terça-feira, 13 de novembro de 2018

Arte, ativismo e afeto: Andréa Tolaini lança "SEIVA"

Andréa Tolaini - Foto divulgação
Com ilustrações acompanhadas de texto representativo, obra parte de um olhar feminino para, em seguida, abraçar todo e qualquer gênero que esteja buscando compreender suas emoções

A artista visual Andréa Tolaini acaba de lançar "SEIVA", uma coletânea de ilustrações acompanhadas de texto representativo. O objetivo dessa união de duas linguagens, incluindo a palavra como mais uma forma de transmitir a mensagem contida no desenho, é tornar a arte ainda mais próxima e nítida.

Independente, projeto surgiu da vontade que a autora tinha de reunir suas produções mais admiradas na rede. Por isso, todo o processo criativo da autora foi pautado ao lado de seus seguidores virtuais: através de enquetes no Instagram e Facebook, Andréa fez a escolha do título, cores à utilizar e imagens que entrariam na obra. Tudo assim, coletivamente.

Em 66 páginas, trabalho levanta questões profundas sobre a quebra de padrões familiares, entendimento do amor, sexualidade, afetos e redescobertas. Reflete, ainda, sobre o quanto as situações difíceis representam uma oportunidade de crescimento. "Acho importante dizer que este livro é como um zoom no coração das mulheres. Temos aprendido a não ter medo de expressar o que pensamos. Começamos a ter carinho pelo nosso próprio corpo. Estamos abraçando a autonomia. Queremos escolher, mais e mais, o que é melhor para nós mesmas. Dentro disso, de uma maneira ainda mais ampla, precisamos reconhecer nossas forças e limitações. É assim que podemos mudar aquilo que reconhecemos como não construtivo. Afinal, a verdadeira liberdade está em se conhecer e, numa sociedade onde a ordem é racional e sistemática, eu entendo que a revolução deve ser feita partindo das emoções. E este é o tema central do meu trabalho", completa.

Com esse olhar feminino íntimo, recomenda-se a leitura para aqueles que estão buscando compreender seus caminhos e labirintos internos. É uma obra, para todo e qualquer gênero, que inicia-se nos processos individuais para, então, acolher outras e outros. "O grande lance é essa troca humana nas relações que, de alguma maneira, é capaz de gerar vida. Utilizei uma série de metáforas da natureza para construir lógicas sobre isso. O título é um exemplo: seiva como alimento da planta e o livro como alimento do mundo interior humano". 

A venda online de SEIVA está disponível na loja www.andreatolaini.com


SOBRE ANDRÉA TOLAINI
Andréa Tolaini é uma artista visual paulistana. Foi criada em meio a tintas e pinceis de sua mãe, a também artista visual Maria Inês Tolaini. Foi diante da dor da morte de sua mãe em 2009 que Andréa passou a estudar artes visuais e iniciar um processo de redescoberta do feminino.

Viveu em Londres-UK em 2012, onde pode iniciar seus estudos de pintura, desenho e Ilustração na University of Arts of London. Já no Brasil, em 2013, cursou artes plásticas da Escola Panamericana de Artes e montou seu primeiro ateliê no bairro do Butantã, São Paulo, onde mantém o ateliê até hoje.

Sua obra tem íntima relação com a vida das mulheres, libertação sexual, emocional, afetiva, questionamento sobre o patriarcado e masculino tóxico e com a ascensão do movimento feminista na América Latina.

A artista já expos em São Paulo-Brasil, Porto-Portugal, Barcelona-ES.

É também a idealizadora do projeto Marias, exposição coletiva itinerante de mulheres latino-americanas.
Compartilhe:

Um comentário:

  1. Feliz por você Andreia, porque SEIVA é absolutamente necessária para maiores inspirações. Lindo.

    ResponderExcluir

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email de confirmação):

Anuncie e Publique Conosco

Posts mais acessados da semana

SROMERO PUBLISHER

LIVRO DESTAQUE

LIVRO: TRAVESTIS BRASILEIRAS EM PORTUGAL

FUTURO! - ROBERTO FIORI

ENCONTRE UMA EDITORA PARA O SEU LIVRO

LIVRO: TRAVESSURAS DA MINHA MENINA MÁ

Passaram por aqui


Labels