sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Resenha: Escritos Autorais de Brenda Rodrigues

"Sonhos quebrados, tintura em meus braços
Cores por cores em formas de amparo
Idéias crescentes, sozinha em meu quarto
Eu vivo a arte em um quadro abstrato."
(Trecho do poema "Quadro Abstrato" de Brenda Rodrigues)

Olá leitores! 
Sou uma apaixonada por poesia. Para mim ela é em muitas ocasiões, a linguagem que melhor reflete nossa alma e nossos sentimentos. Mesmo que vez ou outra, ela não seja plenamente compreendida, ainda assim é fato que algumas de suas passagens com certeza irá nos tocar emocionalmente. E assim, em minha trajetória de leitora, vez ou outra encontro autores (famosos ou não) com os quais muito me identifico e aprecio profundamente sua escrita e hoje compartilho com vocês a linda obra  Escritos Autorais que marca a estreia de Brenda Rodrigues no universo literário.


Sobre a autora e a obra: 
Nasceu em 31 de dezembro de 1996 em Mogi das Cruzes SP. Poetisa de coração, desde os 11 anos se dedica a arte da palavra. Marcou presença até o momento em quatro antologias poéticas: Acolha o Pólen da Vida (edição 1 e 2) , Frutos de um Jardim e Vozes Escritas. O ano de 2017, foi o marco definitivo de sua entrada no universo literário, através da publicação de forma independente de seu primeiro livro: Escritos Autorais. 

Nesta obra, a autora  através de poemas, citações e pensamentos, narra de forma bastante visceral através de um olhar filosófico e melancólico, vários acontecimentos e experiências de sua vida, relacionados por exemplo com amigos, amores, família, solidão, depressão, entre outros assuntos e sentimentos.

A seguir apresento-lhes uma poesia e um pensamento extraídos do livro:

O que é Passageiro
Passageiro é o tempo que translúcido voa
A vida que segue, seguindo atoa
A paz que se ganha, mas que não é boa
A palavra amarga, que sempre magoa
Passageira é a chance, que não é usada

É como um sonho que não ganha asas
Um breve detalhe, que não se repara
Um dia perdido que se apaga
Passageiro sou eu
Que sou passageiro
Que mesmo pensando
Às vezes esqueço
Que busco o que tenho
E que quero o que perco
Que guardo o que acho
E vivo do avesso
Passageiro é tudo
Que não é eterno
Que dura um dia
Quem sabe um inverno
Passageira é a brisa
Que passa sozinha
A morte é eterna
Passageira é a vida.
(Brenda Rodrigues)

O que foi meu é eterno
Hoje o dia está triste
E eu nem me sinto mal
Vejo apenas que o sol
Deu lugar para a neblina
Trazendo solidão que me ensina
Não há ninguém nas ruas
E a fria brisa toca meu rosto
Eu olho pela janela e as gotas de chuva caem
Talvez o que tanto doeu, já tenha se curado por si só
Ou talvez me acostumei com o jeito que vivo...
Sei que quando a chuva passar, não terei aonde ir
E nesse silêncio eu encontro tanta paz
Depois de ter sido quem fui, eu lembro
E pela manhã, eu esqueço
Mas sei que o que foi meu, passou...
E ninguém poderá me tomar
E eu simplesmente vivo. 
(Brenda Rodrigues)


Meu ponto de vista:
Brenda Rodrigues é a prova de que o dom da escrita não escolhe idade. Aos 21 anos, a jovem escritora através de uma linguagem coloquial, porém bem estruturada e construida, conseguiu me tocar de forma muito profunda e por vezes inesperada! Sentimentos escondidos, amarguras enterradas, tudo isso veio a tona enquanto eu me dedicava a leitura de seu livro. Diversas vezes senti-me como se estivesse em uma sessão de terapia, onde vemos nossos sentimentos bons e principalmente ruins, desfilar a nossa frente num embate entre a felicidade e a tristeza. 

Entretanto, apesar de remexer em meu baú de infortúnios sentimentais, em momento algum passou-me pela cabeça a ideia de desistir do livro, uma vez que a obra não cai em monotonia, pois alterna os mais variados temas. Mas o fato é que Branda Rodrigues me conduziu por uma tempestade de sensações e causou-me uma profunda reflexão de vida, onde me vi transportada para os meus momentos mais dolorosos, o que fez com que eu terminasse a leitura de Escritos Autorais, com a alma desnuda e o coração exposto, resultado que até o momento poucos escritores que não fossem os clássicos, alcançaram. Assim, digo-lhes que me tornei admiradora de Brenda Rodrigues e de sua escrita sensível, e que desejo muito que ela continue nos encantando com suas belas palavras. 

Por fim, deixo-lhes o book trailer do livro que foi lançado recentemente. 


Abraços e até o próximo post!

* fotos do livro por Idianara Lira Navarro
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: contato@fabricadeebooks.com.br

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email de confirmação):

Anuncie e Publique Conosco

Posts mais acessados da semana

EDITORA DRAGO

EDITORA PENALUX

LIVRO DESTAQUE

LIVRO: TRAVESTIS BRASILEIRAS EM PORTUGAL

FUTURO! - ROBERTO FIORI

ENCONTRE UMA EDITORA PARA O SEU LIVRO

LIVRO: TRAVESSURAS DA MINHA MENINA MÁ

Passaram por aqui


Labels