sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

"Bolerus", novo livro do autor Vanderley Sampaio, sugere uma leitura sem plano de voo definido, em que podemos assistir à dança dos versos construindo imagens, cadências e zumbidos

Sinopse: Bolerus é um termo instigante para dar nome a um livro que nos sugere uma leitura sem plano de voo definido, em que podemos assistir à dança dos versos construindo imagens, cadências e zumbidos. Nesses poemas e outros delírios líricos de Vanderley Sampaio, somos confrontados com nossos devaneios e temores mais cotidianos ao mesmo passo em que desejamos conhecer o segredo do Universo. O incômodo e inusitado besouro cascudo, que pousa sobre nossas cabeças nas noites quentes e inquietantes, esconde também asas leves e frágeis, que enternecem nossa fúria existencial. E assim, pareando questionamento e desejo, confusão e silêncio, ludicidade e solidão, somos todos convidados a surtar de poesia e a dançar com os insetos barulhentos que sobejam nossos mais profundos pensamentos. (Rose Almeida, bacharel em Letras pela USP e poeta no blog Absurtos).

Vanderley Sampaio nasceu em Garça (SP), no ano de 1972. Começou a escrever poesia na adolescência, quando também mergulhou no teatro como ator amador. Jurando que iria voltar, "pediu um tempo" às artes cênicas, para cursar Jornalismo na Unesp, em Bauru (SP). Descumpriu sua promessa e seguiu a vida sem palcos, atuando como jornalista por nove anos e depois como servidor público. Mudou-se para São Paulo (SP) e formou-se em Direito pela USP. Mas a poesia sempre se manteve presente em sua vida. Alguns de seus poemas foram publicados em jornais, sites e nas redes sociais, especialmente no blog Absurtos.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Vanderley Sampaio
: Sempre gostei de escrever. Participei de alguns concursos literários quando era adolescente, inclusive, recebendo certificado de destaque. Conheci e adorei a obra dos poetas concretistas quando fazia faculdade de Jornalismo. Também me encantei com a poesia áspera e fascinante de João Cabral de Melo Neto. Escrevi muita coisa inspirado pela técnica e o estilo desses poetas. Sabia das dificuldades de publicação e só há poucos anos voltei a mexer no material que já possuía, além de compor novos poemas e, finalmente, reunir tudo em um livro que fosse exatamente o que eu sonhara. Com o livro todo diagramado, pronto, mas ainda na gaveta, tive a experiência de criar o blog Absurtos nas redes sociais e submeter meus versos à apreciação de um público leitor muito maior do que poderia imaginar.

Conexão Literatura: Você é autor do livro “Bolerus” (Scortecci Editora). Poderia comentar?

Vanderley Sampaio: Com a consolidação do Absurtos (cerca de 145 mil seguidores nas redes sociais) e os pedidos de amigos e leitores por uma publicação, desengavetei de vez meu primeiro livro e comecei a pesquisar editoras. Escolhi a que mais me desse liberdade no processo editorial e tornasse concreto o que eu havia idealizado. Assim, nascia “Bolerus”, publicado de forma independente, mas com todo o cuidado e a qualidade que sonhei. São 80 poemas, com uma proposta visual, sonora e altamente reflexiva. Para que entendam melhor, citarei a sinopse que está na orelha da edição: “Bolerus, termo instigante para dar nome a um livro, nos sugere uma leitura sem plano de voo definido, em que podemos assistir à dança dos versos construindo imagens, cadências e zumbidos. Nesses poemas e outros delírios de Vanderley Sampaio, somos confrontados com nossos devaneios e temores mais cotidianos ao mesmo passo que desejamos conhecer o segredo do Universo. O incômodo e inusitado besouro cascudo, que pousa sobre nossas cabeças nas noites quentes e inquietantes, esconde também asas leves e frágeis, que enternecem nossa fúria existencial. E assim, pareando questionamento e desejo, confusão e silêncio, ludicidade e solidão, somos todos convidados a surtar de poesia e a dançar com os insetos barulhentos que sobejam nossos mais profundos pensamentos”.

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro?

Vanderley Sampaio: Muitos dos poemas de “Bolerus” têm uma preocupação estética e sonora. Contudo, considero que a pesquisa para isso já havia sido feita quando estudei alguns dos meus poetas preferidos na faculdade. “Zumbidos Palmares I” e “Zumbidos Palmares II” são dois poemas do livro que precisaram de uma atenção mais técnica quanto ao conteúdo e a adequação do vocabulário, mas sem rigor extremo. Há poemas escritos em plena juventude (na adolescência e também aos vinte e poucos anos), mas também os surgidos entre 2014 e 2016. Eu diria que foi um livro que demorou uns 25 anos para ser concluído e lançado.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho que você acha especial em seu livro?

Vanderley Sampaio: Eu destacaria os poemas: “Acostumar”, que tem uma proposta mais rítmica, se aproximando do universo da canção e também por sua natureza de um “eu” profundamente angustiado; “Inóspita cidade”, por sua crítica social, voltada para os aspectos urbano e caótico da vida nas grandes cidades; e “Nus estados”, como exemplo de poema visual que discute um pouco a filosofia da existência. 

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir um exemplar do seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Vanderley Sampaio
: O livro “Bolerus” está à venda pelo PagSeguro, na loja da página do Absurtos no Facebook (@absurtos). Pode ser encontrado nas livrarias on-line Martins Fontes Paulista, Cultura, Asabeça, Cia. dos Livros e no site da Amazon. Nesta última, já está disponível também a versão digital (e-book Kindle), por um preço incrível. Para saber detalhes sobre como comprar, é só acessar a aba Livro “Bolerus” em www.absurtos.com.br. Neste mesmo site e nas redes sociais do Absurtos é possível conhecer várias séries de poemas (meus e da minha parceira Rose Almeida) e acompanhar as novidades.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Vanderley Sampaio: O projeto mais recente, além do “Bolerus” em formato digital, é uma campanha pela democratização da poesia. Chamada de “Bolerus por aí”, a ação tem espalhado pela cidade vários exemplares do livro de forma gratuita e abrangente. Consiste em libertar o livro em museus, praças, ônibus, centros culturais e muitos outros espaços, para que qualquer pessoa possa encontrá-lo, lê-lo e depois deixá-lo onde quiser para que o processo continue. Todos os passos dessa aventura estão sendo registrados nas redes sociais.

Perguntas rápidas:

Um livro
: “O livro do desassossego”, Fernando Pessoa (Bernardo Soares).
Um (a) autor (a): Fernando Pessoa.
Um ator ou atriz: Fernanda Montenegro.
Um filme: A insustentável leveza do ser.
Um dia especial: o dia do nascimento da minha filha Vanessa (mas o segundo dia especial foi o do lançamento do meu livro “Bolerus”).

Conexão Literatura
: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Vanderley Sampaio: Agradeço pela oportunidade de falar sobre meu recém-lançado livro “Bolerus”, desejo sucesso à revista Conexão Literatura e aproveito para pedir que editoras e leitores acreditem mais na poesia. É preciso que mais livros de poesia sejam publicados, divulgados e lidos. É um gênero fundamental na literatura e não deveria ser preterido ou minimizado. Muito obrigado!

Serviço:
Título: Bolerus
Autor: Vanderley Sampaio
Editora: Scortecci Editora
Gênero: Poesia brasileira
Formato: 14 x 21 cm - 120 páginas
ISBN: 978-85-366-5355-6
Preço de capa: R$ 35,00
Faixa etária: livre
Blog Absurtos: www.absurtos.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/absurtos
Instagram: https://www.instagram.com/absurtos
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email de confirmação):

Anuncie e Publique Conosco

Posts mais acessados da semana

EDITORA PENALUX

EDITORA DRAGO

ENCONTRE UMA EDITORA PARA O SEU LIVRO

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

LIVRO: TRAVESSURAS DA MINHA MENINA MÁ

LIVRO "TAMARA JONG - O CHAMADO DE ÚLION"

Passaram por aqui


Labels