa revista. Doe, nossas edições são gratuitas para os leitores!

Curta Nossa Fanpage

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

Anuncie e Publique Conosco

LIVRO: 666 - SINAIS - MARLI FREITAS

Posts mais acessados

LIVRO DESTAQUE

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Passaram por aqui


Labels