sábado, 9 de maio de 2020

Mayara Oliveira e o livro “Platônico - Tão perto e tão longe”.


Mayara Oliveira nasceu em Maceió-AL e atualmente reside em seu estado natal com sua família. Em sua carreira literária, já publicou 13 livros, sendo um em inglês. Ainda aos 16 anos ganhou o diploma de Neófito da Ordem pela Academia Alquimia das Letras de São Paulo, o que a motivou a seguir em frente com seu sonho de ser uma escritora. Graduada em Letras-Inglês pela Universidade Federal de Alagoas, ama pizza, ler livros de romance, assistir seriados medievais e planeja fazer uma pós-graduação em estudos literários ou escrita criativa.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Mayara Oliveira: Na verdade, meu começo no mundo da literatura não veio aos 16 anos, quando escrevi meu primeiro livro. Eu sempre li muito, desde a infância, então lembro que ainda dos 9 para os 10 anos eu passei a escrever pequenos poemas com umas rimas bonitinhas (risos). Acho que minha criatividade já passava a aflorar daí. Pequenas histórias vieram pouco depois, mas eu ainda estava “verde” para desenvolver enredos mais complexos. Acho que na minha pré-adolescência tinha medo de começar a escrever um livro pra valer e no meio do percurso ver que estava fazendo tudo errado. Mas o diploma que ganhei pela Academia Alquimia das Letras foi como um atestado de que eu estava mais do que pronta para ir adiante. Passei a me sentir uma escritora de verdade a partir dali.

Conexão Literatura: Você é autora do livro “Platônico - Tão perto e tão longe”. Poderia comentar? 

Mayara Oliveira: “Platônico” surgiu da combinação de dois elementos; minha veia romântica e uma desilusão amorosa que tive. Mas eu não queria que essa obra fosse um desabafo meu acerca da minha vida, então pesquisei bastante sobre o assunto para reunir conhecimento teórico de qualidade a fim de informar todos aqueles que sofrem ou já sofreram com o sentimento. Acredito que muitos, para ser honesta (risos).

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir o livro? 

Mayara Oliveira: Além de inúmeros artigos científicos, fui atrás de algumas entrevistas especiais para a obra; criadores de páginas de relacionamentos no Facebook e o influenciador digital milho wonka foram alguns dos contatados. Queria desenvolver um trabalho único pensando nos leitores para que se identificassem um pouco nas páginas. Seria a minha maneira de compartilhar o que vivi com todos eles. O livro levou aproximadamente 8 meses para ficar pronto e depois o publiquei na Amazon, em 2017.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho que você acha especial em seu livro?  

Mayara Oliveira: Como o livro possui duas partes, uma de não-ficção e outra de ficção, vou citar um trecho de cada parte.

Capítulo 1: Para começar, um pouco de história: A origem do termo “Amor platônico”.

“Entende-se assim o amor platônico como um amor vivido à distância, que não se aproxima, não toca e não se envolve, ou seja, um amor onde o amante pode concretamente estar próximo do ser amado, mas distante ao mesmo tempo em que não se aproxima da forma que gostaria e mantendo e nutrindo o seu afeto apenas em sua mente. Esse amor é feito puramente de fantasias e de idealizações. O objeto do amor é o ser perfeito, que, assim como esse amor, possui todas as boas qualidades e não tem qualquer defeito” (pág. 09).

Amor em fragmentos: Inesperado.

“Assim que levanto minha vista e volto a fitar os jovens na pista de dança, observo com o canto do olho um menino chegando ao baile. Giro minha cabeça em sua direção e quase perco o ar. O menino parecia ser muito bonito. Ele usava uma máscara preta que cobria metade de seu rosto delgado, mas mesmo assim eu conseguia notar que ele era atrativo e até charmoso, a julgar pelo jeito calmo, mas preponderante de andar. Seus cabelos eram loiro-acinzentados e estavam arrumados e lambidos por um gel que deixava seus fios ainda mais brilhantes. 

Sua roupa era totalmente preta combinando com a máscara e sob o peito, alguns botões e correntes douradas para dar um charme especial. Parecia que aquela sua fantasia era a de um soldado ou mesmo de um príncipe, mas sem o seu cavalo branco. Em sua cintura havia uma espada fina prateada na bainha que se movia de acordo com os movimentos de seu corpo descendo a escadaria de LED.  

O menino misterioso mantém sua cabeça voltada para o outro lado do espaço. Quando ele a gira em minha direção para observar os jovens, o ambiente e a festa em si parecem congelar por um instante. Noto, mesmo à distância, que seus olhos eram azuis-claros, aquele tipo de azul tão límpido e transparente que poderia te deixar ofegante e hipnotizada em questão de segundos” (pág. 219).

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário? 

Mayara Oliveira: Interessados podem acessar algumas páginas para conhecer meu trabalho e me dar um apoio 


Trilogia Mega Globo


Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta? 

Mayara Oliveira: Em breve começarei a escrever 2 novos e-books para lançar no próximo ano. Não posso adiantar muita coisa, mas os trabalhos também contarão com entrevistas especiais e mesclarão ficção e não-ficção.

Perguntas rápidas:

Um livro: tenho muitas obras em mente, de Machado de Assis até John Green. Mas sem dúvida um livro que representou um divisor de águas na minha carreira foi “A Cabana”, de William P. Young.
Um (a) autor (a): meu coração bate forte pelo trabalho do Nicholas Sparks. 
Um ator ou atriz: Emma Watson.
Um filme: Titanic, com certeza.
Um dia especial: um passeio de barco que fiz com minha família para comemorar o último aniversário do meu avô.

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário? 

Mayara Oliveira: Gostaria de deixar minhas humildes palavras de carinho, empatia, solidariedade e força para todos nesse momento sombrio de nossas vidas. Que o amor nos una e os livros sejam um refúgio caloroso para nossos corações.

“Saibamos morar em todo lugar, pois o amor só nos faz querer lutar. Não há tempestade maior para um coração do que a perda de um irmão. Mas da terra nos erguemos tantas outras vezes, dirá o tempo. Eis o mestre que traz a cura e todas as respostas. Procuremos a vida com um gosto de alento”.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

EDITORA TREVO

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

REVISÃO E LEITURA CRÍTICA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

LIVRO: CONVERSA NOTURNA E OUTRAS HISTÓRIAS

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels