quarta-feira, 18 de março de 2020

Dois papas


Dois papas, o novo filme da Netflix dirigido pelo brasileiro Fernando Meireles, é uma obra bela e intensa. 
A trama é baseada numa conversa entre Bergoglio, então arcebispo da Argentina, e o papa Bento XVI. O religioso portenho vai a Roma pedir sua aposentadoria e Bento XVI tenta convencê-lo a não se aposentar.
Um conservador e outro progressista, o primeiro contato entre os dois é tenso, mas os dois vão aos poucos descobrindo que, embora sejam opostos em praticamente tudo, inclusive no modo de vida, eles são pessoas bem intencionadas, cada um a seu modo. E, principalmente, começam a admirar um ao outro.
O filme inteiro se sustenta sobre as atuações magistrais de Jonathan Pryce e Anthony Hopkins e a direção sensível. Dois papas poderia ser um filme chato, mas esses dois elementos, atuação e direção, fazem com que seja agradável, divertido, emocionante. 
Talvez o maior mérito de Dois papas seja mostrar que é possível que duas pessoas com ideias completamente diferentes possam conversar e até mesmo ser amigos. Numa época como a nossa, de radicalismo e extremismo, é uma bela mensagem.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

COMUNIDADE INFLUXO

SONHOS FULGURANTES - ROBERTO MINADEO

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels