sábado, 7 de julho de 2018

Elos do Conto - Edição e Arte Apresenta "Misterioso Sul" em Tarde de Autógrafos

Crédito da foto: Douglas Trancoso
Os escritores Helô Bacichette, Dinarte Albuquerque Filho, André Ricardo Aguiar e Nil Kremer, junto com a dupla de ilustradores Gio e Doug, autografam o livro Misterioso Sul – Lendas em Poemas (Elos do Conto – Edição e Arte, 2018), no próximo dia 14 de julho, sábado, das 15h às 18h, no Taru – Instituto Cultural (rua La Salle, 933, bairro São Pelegrino). O encontro terá a participação musical de Marco Gottinari a partir das 16h.
Segundo Dilan Camargo, que escreve o texto de apresentação da obra, lendas representativas de várias culturas do Rio Grande do Sul, desde a Serra, tanto folclóricas como urbanas, “são relidas, reescritas e recontadas, e abrem uma nova agenda poética na literatura publicada entre nós”.

Sempre há um modo diferente de revisitar o que está presumidamente estabelecido e fixado. Sempre há um novo espaço para reinventar as formas consideradas clássicas da literatura. É o que fazem com ousadia e brilho Helô Bacichette, Dinarte Albuquerque Filho, André Ricardo Aguiar e Nil Kremer. 
A idealizadora do projeto, Helô Bacichette, não esconde que os “elos” do seu nome a estimulam a reunir outras pessoas ao redor de si. “Dessa vez, o convite foi direcionado a amigos poetas e ilustradores.” Nascia a ideia de uma coletânea de poemas, desejo antigo de escrever com a temática de mistério, “lembrança remota das histórias que minha mãe, meu pai e minha tia contavam”, comenta Helô.

Muitos mistérios envolviam o cotidiano daquelas pessoas que viviam nos Campos de Cima da Serra, com as quais tive o prazer de conviver parte da minha infância e adolescência. Noite após noite, éramos instigados a escutar o que não ouvíamos; a ver o que não enxergávamos; a sentir gostos e cheiros imperceptíveis. E, quando o ranger do assoalho de madeira, o farfalhar das folhas, o sibilar do vento nos despertavam, sabíamos que os donos da noite estavam chegando.

O poeta André Ricardo Aguiar reconhece a “experiência muito proveitosa para quem escreve e, acredito, para o leitor que folheará estas páginas. O convite foi uma oportunidade de entrar no reino das histórias que dão uma base imaginativa, fecunda, para a manutenção do imaginário de uma região. Usar a poesia para traduzir estas lendas é uma forma de brincar seriamente no reino das palavras, trazendo outro viés: a consciência da linguagem e o afeto do olhar, ambos misturados.”
Para quem entende, como Nil Kremer, que “Histórias são sagradas”, e, por isso, “um contador de histórias é um ser místico que cria ponte entre o real e o imaginário, entre o passado e o agora”, o livro é uma proposta mágica com que Heloísa seduziu o grupo: Misterioso Sul, diz Nil, “traz um time de bruxas e magos alinhados, em conexão com o universo do faz de conta, do onírico, do que há de misterioso, do que em amor multiplica. Eis poetas que, mais que fingidores, são contadores de histórias!”
Segundo o organizador, Dinarte Albuquerque Filho, os poemas se apropriam da magia das lendas. “Percebe-se, na individualidade dos versos, a carga subjetiva que anima cada poeta, que faz parte do universo de todos os que se embrenham na floresta encantada dos sonhos. O que todos parecem ter em comum é saudade de um tempo de magia e a nada tranquila busca pela palavra que encanta.”
Os ilustradores Gio e Doug dizem que trabalhar com lendas é voltar ao tempo em que acreditavam que tudo era possível. “Ilustrar um livro sobre poemas que brincam com nosso folclórico imaginário, tem um pouco de ser criança outra vez.”
Enquanto “ventanias e frio de gelar a alma endureciam a vida no Sul” e o Brasil “pegava fogo em greves, paralisações e revoltas”, no ateliê as canetas “riscavam sem dó”. Ao tratar de assuntos mais obscuros e amedrontadores, dizem, “nos deparamos com nossos próprios medos e julgamentos, trazendo para a ponta da caneta momentos de êxtase e também de angústias”.
Tivemos o desafio, e também a liberdade, de abordar artisticamente as cinco lendas de cada um dos quatro autores. Para isso, reunimos as histórias em grupos de três ou duas, resultando em duas páginas ilustradas para cada autor. Nestas ilustrações as lendas buscam ganhar outra vida, composta por fantasia e suspense, além de paisagens com horizontes distantes e de fronteiras invisíveis. Preto e branco se mesclam com o cinza da noite, da fumaça e da penumbra, num estilo de desenho que remete à gravura metal dos livros antigos.
 

SERVIÇO
TARDE DE AUTÓGRAFOS
O QUÊ: Livro Misterioso Sul – Lendas em Poemas, de Helô Bacichette, Dinarte Albuquerque Filho (org.), André Ricardo Aguiar e Nil Kremer, com ilustrações de Gio e Doug (Caxias do Sul: Elos do Conto – Edição e Arte, 2018)
PARTICIPAÇÃO MUSICAL: Marco Gottinari, a partir das 16h
QUANDO: Dia 14 de julho, das 15h às 18h
ONDE: Taru – Instituto Cultural (rua Rua La Salle, 933), no bairro São Pelegrino, em frente ao Colégio La Salle Carmo
PREÇO DO LIVRO: R$ 30
MAIS INFORMAÇÕES: (54) 999784127 (Helô)

Dinarte Albuquerque Filho
Jornalista, MTb 8771
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email de confirmação):

Anuncie e Publique Conosco

Posts mais acessados da semana

EDITORA DRAGO

EDITORA PENALUX

LIVRO DESTAQUE

LIVRO: TRAVESTIS BRASILEIRAS EM PORTUGAL

FUTURO! - ROBERTO FIORI

ENCONTRE UMA EDITORA PARA O SEU LIVRO

LIVRO: TRAVESSURAS DA MINHA MENINA MÁ

Passaram por aqui


Labels