sexta-feira, 3 de janeiro de 2020

Tito Prates, o livro Museu do crime e Agatha Christie, por Cida Simka e Sérgio Simka

Tito Prates - Foto divulgação
Fale-nos sobre você.

Sou cirurgião-dentista e administrador de empresas, 53 anos, moro em Jandira, grande SP.
Meu primeiro trabalho publicado foi um livro de aventuras de viagem pela Inglaterra de Agatha Christie e, em seguida, sua primeira biografia originalmente escrita em português e com autorização do neto dela.
Depois fui convidado a escrever um conto policial, mas já tinha até um livro do gênero engavetado. Depois disso, não parei mais. Detalhe: tudo começou em 2013.

ENTREVISTA:

Você acaba de lançar o livro “Museu do crime”. Fale-nos sobre ele.

É um Agatha Christie sangrento. Os crimes são bastante violentos, reproduzidos por um possível serial killer na cidade de São Paulo, a partir de crimes históricos que aconteceram aqui e estão no Museu do Crime da polícia civil na USP.
Isso se mescla com a história de vida de Tereza Mendonça, uma atriz brasileira que fez algum sucesso em Hollywood nos anos 50/60 e cuja frustração é não ter ganhado um Oscar.

Fale-nos sobre os seus outros livros e antologias que organizou.

Tenho um pequeno livro de contos policiais e de terror, esgotado, chamado Os Três Suspeitos e outras histórias de suspense e terror; um livro de terror light chamado O Antiquário Portenho e alguns romances policiais e livros de conto na Amazon e Wattpad.
Organizei duas antologias recentemente, mas já são quase 10.
Ano passado teve a Presentes Perigosos, organizado com a Cláudia Lemes, com 18 contos de Natal envolvendo crime e O Melhor do Crime Nacional, com 19 contos de veteranos do policial brasileiro e grandes revelações.
Eu sempre procuro mesclar contos com diversos enfoques na organização das antologias, para ser dinâmico para o leitor.

Você é o presidente da Aberst (Associação Brasileira dos Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror). Fale-nos sobre ela.

Eu me tornei o presidente da Aberst em eleição de agosto passado.
É uma iniciativa pioneira que agregou as forças de, hoje, 160 escritores de policial e terror, onde através de experiência individual e mútuo apoio e divulgação, estamos conseguindo destaque para todos que efetivamente participam da Associação e suas atividades.
Isso tudo, não só no âmbito de mercado e mídia, mas também em formação, profissionalização e consultoria, formal ou informal, entre os associados.
Também promovemos eventos de divulgação e participação em espaços onde nossos associados possam vender seus livros e ter contato com leitores.

Você é considerado um dos maiores conhecedores da obra da Rainha do Crime no país, escreveu um livro sobre ela e, inclusive, é embaixador oficial da Agatha Christie no Brasil. Fale-nos sobre essa sua “paixão”.

Começou com 9 anos de idade. Hoje reúno o maior arquivo nacional de todos os trabalhos dela publicados por aqui, seja revista ou livro.
Também reúno o maior arquivo mundial das revistas inglesas e americanas que primeiro publicaram seus contos ou livros em serializações antes da publicação do livro em si. Esse arquivo é consultado mundialmente por todos os outros experts em Agatha e o próprio The Christie Arquive Trust, que me deu o título com a Agatha Christie Ltd em 2014.

Fale-nos sobre a página Comunidade Agatha Christie Brasil.

É uma paixão e o dínamo que me fez chegar aqui. Antes deles, em 2004, eu era um leitor curioso que conhecia um pouco da vida de Agatha Christie. Depois disso, me tornei o que sou hoje.
Começou no Orkut, com a Mônica Ferreira em 2004 e ela me convidou para ajudar na administração em 2006.
Hoje, somos a maior página e grupo do mundo no Facebook, objeto de teses de mestrado e TCCs, além de trazer o Brasil à posição de 3o maior fã clube do mundo de Agatha Christie e primeiro de língua não inglesa em pesquisa do site oficial Agatha Christie.com

Como o leitor interessado poderá conhecer mais sobre seu trabalho? 

Basicamente Facebook e Instagram.
Páginas: Museu do Crime, Tito Prates Contador de Histórias Policiais, Agatha Christie Brasil e Língua Portuguesa, Agatha Christie From my Heart, Viagem à Terra da Rainha do Crime e a mais recente: Revista Mystério Retrô - uma revista no estilo das antigas, com contos policiais e de terror, onde, respeitando o autor nacional, todo trabalho selecionado para compor a revista é pago previamente. O projeto está em financiamento coletivo no Catarse até janeiro e será lançado em março.

CIDA SIMKA
É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019) e O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020). Organizadora dos livros: Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020) e Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020). Integrante do Núcleo de Escritores do Grande ABC e colunista da Revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA
É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela Editora Uirapuru. Membro do Conselho Editorial da Editora Pumpkin, integrante do Núcleo de Escritores do Grande ABC e colunista da Revista Conexão Literatura.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

REVISÃO E LEITURA CRÍTICA

LIVRO "VAIVÉNS DA ALMA"

LIVRO "JORNAL EM SÃO CAMILO DA MARÉ"

LIVRO: CONVERSA NOTURNA E OUTRAS HISTÓRIAS

LIVRO DESTAQUE

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels