sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Programação de Literatura no SESC BELENZINHO (Janeiro/2019)

Costurando Conto - Mínimo Diário - divulgação
Intervenção: Plante Poema
Com Projeto Matilha & Roça de Rua
Mediações: Promove encontros sobre a temática das ações em torno da leitura.

Plante Poema é uma intervenção artística que convida o público a criar um texto poético que será "plantado" em uma instalação que remete a um canteiro de plantas. Os pequenos poemas a serem plantados têm como mote os termos "deixo" e "levo". Sentado diante de um dispositivo de palavras-chaves, o participante é convidado a fazer uma troca: escolher uma palavra para deixar e outra para levar, seja a partir dos termos expostos ou de livre escolha, a partir de seus sentimentos e emoções.

Fafi Prado atua como performer e artista educadora formada em Dança pela Escola Klauss Vianna e Comunicação Social pela FAAP - SP e pós-graduada pelo CEUMA/USP em Linguagens da Arte. Realizou trabalhos autorais em performance/videoarte como Experiência Laika, XX - o Feminino e Ninja Grafitte. Fundou o grupo de criação coletiva Cia.Cachorra, que posteriormente passou a chamar-se Projeto Matilha, tendo realizado diversos trabalhos de intervenção urbana, entre eles Liberte-se, Zona de Poesia Árida e o projeto audiovisual Cubo (CCBB), participando de eventos no Brasil e na América Latina. Atualmente, é artista educadora coordenadora do Programa de Iniciação Artística (PIÁ) da Secretaria Municipal de Cultura e coordenadora do Projeto Matilha. Pedro Guimarães atua como performer e educador. Graduado em História pela Unesp de Assis, SP. Desde 1989, atua como professor e educador social em escolas públicas e projetos sócio-educativos, além de participar de coletivos de criação artística na cidade de São Paulo. Como Performer atuou em trabalhos diversos como o Zona de Ação (Sesc, SP) e o projeto audiovisual Cubo (CCBB). É integrante e cofundador da Frente 3 de Fevereiro, grupo de pesquisa e criação acerca do racismo na sociedade, tendo participado com o grupo de diversos festivais e mostras no Brasil e na Alemanha. É autor da obra de Literatura Expandida ‘Cachorrio’, que reúne intervenção urbana, literatura, grafite e vídeo, e coautor de ‘Transcendentidade’, intervenção artística junto ao Projeto Matilha.

Local: Praça.
Livre. Grátis.
22 a 27/01. Terça a domingo, das 15h às 17h.

Curso: Costurando Conto Exercícios para Outras Artes-Histórias
Com Mínimo Diário

A oficina estimula a invenção de livros de memórias presentes. Na lida diária a vida se faz imaginação? É preciso corpo para lidar e inventar. Entrelaçando os fios das mãos, das vozes, dos gestos e das palavras e pensando junto ao fazer manual: uma dobra feito mão vira livro; uma palavra feito voz vira história. Ou vire o verso e vice-versa. ‘Fios de texto’ explora as diferentes texturas dos fios, experimenta fiapos, emaranhados e novelos. Qual é a vontade de escrita ao lidar com os fios? Crocheta ou tricota? Encaderna ou costura? É um conto que nasce? Ou uma palavra pequena? Poesia ou prosa? E se for proesia? ‘Para bordar poema’ é um convite ao erro, esgarçamos as palavras e bordamos as roupas sem risco. A escrita se dá na ponta da agulha e pede um outro tempo de fazer. E assim, habitamos nossas escritas-roupas e caminhamos a rua.

Ana C. é artesã, graduanda em pedagogia pela USP e produtora cultural. Orienta oficinas de encadernação para crianças e jovens em instituições culturais. Lançou pelo mínimo diário o livro Costurando Contos Narrados, contemplado pelo Programa VAI em 2015. Atua como produtora executiva das linguagens de música e artes cênicas e é membro do Sarau das Américas. Paulo Oluá é desenhista, ator e escritor. Orienta oficinas para crianças e jovens na biblioteca da Fábrica de Cultura do Jardim São Luís. Lançou pelo mínimo diário os livros Costurando Contos Narrados e seu livro ilustrado Céus Olhos. É formado ator pelo INDAC - Escola de Atores. Vinicius Airuman se expressa como educador, artista-manual, escritor e ator. Orienta oficinas de encadernação desde 2014. Desenvolve sua oficina de encadernação artesanal Entre Janelas Livros. É autor e encadernador do livro Costurando Contos Narrados, publicado pelo mínimo diário em 2015, e de Encarnação, pistas para livro, pela Círculo das artes, 2018. Faz parte da equipe de coordenação da pós-graduação em artes-manuais para educação, em São Paulo/SP, coordenada por Ana Lygia Vieira Schil da Veiga.

Local: Oficina III.
Livre. Grátis.
16/01 a 06/02. Quartas, das 14h30 às 17h30.

Curso: Palavras em Jogo
Com Henrique Schaffer e Tatiana Schunk

A oficina propõe o trabalho com jogos teatrais a partir da palavra. A ideia é propor jogos onde o texto possa ser dispositivo para a experiência criativa e território para a construção de narrativas que incluam o corpo e o espaço onde ela se dá. Experimenta-se a palavra como ponte entre jogo e escrita a fim de conhecer o espaço do corpo que joga e que se "escreve" no improviso.

Henrique Schafer é ator e educador, formado em Licenciatura em Artes Cênicas pela ECA/USP. Desenvolve projetos artísticos pedagógicos, experiências educacionais e ações culturais em escolas e instituições. Atua em teatro, cinema e televisão. Tatiana Schunck é uma escutadora que escreve. Artista, educadora, pesquisadora em arte, cultura, educação. Licenciatura em Artes Cênicas USP e Mestre em Artes Unesp. Especialista em Processos artísticos, experiências educacionais e mediação cultural. Colunista em Se eu pudesse eu gritava, na Revista Pais e Filhos. Realizadora da ação Performance de uma pessoa escrita, ação de escuta escrita que acontece nas ruas da cidade de São Paulo.

Local: Oficina III.
Não recomendado para menores de 16. Grátis.
18/01 a 15/02. Sextas, das 14h30 às 17h30.

Curso: Atos Poéticos: Escrita, Corpo e Desenho
Com Sorver Versos

Por meio de proposições que ampliam repertórios e experimentações na escrita, corpo e desenho, o importante é "desautomatizar" a percepção. É um curso para iniciantes e iniciados que almejam nutrir em si mesmos um olhar capaz de se espantar e se encantar com a realidade, de se renovar e desaprender vícios. A cada encontro, diferentes linguagens serão experimentadas, para juntos relembrarmos a conexão entre poesia e corpo, entre linhas e palavras, entre sentidos e presença.

André Gravatá é escritor e educador. Apaixonado por poesia, é autor do livro de poemas Inadiável (Editora 7Letras) e coautor do livro Volta ao Mundo em 13 Escolas. É um dos criadores da Virada Educação, que mobiliza escolas e territórios pelo Brasil. Aprende imensamente ao caminhar pela cidade e propor atos poéticos que criam desvios. Serena Labate é artista visual e professora. Anda pelas calçadas de São Paulo colecionando luzes, cores, experiências e palavras. As cores e suas relações são motivos de estudo por sua parte, por meio de gravuras e publicações. Cada vez mais se aproxima de um estudo atento ao corpo e suas expressões.

Local: Oficina III.
Não recomendado para menores de 16. Grátis.
31/01 a 07/02. Quinta, das 14h30 às 17h30.

Crianças
Encontros: Conta Shakespeare
Com Cia. Som em Prosa

O projeto conta em português e em libras 4 histórias do repertório de Shakespeare para crianças e adolescentes. Hamlet: A tragédia do príncipe da Dinamarca é narrada de forma divertida e musical, em clima de suspense a Cia traz a cena a história que continua conquistando gerações. Romeu e Julieta: Os narradores apresentam um romance com o nome de um doce muito conhecido ROMEU E JULIETA. O publico é convidado a se deparar com os paradigmas existenciais vivenciados por alguns personagens da trama através de situações apresentadas em um jogo cômico cênico. Macbeth: Evidenciando a ambição pela coroa do rei, os narradores brincam de serem bruxas e descobrem que a Lady Macbeth é uma grande "falsiane". Brincando com o tecno brega em suas musicas. A Cia brinca com a comicidade da tragédia escrita pelo autor William Shakespeare. Otelo: Em uma brincadeira de lenços, os narradores trazem a cena da contação, a história de Otelo, que pelo ciúme perdeu seu grande amor. Muitos lenços e brincadeiras embalam a narração e as musicas cantadas.

Ficha técnica: Intérpretes e Músicos: Ana Antunes, Nayara Martins, Túlio Crepaldi , Joy Catharina e Felix Oliveira; Dramaturgia e Concepção: Cia Som em Prosa; Composições musicais inéditas, arranjo eletrônico e beatmaker: Túlio Crepaldi; Captação de vídeo: Cynthia Challegre; Fotos: Ana Lu e Gabi Gomes; Figurino: Claudia Schapira e Ana Antunes; Direção: Nayara Martins; Produção Executiva: Ana Antunes e Nayara Martins.

Projeto fundado em 2010 por dois artistas da Cidade de Santo André-SP (um ator e musico, uma atriz e palhaça) que decidiram cruzar suas pesquisas tendo como intermédio a literatura. A Cia. Som em Prosa visa estabelecer um diálogo entre narrativa oral e narrativa sonora eletrônica, e dessa fricção o mergulho na literatura como uma ferramenta de investigação do tempo presente. A base estética da companhia se apoia em referências múltiplas, de acordo com as necessidades de cada projeto, mas principalmente nas manifestações que utilizam o canto como elemento central. A dramaturgia tem como tema principal a discussão de questões éticas inerentes ao tempo presente e aos paradoxos da cultura brasileira, desde sua formação, da colonização à contemporaneidade.

Local: Área de Convivência. Livre. Grátis.
Até 09/02. Sábados, das 16h às 17h.
25/01. Sexta, das 16h às 17h.

Encontros: Clubinho de Leitura: Eva Furnari
Com Trupe Pitirilo

Mediações: Promove encontros sobre a temática das ações em torno da leitura.

Os encontros tem como tema a literatura fantástica de Eva Furnari com toda sua política non-sense, ilustrações divertidas, jogos linguísticos e criatividade. Nesta roda, as crianças e suas famílias escutam as histórias, brincam com as palavras, lêem, criam e também ilustram seus contos. Trupe Pitirilo - William de Oliveira: Professor Graduado em História pela USP especializado em História da Arte. Atuou como diretor do Cine Clube da História e ministra oficinas de Cinema. Professor de História da rede Pública de São Paulo por 8 anos. Iniciou seus estudos em Mediação de Leitura no Curso Básico de Formação de Contadores de Histórias na Biblioteca Hans Christian Andersen com Lili Flor e Giba Pedrosa em 2011. Fez o Curso de Narradores de Histórias também com Regina Machado. Atualmente faz parte do Grupo de Estudos em Literatura Infantil, Arte Narrativa e Mediação de Leitura com Lili Flor & Paulo Pixu. Lili Flor - Formada em Letras e Pós-graduada em Literatura Infantil pela USP atua na área da educação há mais de 12 anos. Ministra cursos e palestras para educadores, mediadores de leitura e contadores de histórias por todo Brasil e Exterior. È produtora cultural e diretora artística da Pitirilo Produções Artísticas - empresa de projetos em arte-educação Atualmente tem se dedicado aos estudos de Reggio Emila e à pesquisa de Campo de sua tese de mestrado: Reinventando os Mitos: A Literatura Infantil apontando novos caminhos. Paulo Pixu - é musico com trajetória no Conservatório Souza Lima, UNESP, FITO atua há mais de 30 anos em projetos artísticos onde a música dialoga com teatro, literatura, cinema. É Diretor Artístico e produtor musical da Pitirilo Produções Artísticas, responsável por projetos de Intercambio Cultural e,oficinas de música, clipes musicais, shows e pesquisa de canções e jogos musicais e toda composição musical da TRUPE. Atualmente tem se dedicado à pesquisa e criação de músicas para a primeira infância.

Local: Biblioteca. Livre. Grátis.
15 a 18/01. Terça a sexta, das 15h às 16h

SERVIÇO

Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000
Belenzinho – São Paulo (SP). Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email de confirmação):

Anuncie e Publique Conosco

Posts mais acessados da semana

SROMERO PUBLISHER

LIVRO DESTAQUE

LIVRO: TEU PECADO

FUTURO! - ROBERTO FIORI

ENCONTRE UMA EDITORA PARA O SEU LIVRO

LIVRO: TRAVESSURAS DA MINHA MENINA MÁ

Passaram por aqui


Labels