terça-feira, 12 de setembro de 2017

O Itaú Cultural e o Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa divulgam a lista dos semifinalistas de 2017

Ana Paula Sousa - Integrante da Curadoria do Oceanos - Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa
Das 51 obras classificadas, 31 são de autores brasileiros – sendo nove deles, estreantes –; 19 são de escritores portugueses – dos quais 11 nunca foram publicados no Brasil – e uma é de autoria de angolano; resultados reforçam a importância do prêmio na integração da literatura entre os países de língua portuguesa. Com a conclusão desta primeira fase de votação do Oceanos, em parceria com o Itaú Cultural, agora serão definidos os 10 finalistas da edição de 2017 pelo Júri Intermediário, formado por 10 membros escolhidos pelo Júri Inicial

Está no ar, no site http://www.itaucultural.org.br/oceanos2017, a lista dos 51 semifinalistas do Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa de 2017 (Veja os nomes dos livros classificados e os perfis de seus autores, no pdf à parte). Neste ano, a premiação passou a contemplar obras com primeira edição em 2016, publicadas em todos os países lusófonos e não lusófonos, desde que tenham sido escritas e editadas em português. Foram recebidas, no total, 1.215 inscrições, entre livros publicados com primeira edição no Brasil (1031), em Portugal (176), Angola (1), Moçambique (2) Cabo Verde (2), Espanha (2), Quênia (1).

O Oceanos é realizado em parceria com o Itaú Cultural e com patrocínios do Itaú Unibanco, da CPFL Energia e do governo de Portugal, por meio do Fundo de Fomento Cultural Português. A curadoria desta edição está a cargo dos jornalistas Ana Sousa Dias, de Portugal, e Manuel da Costa Pinto e Selma Caetano, do Brasil.

“Os resultados nesta fase revelam correta a ambição do Itaú Cultural e da curadoria de internacionalizar o prêmio e, assim, ampliar o intercâmbio da produção literária entre os países de língua portuguesa”, observa Eduardo Saron, diretor do instituto. “Em um país como o Brasil, onde o índice de leitores é baixo, e acreditamos que assim seja em alguns dos países do continente africano, é importante contribuir para o incentivo à leitura e o intercâmbio da produção literária entre os falantes do português”, completa ele lembrando o envolvimento da instituição neste segmento com iniciativas, como, por exemplo, o mapeamento de literatura brasileira no exterior Conexões Itaú Cultural, que, neste ano, completa uma década de atividade.

Índices
O regulamento prevê uma lista de 50 semifinalistas, mas empates nas últimas colocações determinaram a inclusão de mais um livro, totalizando 51 títulos. Destes, 31 são de autoria de escritores brasileiros publicados em primeira edição no Brasil; outros 19 foram escritos por portugueses e tiveram primeira edição em Portugal. A eles soma-se o romance Se o passado não tivesse asas, do angolano Pepetela, que teve primeira edição em Portugal e representará o universo da literatura lusófona da África na próxima fase do Oceanos.
A relação entre livros inscritos e livros classificados traz os seguintes números: os 31 semifinalistas publicados no Brasil correspondem a 3% dos 1.031 livros inscritos com primeira edição no Brasil; os 20 semifinalistas publicados em Portugal correspondem a 11 % dos 176 livros inscritos com primeira edição em Portugal.

Ao todo, 25 diferentes editoras publicaram as obras semifinalistas, sendo que 10 editoras portuguesas lançaram 20 livros semifinalistas e 15 editoras brasileiras lançaram 31 semifinalistas.

A classificação dos 51 semifinalistas por gênero literário obedece à seguinte divisão:

Oito livros de poesia de autores brasileiros, entre 405 livros de poesia com primeira edição no Brasil;
10 livros de poesia de autores portugueses, entre 60 livros de poesia com primeira edição em Portugal;
16 romances de autores brasileiros, entre 360 romances com primeira edição no Brasil;
Sete romances de autores portugueses, entre 86 romances com primeira edição em Portugal;
Um romance de autor angolano, entre sete romances de escritores africanos com primeira edição em Portugal, Angola, Moçambique e Cabo Verde; 
Seis livros de contos de autores brasileiros, entre 190 livros de contos com primeira edição no Brasil;
Dois livros de contos de autores portugueses, entre 22 livros de contos com primeira edição em Portugal;
Um livro de crônicas de autor brasileiro, entre 59 livros de crônicas com primeira edição no Brasil.

A lista de semifinalistas inclui, ainda, nove obras que representam a estreia literária em livro de seus respectivos autores, todos eles brasileiros. Esse resultado reitera, assim, o papel dos prêmios literários em geral e do Oceanos em particular como radar da produção literária contemporânea em seus diferentes gêneros.

Intercâmbio
Um dado relevante, que comprova a importância do Oceanos na integração da literatura entre os países lusófonos, é que 21 dos livros semifinalistas com primeira edição no Brasil são de autoria de escritores brasileiros que nunca foram publicados em Portugal, enquanto 11 com primeira edição em Portugal são de autoria de escritores portugueses nunca publicados no Brasil. Oceanos 2017 apresenta, portanto, um número significativo de autores – 32 escritores, ou seja, mais da metade dos semifinalistas – cuja difusão passa a se dar, a partir de agora, para além de seus países de origem, proporcionando maior conhecimento recíproco das cenas literárias de Portugal e Brasil.

Entre as obras classificadas, apenas dois livros tiveram publicação tanto no Brasil quanto em Portugal em 2016: Se o passado não tivesse asas, do angolano Pepetela – publicado pela Dom Quixote e pela Leya Brasil; e A vida invisível de Eurídice Gusmão, da brasileira Martha Batalha, publicado pela Companhia  das Letras e pela Porto Editora.

Júris
O Júri Inicial do Oceanos foi composto por 50 jurados brasileiros e 15 portugueses.   Além de eleger os 51 livros semifinalistas, esse júri escolheu os jurados que vão integrar os Júris Intermediário, que escolherá as 10 obras finalistas, e Final, que vai determinar os quatro vencedores do Oceanos 2017. São eles: Ana Mafalda Leite e António Guerreiro, de Lisboa;  Beatriz Resende e Eucanaã Ferraz, do Rio de Janeiro; Eliane Robert Moraes, Heloisa Jahn e Mirna Queiroz, de São Paulo; e Maria Esther Maciel, Ricardo Aleixo e Sérgio Alcides, de Belo Horizonte.


Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Ajude a manter a nossa revista. Doe, nossas edições são gratuitas para os leitores!

Curta Nossa Fanpage

Inscreva-se e receba nossas novidades por e-mail:

Anuncie e Publique Conosco

LIVRO: 666 - SINAIS - MARLI FREITAS

Posts mais acessados

LIVRO DESTAQUE

REVISÃO DE TEXTOS

REVISÃO DE TEXTOS
Revise o seu texto conosco.

Passaram por aqui


Labels