domingo, 3 de maio de 2020

Em novo e elogiado romance, o autor de Um dia faz uma ode comovente e bem-humorada ao primeiro amor e ao poder da arte


“Existem vários interesses emocionais conflitantes envolvidos para
que a vida se torne totalmente aceitável, e talvez seja o trabalho do contador
de histórias reorganizar as coisas para que se adaptem a esse fim. Seja como
for, ao falar sobre o passado, mentimos sempre que inspiramos.”
William Maxwell, Adeus, até amanhã

Quando não está trabalhando como caixa de um posto de gasolina, Charles Lewis preenche seu tempo andando sem rumo de bicicleta. Tem pouco o que fazer. Está meio afastado dos amigos e os pais acabaram de se divorciar. Em um desses passeios, ele encontra atores de uma companhia de teatro ensaiando uma montagem de Romeu e Julieta. E graças à Fran Fisher, a atriz que interpreta a protagonista da peça, seus dias de tédio começam a caminhar para o fim.

O quinto romance de David Nicholls, o aclamado autor do best-seller Um dia, chegou em primeira mão para os assinantes do intrínsecos, o clube de livros da Intrínseca, em fevereiro, e agora está disponível para o público em geral. Repleta de idas e vindas no tempo, a história é contada por Charles já adulto, às vésperas do seu casamento. A narrativa mistura de forma sutil humor e melancolia, para rememorar aquele verão intenso de 1997, que ajudou a moldar o homem em que Charles se transformou.

Em semanas que marcarão sua vida, rodeado por textos do século XVI, figurinos, novas amizades e uma miscelânea de sentimentos inéditos, Charles desviará de conversas sobre o futuro enquanto tentará não ser devorado pela confusão de sua dinâmica familiar. E, ao lado de Fran, vai encontrar uma chance de se redescobrir e reinventar.

Em seu romance anterior, Nós, também lançado no Brasil pela Intrínseca, em 2015, o autor mergulhou na jornada de um homem que tenta salvar o casamento e se reaproximar do filho em uma viagem com a família pela Europa. Com Uma dor tão doce, Nicholls, que veio ao Brasil participar da Bienal do Livro Rio 2015, aprimora a sua maior especialidade: conduzir o leitor para um cenário nostálgico da memória, vinculando a narrativa a uma história de amor que se move sem cair jamais no sentimentalismo.

DAVID NICHOLLS é o autor dos sucessos Um dia, Nós, O substituto e Resposta certa. Roteirista premiado por seus trabalhos na televisão e no cinema, Nicholls recentemente recebeu um BAFTA pela adaptação dos romances de Edward St Aubyn, também indicada ao Emmy. Em 2014 foi eleito Autor do Ano no National Book Awards. Um dia, seu livro de maior sucesso, foi adaptado para o cinema, estrelando Anne Hathaway e Jim Sturgess. Seus romances venderam mais de 8 milhões de exemplares no mundo todo e foram publicados em 40 idiomas.

UMA DOR TÃO DOCE, de David Nicholls
Tradução: Carolina Selvatici
Editora: Intrínseca
384 páginas
Preço: R$ 54,90
E-book: R$ 37,90
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

EDITORA TREVO

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

REVISÃO E LEITURA CRÍTICA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

LIVRO: CONVERSA NOTURNA E OUTRAS HISTÓRIAS

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels