segunda-feira, 16 de julho de 2018

Resenha - Crônicas de Repórter


Título Original: Crônicas de Repórter
Autor: Pedro Bial
Editora: Objetiva
Páginas: 220
Ano Lançamento: 1996 

O que acontece antes e depois daqueles rápidos segundos em que um repórter internacional entra em nossa casa, com as últimas novidades do mundo? Como é o dia-a-dia dos que passam a viver esse exílio voluntário? Como estar no lugar certo, na hora exata? Em Crônicas de Repórter, Pedro Bial vem dividir conosco um pouco desta adrenalina que o olho frio da câmera deixa escapar. 

São histórias divertidas, trágicas, emocionantes. São pinceladas sensíveis, poéticos flashes do cotidiano, contundentes reflexões de alguém que testemunhou o mundo mudar. "Nas viagens de cobertura jornalística, as melhores histórias nunca chegam a ser contadas", confessa Bial em um dos seus textos. 

Impressões 

Pedro Bial é um às em suas crônicas jornalísticas, uma eloquência impecável em transmitir de forma natural toda sua vivência no exterior, sendo correspondente internacional e vivendo e convivendo em diversos países. 

Décadas de 80/90, somos apresentados por diversos fatos históricos presenciados pelo olhar clínico e apurado do jornalista. Uma crônica que destaco é referente ao momento da queda do Muro de Berlim. 

São crônicas mistas, ora com um bom humor descontraído, ora elevando sua escrita com uma crítica social ácida, impactante que deixa os leitores em choque em cada linha. 

Um ponto em destaque é a forma que o autor conta os bastidores da profissão de jornalista, seus altos e baixos, o positivo e negativo, do glamour ao caos. 

O livro torna-se uma espécie de biografia, Pedro Bial em algumas crônicas e trechos, narra suas mudanças para diversos países e todo o processo para adaptar-se em um determinado local. 

Uma leitura rápida e fluída, podemos acompanhar toda transformação do Brasil e do Mundo no final da década de 80 e início dos anos 90. 

Se vale a pena? Com toda certeza! Presenciamos em cada página, o talento de Bia em cada linha escrita, deixando seus textos ainda mais próximos do leitor. 

Crônicas de repórter é uma leitura rica em detalhes que o próprio jornalista presenciou e conseguiu com maestria relatar em cada texto da obra.


Compartilhe:

Um comentário:

  1. Também gosto do Bial, apesar de ele estar diretamente ligado as ideias de Roberto Marinho, mas consigo vê-lo além. Boa resenha!
    http://www.linguaeliteratura.com.br/

    ResponderExcluir

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email de confirmação):

Anuncie e Publique Conosco

Posts mais acessados da semana

DRAGO EDITORIAL

EDITORA PENALUX

LIVRO DESTAQUE

LIVRO: TRAVESTIS BRASILEIRAS EM PORTUGAL

FUTURO! - ROBERTO FIORI

ENCONTRE UMA EDITORA PARA O SEU LIVRO

LIVRO: TRAVESSURAS DA MINHA MENINA MÁ

Passaram por aqui


Labels