quinta-feira, 9 de julho de 2020

Eduardo Liporacci e o livro Terra em água

Eduardo Liporacci - Foto divulgação
Eduardo Liporacci nasceu no dia 21 de Junho de 1989 em Recife/PE. Criado em Bauru/SP, o autor também morou em outros lugares do Brasil e do mundo. 
Indo contra os moldes acreditados pela sociedade, devido ao seu jeito fora do comum e a aparência de um ‘não escritor desse tipo de texto’, o autor divide com seus leitores um pouco de si e de personagens criados pelo mesmo em seus livros.
Acreditando que as pessoas são amplas em seu interior e que seus mundos podem tomar diversas formas a cada segundo, o autor mostra suas diferentes vertentes em sua escrita e também em suas redes sociais.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Eduardo Liporacci: Desde novo sempre gostei muito de ler e escrever e como eu sempre escrevia, eu decidi montar um blog para publicar os meus textos e compartilhar eles com as pessoas.
Eu tinha recebido uma proposta de publicação na época do blog, mas acabei não dando continuidade, mas aquilo ficou na minha cabeça por anos.
O tempo passou e eu decidi entrar em contato com algumas editoras, daí chegaram as propostas de publicação do meu primeiro livro que contém os textos do meu antigo blog.
Após isso, claro, como muito tempo havia passado, eu fui me aprofundando e me aprimorando na escrita.
Meus próximos livros foram trabalhados de uma forma diferente, pois são uma proposta diferente do meu primeiro livro.

Conexão Literatura: Você é autor do livro “Terra em água”. Poderia comentar? 

Eduardo Liporacci: Eu tenho um carinho muito grande pelo Terra em Água por ele ser um livro muito ‘cru’, ele é simples e humano. Como ele veio dos textos do meu antigo blog, a ideia era mantém essa ideia de algo fora dos padrões, não buscando a perfeição, sendo algo mais amador mas que funciona, pois se conecta com as pessoas. Sendo uma coletânea de textos com tipos de escrita diferentes, o Terra em Água tem vários momentos, sentimentos, falhas e acertos; acredito que nossas vidas são assim, muitas coisas acontecem no nosso dia a dia e nem tudo é perfeito, mas a gente vive, então acaba funcionando de uma certa forma.
Poder mostrar para o público que eles podem sim escrever e ler, que livros nem sempre são super ‘mirabolantes’ e que para poder ler, escrever e amar a literatura você não tem que ser uma ‘pessoa super culta’, é algo incrível. Eu amo quebrar estereótipos. 

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir sua obra? 

Eduardo Liporacci: Minha inspiração vem de experiências, lugares, pessoas, situações reais e também que imagino, então às vezes demora um pouco dependendo do que estou vivendo.
O Terra em Água já estava pronto fazia tempo, pois tinha salvo os textos do antigo blog, mas meu último livro que deve sair em breve eu escrevi em 2 meses devido ao tempo que estou tendo na quarentena.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho que você acha especial em seu livro?

Eduardo Liporacci: Claro! No Terra em Água eu coloquei o primeiro texto que lembro que escrevi ainda na escola quando a professora nos apresentou ‘Batatinha quando nasce’ e explicou sobre poesias, na época eu tinha 8 anos. O título é 1997 pois foi o ano em que eu escrevi esse texto, ele é pequeno e simples, mas muito especial para mim pois hoje eu vejo que escrever sempre esteve presente na minha vida.

1997
‘meu coração é de pedra e pedra eu não quero ter,
ela machuca os meus sentimentos e atrapalha o meu viver…’

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário? 

Eduardo Liporacci: Terra em Água está disponível em formato impresso e e-book em vários websites (Amazon, Estante Virtual, Lojas Americanas, Submarino, etc)

Eu voltei agora com as redes sociais depois de um tempo longe da internet e estou iniciando um canal no YouTube para falar sobre literatura, ajudar pessoas que querem escrever e publicar, além de também falar sobre os meus livros.
No Instagram tenho um projeto bem legal chamado ‘vocês’ onde as pessoas lêem e interpretam os meus textos e também faço lives em que chamo os inscritos  para falarem de suas páginas, lerem seus textos e também para conversarmos ao vivo sobre literatura.

Instagram, Facebook e Twitter - /eduliporacci
Youtube - /eduardoliporacci 

Perguntas rápidas:

Um livro:  O mundo de Sofia
Um (a) autor (a): Charles Dickens
Um ator ou atriz: Johnny Depp
Um filme: Reflexões de um Liquidificador
Um dia especial:  TODOS OS DIAS

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário? 

Eduardo Liporacci: Gostaria de agradecer o espaço! Foi um prazer!
A mensagem que gostaria de deixar para as pessoas é: Nada é impossível, o mundo da arte é amplo e por isso existe espaço para tudo e todos que sonham em um dia compartilhar sua arte, seja ela a escrita, dança, pintura, fotografia, música, etc.

Vamos nos permitir viver, sentir, criar e compartilhar.
Um grande abraço a todos!
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

COMUNIDADE INFLUXO

SONHOS FULGURANTES - ROBERTO MINADEO

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels