quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Giovani Porti e o livro Lydia Moth, por Cida Simka e Sérgio Simka

Giovani Porti - Foto divulgação

Fale-nos sobre você.

Nascido em 1998 no Rio de Janeiro. Giovani ama escrever e publicou seu primeiro conto chamado “Pássaros”, em 2017, alcançando 4º lugar, em sua categoria, nos mais vendidos da Amazon. Seu segundo conto, de terror, "Lydia Moth" alcançou o 6º lugar, em horror, nos mais baixados em seu lançamento. Giovani Porti, atualmente, cursa Jogos Digitais e desde a infância é um gamer assíduo. Apaixonado por ocultismo, também é tarólogo e amante das faces da Lua.

ENTREVISTA:

Fale-nos sobre o livro. O que o motivou a escrevê-lo?

Lydia Moth foi um pesadelo que tive no final de 2019. Era um daqueles sonhos loucos que nada faz sentido, que estou perdido e bem assustado. Queria passar essa sensação a quem tivesse contato com essa história. Primeiro, por minha faculdade, pensei em desenvolver um jogo sobre este pesadelo. Mas ainda não sou formado, não me sentia tão preparado. Aquela história fervia em minha cabeça, pedia para ser escrita, contada! Então comecei a escrever. Foi a obra a que mais me dediquei, a narrativa ganhava vida em minha cabeça como nenhuma outra antes. Os personagens se construíram de forma tão natural e tudo foi emocionante. Publiquei como um conto na Amazon, mas não estava satisfeito. Essa história não acabava ali.

Respirei por um tempo e em uma das minhas meditações a continuação surgiu. Foi mágico, certamente foi um presente do Universo. Em uma das cenas do livro existe uma consulta de tarot, onde eu joguei as cartas na realidade e assim foi escrito no livro. A conexão dessa história é muito forte e me deu todo tipo de emoção ao escrevê-la.

Fale-nos sobre outro livro seu.

Lydia será meu primeiro romance publicado. Mas já escrevi alguns contos como Pássaros, Pesadelos de Helena e Através das Grades.

Pássaros foi minha primeira publicação, um conto dramático que emocionou bastante meus leitores. "A vida é apenas um romance meloso entre o nascimento e a tragédia final que aguarda todos nós.", este conto também está disponível em formato físico, comigo, e em e-book na Amazon.

Pesadelos de Helena e Através das Grades são contos de terror gratuitos, disponíveis no WattPad.

https://giovaniporti.wixsite.com/autor

Como analisa a literatura de terror/horror escrita por brasileiros?

Sou muito fã da literatura nacional. Nosso povo escreve bem, apesar de todas as dificuldades que temos num país que não valoriza literatura. Somos guerreiros e apaixonados.

O terror nacional é tão magnífico. Temos Raphael Montes, um dos grandes nomes da nossa literatura. Recentemente li “Uma mulher no escuro” e é o tipo de história pela qual sou apaixonado! A cada capítulo um novo suspeito, você desconfia de cada personagem e o autor vai manipulando seu pensamento para no final lhe dar um choque.

Um nacional que está na lista dos favoritos é “Blasfêmia” da Maria Carolina Passos e Pathy dos Reis. Foi um dos livros que me fizeram querer escrever, fazer parte desse universo. Sou muito grato a Maria Carolina Passos que LEU Lydia Moth e deu uma opinião para colocar na orelha do meu livro. Imagina um fã receber um presente desses?

Também temos meus colegas de editora e amigos Jessé Diniz, autor de “Mary: A lenda como você nunca viu” e o Robson Gundim, autor de “Enquanto eles não vêm”, que são grandiosos!

O que tem lido atualmente?

Esse fim de ano resolvi dedicar ao calhamaço “It: a coisa” do Stephen King, mas li “O iluminado” do mesmo autor. Li alguns do Josh Malerman como “Inspeção” e “Piano Vermelho”. Também autores nacionais como Brendo Hoshington, Kenny Teschiedel, Renan Messias. Li “Amor Imperdoável” da autora Dresa Guerra que também deu uma opinião para orelha de “Lydia Moth”. Esse ano foi repleto de boas leituras, ótimas companhias para o período de isolamento.


CIDA SIMKA

É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019) e O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020). Organizadora dos livros Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020) e Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020). Colunista da revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA

É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela Editora Uirapuru. Membro do Conselho Editorial da Editora Pumpkin e colunista da revista Conexão Literatura. Seu mais novo livro se intitula Pedagogia do encantamento: por um ensino eficaz de escrita (Editora Mercado de Letras, 2020).


Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels