Resenha da série Altered Carbon (NetFlix), baseada no livro de mesmo título, por Ademir Pascale

SOBRE O LIVRO: Carbono alterado é o eletrizante thriller de ficção científica que inspirou a série da Netflix. No século XXV, a humanidade ...

quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Entrevista com Pierre-Richard Gerisma, autor do livro "O Amor Pelo Qual Me Apaixonei"

Pierre-Richard Gerisma - Foto divulgação

Pierre-Richard Gerisma, um diplomata de formação e escritor por instinto, oriundo da segunda maior ilha do Caribe, foi cativado pela diversidade cultural e pela beleza exuberante das florestas do Brasil, decidindo assim, fazer morada na histórica e inspiradora cidade de Olinda, em Pernambuco. O mesmo iniciou sua carreira em 2015 com a publicação do livro Attente d’un Amoureux, na XXI Livre En Folie, após isso, participou de 4 antologias brasileiras; em 2020 publicou a reedição do Attente d’un Amoureux em Paris, pela editora Edilivre; e, em 2021 lançou a tradução de seu livro com o título O amor pelo qual me apaixonei, no Brasil e em Portugal, pela Chiado Books. 

ENTREVISTA: 

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário? 

Pierre Richard Gerisma:  Iniciei no mundo literário ainda na época do ensino fundamental, devido a grande afinidade com disciplinas de literatura francesa, lexicologia, letras e filosofia. No ensino médio, comecei a escrever cartas e poemas para pessoas que admirava, e muitas vezes recitei alguns destes para meus amigos. Na universidade, comecei a escrever para os jornais Le Matin e Le Nouvelliste, o que me deu motivação para ir além e poder sonhar em escrever o meu primeiro livro.  

Conexão Literatura: Você é autor do livro "O Amor Pelo Qual Me Apaixonei". Poderia comentar? 

Pierre Richard Gerisma: Conceber este livro foi uma coisa surreal, arrebatadora. Sinto-me como um pai que apresenta seu filho ao mundo e apenas apoia e observa-o crescer, ganhar forma e fazer sua própria história. Escrevi com minha alma, me deixei transbordar nestes versos e quem sabe, promover ao leitor um reencontro consigo mesmo e com suas próprias emoções. 

Até os dias de hoje, me pego fascinado com a forma que O amor pelo qual me apaixonei toca as pessoas. Outro dia, alguém comparou a obra com a frase do Nietzsche “Em última análise, amam-se os nossos desejos, e não o objeto desses desejos.” e acho que tem bastante disso também, no livro, o objeto seria como a pessoa que me desperta essas emoções, já minha musa, seria os desejos aos quais realmente me fazem vivo. 

Conexão Literatura: Como é o seu processo de criação? Quais são as suas inspirações? 

Pierre Richard Gerisma: Às vezes, eu mesmo, busco tentar entender o meu processo de criação da escrita pelo fato que consigo escrever apenas sob a abundância das emoções que me movem. É um desafio muito grande, que,  para acontecer, preciso de espaço, aventuras e inspirações. Dessa forma, costumo dizer que minhas inspirações vêm da musa que eu trago dentro de mim, e que manifesta-se como bem quer ao meu redor tanto na natureza selvagem, no belo da vida e no sorriso e olhar da mulher que se identifica nela. 

No caso de O amor pelo qual me apaixonei, a inspiração veio desde cedo, na minha infância, quando fui condicionado a gostar de só uma alma que me roubou de mim enquanto eu era vulnerável e inocente. Eu fazia de tudo na minha ampla ignorância para me alinhar aos seus pensamentos, tentando procurá-la através de todas as mulheres com quem eu falava debaixo do sol. Porém, eu só andava no caminho da desilusão. Até que vinte anos depois, a natureza conspirou a meu favor e permitiu que eu encontrasse novamente essa pessoa com quem eu teria tanta afinidade, essa alma que vivia dentro de mim e me assombrava desde muito tempo. 

O encontro inesperado com essa musa é algo que nunca imaginei que fosse possível. Então, ao paquera-lá devagarinho, recuperando o tempo perdido, surgiu a melhor coisa nessa jornada, aquilo que tanto eu busquei, o sentido da minha própria vida. Descobri que fiquei muito mais encantado pelo jeito que eu a amava e pela maneira que essa paixão me inspirava a alcançar coisas incríveis que eu não teria coragem de fazer naturalmente. Sobretudo, essa inspiração era como uma força motivadora que me empurrava para frente, me ensinava a ser eu mesmo, uma pessoa melhor para a sociedade.

Porém, as pessoas ao seu redor invejavam essa complexidade que crescia entre nós e começaram a levantar barreiras para que nos afastássemos um do outro. Ao invés de desistir, encontrei um caminho na escrita onde eu expressava de maneira sútil, não apenas o sentimento pela musa, mas também, reverter essa discriminação social do cotidiano em energias positivas. 

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do seu livro especialmente para os nossos leitores?  

Pierre Richard Gerisma: A vida, uma aventura que surpreende a todos. “Tudo acontece por um motivo, nada acontece por acaso ou por meio de boa sorte. A doença, a ferida, o amor, os momentos perdidos de verdadeira grandeza e de verdadeira estupidez, tudo acontece para testar os limites de nossa alma. Sem essas pequenas provações, a vida seria como uma estrada facilmente pavimentada, reta e plana, que não leva a lugar nenhum. Os sucessos e as ruínas que experimentamos podem ser criados por nós e as más experiências podem nos servir de lição. Na verdade, elas são provavelmente uma das mais pungentes e importantes. E, às vezes, as coisas que acontecem conosco em um momento podem parecer horríveis, dolorosas e injustas, mas após reflexão percebemos que, sem superar esses obstáculos, não teríamos percebido nosso potencial e nossa força.” 

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Pierre Richard Gerisma: O livro O amor pelo qual me apaixonei, está disponível tanto em formato físico como em E-book em todas as livrarias parceiras da Editora Chiado Books, como a Livraria Cultura, Amazon, livraria Atlântico etc… Para contatar-me, me encontro disponível através do Instagram @pierre_richard__ e @oamorpeloqualmeapaixonei, os quais atualizamos diariamente com posts sobre minhas obras e respondo eu mesmo a todas as mensagens. 

Conexão Literatura: Quais dicas daria para os autores em início de carreira? 

Pierre Richard Gerisma: A escrita é um hobby para a maioria dos jovens escritores, que estão a iniciar nesse universo, no entanto, para outros é uma profissão seria como todas as outras.  Dessa forma, é preciso dedicação, paixão e muita paciência para apurar sua ciência e seu modo de escrever. O talento não é suficiente se não o trabalha todos os dias, faz-se necessário a lapidação, para extrair dele o melhor resultado possível. 

É importante também saber escolher uma boa editora para trabalhar em parceria e contar com o apoio de uma boa equipe de assessoria. No Brasil existem várias editoras sérias e comprometidas que recebem originais de autores iniciantes, basta vá a pesquisa e faça uma sábia escolha. 

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta? 

Pierre Richard Gerisma: Sim, venho me dedicando a um novo projeto, trabalhando duro dia e noite e pretendo publicá-lo em breve. Trata-se de uma antologia de contos, poesia e crônicas. 

Perguntas rápidas: 

Um livro: Pourquoi pas le bonheur? - Michèle Morgan

Um ator ou atriz: Tom Hanks

Um filme: Far And Away - 1992 (Um Sonho Distante)

Um hobby: Caminhar

Um dia especial: Hoje. 

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário? 

Pierre Richard Gerisma: Aproveito para expressar minha imensa gratidão à revista Conexão Literatura pela oportunidade de falar sobre mim e minha obra. Agradeço também a todas as pessoas que me apoiaram na realização e divulgação deste trabalho. 

Espero poder continuar inspirando pessoas através da minha escrita.

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels