quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Jogo de Máscaras - Pia Prattes

A trama de Jogo de Máscaras, livro de Pia Prattes, publicado pela Editora Coerência em 2019 (388 páginas), se passa na Instituição de Ensino Saint Lathrop Jullians - um colégio interno que recebe tanto alunos do sexo masculino quanto do sexo feminino, misto, portanto.

As pessoas que frequentam o referido colégio, que é dirigido pela Sra. Campbell, fazem parte da nata da sociedade. Ali estão alunos que são exaltados pela beleza, pela jovialidade, mas sobretudo pela condição financeira. Apesar de exigir enorme disciplina dos discentes, o que é feito por meio de muita rigidez e até punições, aqueles que possuem mais condições financeiras do que os outros ganham certa liberdade, o que, naturalmente, acaba gerando mudanças nas vidas de alguns desses estudantes. 

Mai Becker é a protagonista e narradora da história que se apresenta no livro. Ela, que é aluna da instituição, tem um namorado, uma grande amiga e um novo pretendente, chamado Connor Westcott, com quem acaba se envolvendo emocionalmente. Esse relacionamento, no entanto, não trará somente conforto ao coração da garota, como pode supor o leitor. 

Já no início do livro percebemos o relacionamento conturbado que ela cria com o jovem, além de se envolver em outros episódios que demonstram o egocentrismo, a falta de empatia e a medição de forças que os jovens do colégio parecem perpetuar. Quando o dinheiro e as aparências comandam a vida das pessoas, o que será que pode acontecer? 

Alguns dos alunos se envolvem em bullying, difamação, fofocas, intrigas, relacionamentos tóxicos, oportunismo, manipulação e outros conflitos que vão além da questão verbal, chegando às vias físicas. Eles se mostram o tempo todo tentando impor aparências e se sobrepor aos demais. Essas histórias de intrigas reverberam na vida de Mai, envolvem Lily, Tyler, Jasper e o próprio Westcott, além de outros personagens que fazem parte da instituição de ensino. 

"Chorei. Chorei porque me sentia violada, repudiada e humilhada. Chorei porque sabia que, a partir daquele momento nada mais seria como antes."

Jogo de Máscaras fala de aparências e elas acobertam verdades que os personagens camuflam para ostentar uma posição privilegiada em relação aos demais que pertencem ao mesmo grupo, ou camuflam para esconder eventos que manchariam suas reputações, ou ainda para acobertar ações questionáveis de outros personagens, ou simplesmente por terem falta de caráter. No jogo de máscaras, onde ninguém sabe quem é quem de verdade (e com verdade), a hipocrisia reina e protagoniza a vida das pessoas. Os personagens, uns mais e outros menos, usam de dissimulação para viver no ambiente que frequentam. Seriam eles fruto do meio? Ou o meio se transformou por conta de suas ações?

Pia Prattes trata na obra de temas que, implicitamente, nos levam a questionar o que vivemos na sociedade atualmente. Há mentiras, conchavos, inveja, gente que faz de tudo para ver os outros pelas costas, traições, arranjos e rearranjos de situações para obter benefício para si, vingança, violência - tanto verbal quanto física. Coloca em voga os relacionamentos tóxicos e a manipulação exercida por gente que está ao redor da protagonista. Há conflitos diversificados que se concentram no universo que é a St. Jullians. Mas não somente coisas negativas. Em meio a todo esse turbilhão, também há oportunidade de aprendizado, de mudança e de percepção em relação a tudo que faz sofrer.

Mai é uma protagonista que mexe com o leitor por carregar o que temos de mais humano: as imperfeições. Ela não é a típica heroína dotada tão somente de virtudes que nos levam  a admirá-la. Ela tem características e comportamentos que a tornam bastante crível, por ser falha. Quem de nós não tem seu "calcanhar de Aquiles"? A construção de Mai e de outros personagens se revela bem acertada dado o ambiente no qual vivem e pela proposta da obra.

"É incrível como o ser humano possui aptidão para enxergar as coisas como lhe agradam". Essa constatação feita pela protagonista, pode ser também a definição de como todos os personagens presentes no livro  encaram suas ações. Eles ouvem e veem aquilo que lhes convém. Eles toleram o que traz benefícios. Eles encaram de frente aquilo que lhes tira da situação cômoda e confortável cheia de privilégios.

Algumas subcamadas da trama levam-nos à refletir. Por exemplo, qual o papel das instituições de ensino? Em St. Jullians, o jogo que os alunos jogam é o mesmo que a direção do colégio adota. Tudo por aparência. Vemos claramente que há conivência com as ações que ali estão e mesmo quando há punições, a posição de quem será atingido por ela conta. Outra questão que também aparece na obra são as relações familiares. Por vezes nos questionamos qual o papel dos pais na educação desses jovens? O que eles esperam de seus filhos? Seriam eles os exemplos que moldaram a personalidade desses estudantes?

É de fato um jogo de máscaras. Se você, em algum momento, usou a expressão "a máscara vai cair" (grifo meu), com o livro não será diferente. Com o avançar da história o leitor é surpreendido com o caminho que a trama toma e, não faltam reviravoltas. O todo tempo torcemos para que a máscara de alguns personagens caia. Tal qual um jogo, alguns deles blefam com suas ações. Gosto de livros que nos faz olhar para a história e traçar uma porção de teorias. Jogo de Máscaras faz isso conosco e, gerando sentimentos conflitantes no leitor, pela posição que muitos dos personagens adotam no jogo da vida, nós vamos embarcando numa história que provoca e que se apresenta bem estruturada.

O desfecho, não posso deixar de mencionar, me lembrou um bom filme, justamente daqueles em que a verdade aparece e não sobrará ninguém mascarado. Quem é quem nesse jogo? E qual será a verdade?

Jogo de Máscaras me surpreendeu positivamente, tanto pela trama bem montada pela escritora, quanto pela constituição dos personagens, como pelo pano de fundo que suscita questionamentos e pode nos levar à reflexão enquanto lemos uma boa história.

Sobre a autora:

Pia Prattes é atriz, nasceu na cidade do Rio de Janeiro e cresceu em Porto Alegre, onde atuou em algumas peças de teatro e participou de um curta universitário. Ama musicais, comer brigadeiro de panela, assistir à Netflix e maratonar séries. Jogo de Máscaras é seu primeiro romance.

Ficha Técnica:

Título: Jogo de Máscaras
Escritora: Pia Prattes
Editora: Coerência
Edição: 1ª
Ano: 2019
Número de Páginas: 388
ISBN: 978-85-5327-149-8
Assunto: Ficção brasileira

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

REVISÃO E LEITURA CRÍTICA

Posts mais acessados da semana

Anuncie e Publique Conosco

LIVRO DESTAQUE

TAMARA JONG - CAÇADA CÓSMICA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO "OS VELHACOS"

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels