segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

[Resenha] O Diário de Jack, o Estripador


Título: O Diário de Jack, o Estripador 

Autora: Shirley Harrison 

Editora: Universo Dos Livros 

Páginas: 496 

Ano Lançamento: 2019 

Sinopse: 

Estou com medo de olhar tudo o que escrevi. Talvez fosse mais sensato destruir isto, mas em meu coração não consigo me obrigar a fazê-lo. Já tentei uma vez, mas como o covarde que sou, não consegui. Talvez em minha mente atormentada eu deseje que alguém leia isto e entenda que o homem que me tornei não era o homem que um dia fui.

Descubra o que está por trás do polêmico diário atribuído a Jack, o Estripador, um dos mais cruéis psicopatas da História. 

Impressões: 

Quem foi Jack, o estripador? Essa pergunta roda até hoje, porém! Até o presente momento, nenhuma certeza, apenas especulações, teorias que buscam compreender esse temido assassino. 

Shirley Harrison narra toda sua jornada para desvendar um diário que supostamente poderia ter sido de Jack, revelando sua identidade e métodos para cometer seus mais perversos crimes. 

A obra intercala sobre o suposto diário e todo o trabalho da escritora para conseguir provas concretas de que esse diário é verdadeiro e o autor é realmente, Jack, o estripador. 

Michael Berrett apresenta o diário para Shirley Harrison, ao todo, o manuscrito contém 60 páginas, possuindo escritos revelando os mínimos detalhes dos crimes cometidos na Inglaterra. 

O autor do diário foi supostamente escritor por James Maybrick, porém! Até agora, especialistas não conseguiram provar toda sua autenticidade, gerando muitas dúvidas e questionamentos por parte dos estudiosos no assunto. 

Através da leitura o leitor embarcará pela Inglaterra na Era Vitoriana, conhecer os costumes e toda cultura da época, além de presenciar os mistérios e terror cometidos pelo Jack, o Estripador. 

James Maybrick era um homem respeitado em sua época, conhecido comerciante de algodão, tinha relações comerciais em Londres, porém, morava em Liverpool. Casado, Maybrick morreu aos 50 anos por envenenamento administrado por sua esposa, Florence Maybrick. 

Shirley Harrison teve os cuidados em mostrar toda vida de James e sua esposa, Florence, fazendo da obra uma biografia de ambos, até o fatídico dia da morte de James e o julgamento de sua esposa. 

Vale lembrar, Jack matava prostitutas, seus métodos eram de estrangular, esfaquear e mutilar suas vítimas, cada vez mais seus ataques tornavam-se brutais. 

A obra segue no ritmo tentando desvendar esse mistério que já faz parte da cultura pop. “O Diário de Jack, o Estripador” é mais uma da lista de especulações para tentar desvendar quem realmente foi o assassino.


Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

REVISÃO E LEITURA CRÍTICA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels