Tutorial: Dicas para publicar o seu livro - Preparando e enviando o seu original para as editoras

  Assista ao vídeo na íntegra :  CLIQUE AQUI.

Mostrando postagens com marcador 2022. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador 2022. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 15 de fevereiro de 2022

5 livros que você precisa ler em 2022

 


Saiba quais são os livros que devem estar na lista de todos os leitores neste ano 

Ano novo, vida nova e lista de leitura nova! 2022 chegou e, com ele, chegam também dezenas de novas opções de livros para agradar a todos: desde o leitor ávido até aquele que está tentando retomar o hábito de leitura. 

Saiba quais são os livros que você precisa colocar em sua lista esse ano e aproveite que sempre tem ofertas de livros baratos no Submarino para comprá-los! Afinal, nunca é tarde demais para começar sua biblioteca pessoal. Veja agora os cinco livros que você precisa ler em 2022.

Os Sete Maridos de Evelyn Hugo, da Taylor Jenkins Reid

Evelyn Hugo é uma atriz da Era de Ouro de Hollywood que, desde sua aposentadoria das telonas, não tem aparecido muito em público. Conhecida por seus sete casamentos — grande parte deles terminados em divórcios —, o isolamento de Evelyn acaba no dia em que ela convida a jovem jornalista Monique Grant para entrevistá-la. 

É daí que parte o envolvente Os Sete Maridos de Evelyn Hugo, da estadunidense Taylor Jenkins Reid. Ambientado na glamourosa Hollywood dos anos 1950, este romance com um toque de mistério se mistura não apenas com a história do cinema norte americano, mas também com a história dos direitos das mulheres e do povo LGBTQIA+. 

Além de Os Sete Maridos de Evelyn Hugo, Taylor também é autora de outros dois romances que utilizam o mundo da fama como cenário: Daisy Jones & The Six e Malibu Renasce.

Enquanto Eu Não Te Encontro, do Pedro Rhuas

Romance de estreia de Pedro Rhuas, Enquanto Eu Não Te Encontro é um divertido romance sobre amor à primeira vista, desencontros e drag queens ambientado no nordeste brasileiro. 

O livro conta a história de Lucas, que se mudou para a capital do Rio Grande do Norte com seu melhor amigo e está em busca de um amor para viver. Em uma noite de festa, ele esbarra no francês Pierre, com quem tem uma conexão instantânea. Mas, como essa é uma história sobre desencontros, o universo é rápido em separá-los. 

A história de Pedro Rhuas, além de divertida, demonstrou seu impacto entre os jovens leitores rapidamente, consagrando o autor como um dos grandes talentos da literatura brasileira atual.

A Canção de Aquiles, da Madeline Miller

Em A Canção de Aquiles, Madeline Miller reconta a história da Guerra de Tróia, conflito importante da mitologia grega, tendo como narrador Pátroclo, figura que sempre recebeu pouco destaque nas histórias sobre a guerra. 

Fazendo justiça ao personagem, a autora cria um belo — mas trágico — romance tendo como cenário os incríveis cenários da Grécia Antiga, tornando essa uma história de ficção especulativa imperdível para qualquer pessoa, seja ela fã de mitologia grega ou não.

Tudo é Rio, da Carla Madeira

Livro de estreia da jornalista mineira Carla Madeira, o poético Tudo é Rio traz a história do triângulo amoroso entre o casal Dalva e Venâncio, que tiveram sua vida mudada após uma tragédia atingir suas vidas, e a prostituta Lucy, nomeada no livro como “a mais depravada e desejada da cidade”. 

Com uma narrativa rápida, agradável e sensível — como um rio —, o romance se tornou um favorito entre os leitores nos anos mais recentes, apesar de ter sido lançado pela primeira vez em 2014.

Macunaíma, de Mário de Andrade

Clássicos devem sempre estar na lista de leituras de um ano. A sugestão aqui é Macunaíma, de Mário de Andrade. 

O livro conta a história e as aventuras de Macunaíma, o “herói sem nenhum caráter”, do momento de seu nascimento até sua morte, combinando diversos gêneros literários e servindo como uma reflexão do autor sobre a sociedade brasileira. 

O livro, lançado em 1928, ainda é muito discutido entre leitores e admiradores da obra de Mário de Andrade e é uma obra indispensável por qualquer um que goste de literatura brasileira.

Compartilhe:

segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Prêmio Sesc de Literatura abre inscrições para edição 2022

 


As inscrições são gratuitas e os escritores podem concorrer com obras inéditas

nas categorias Conto e Romance

 

Rio de Janeiro, 10 de janeiro de 2022 – O Prêmio Sesc de Literatura, um dos mais importantes e consagrados do país na distinção de escritores inéditos, abre hoje as inscrições (10/01). Podem concorrer autores não publicados nas categorias Romance e Conto. O Prêmio avalia trabalhos com qualidade literária para edição e circulação nacional. Os interessados têm até 11 de fevereiro para concluir o processo de inscrição, que é gratuito e online. O regulamento completo pode ser acessado em www.sesc.com.br/premiosesc.

 

Ao oferecer oportunidades aos novos escritores, o Prêmio Sesc de Literatura impulsiona a renovação no panorama literário brasileiro e enriquece a cultura nacional. Os vencedores têm suas obras publicadas e distribuídas pela editora Record, parceira do Sesc no projeto, com tiragem inicial de 2.500 exemplares. O anúncio dos vencedores será divulgado no mês de maio.  Desde a sua criação em 2003, mais de 17 mil livros foram inscritos e 33 novos autores revelados.

 

A parceria com a editora Record contribui para a credibilidade e a visibilidade do projeto, pois insere os livros na cadeia produtiva do mercado editorial. “Chegamos à 19ª edição com o propósito de revelar novos escritores, que é nossa maior meta. A premiação foi criada em 2003 e se consolidou como a principal do país para autores iniciantes. No ano passado, tivemos a inscrição de 1.688 livros, sendo 850 em Romance e 838 em Conto. O cronograma não foi afetado pela pandemia, porque foi todo executado por trabalho remoto. Dessa forma, o resultado pôde ser divulgado no prazo previsto” explica o analista de Literatura do Departamento Nacional do Sesc, Henrique Rodrigues. 

O processo de curadoria e seleção das obras é criterioso e democrático. Os livros são inscritos pela internet, gratuitamente, de forma anônima. Isso impede que os avaliadores reconheçam os reais autores, garantindo a imparcialidade no processo de avaliação. Os romances e contos são avaliados por escritores profissionais renomados, que selecionam as obras pelo critério da qualidade literária. 

A relevância do Prêmio Sesc de Literatura também pode ser medida por meio do sucesso dos seus vencedores, que vêm sendo convidados para outros importantes eventos internacionais, como a Primavera Literária Brasileira, realizada em Paris, o Festival Literário Internacional de Óbidos, em Portugal, e a Feira do Livro de Guadalajara, no México. 

Vencedores 2021 

Na edição de 2021, foram vencedores o paraense Fábio Horácio-Castro, com o romance O réptil melancólico, e o pernambucano Diogo Monteiro, com a coletânea de contos O que a casa criou receberam o Prêmio Sesc de Literatura. A origem dos autores reafirma o estímulo da premiação à diversidade e a capacidade de projetar escritores das mais distintas regiões do país.

Fábio Horácio-Castro, jornalista de formação, tem 52 anos, e é professor universitário. “É a minha primeira participação no Prêmio Sesc e não esperava vencer na categoria. Escrevo mais sobre pesquisas relacionadas à Amazônia. Como eu tinha um projeto deste livro, aproveitei o isolamento da pandemia, finalizei a obra e me inscrevi. Fiquei muito contente com o retorno”, contou. Diogo Monteiro, de 43 anos, também é jornalista e atua com pesquisa de opinião e estratégia. “Sempre escrevi e participava de algumas coletâneas, mas nunca tinha pensado no Prêmio Sesc. Em 2021, tive um livro infantojuvenil publicado. Depois veio o prêmio, sendo a segunda vez em que coloco uma obra para o público, agora na categoria conto”, destaca.

Em 18 anos de prêmio, diversos autores foram descobertos e se consolidaram na literatura nacional, graças ao incentivo da Instituição, entre eles Juliana Leite, Rafael Gallo, Luisa Geisler, André de Leones, Franklin Carvalho, Sheyla Smanioto, Tobias Carvalho e Lucia Bettencourt.

Compartilhe:

sábado, 1 de janeiro de 2022

Já está disponível a edição de nº 79 da Revista Conexão Literatura - Janeiro/2022


EDITORIAL

Nossa primeira edição do ano. Que 2022 seja melhor para todos nós em todos os quesitos: mais saúde, mais amor, mais compreensão, mais sabedoria, mais empatia, mais emprego, mais livros e claro, mais dinheiro. Mas para isso, temos que nos mover, fazer planos, lutar e ir atrás dos nossos objetivos. Que cada tropeço nos fortaleça nessa caminhada. Que cada cicatriz nos faça aprender, dando mais força e resistência. Acredite sempre, vai dar certo!

Para saber como participar da nossa edição de fevereiro/2022, seja com conto, crônica, poema ou mesmo divulgar o seu livro ou editora: clique aqui.

Tenha uma ótima leitura!

Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA
clique sobre a capa

BAIXE O E-BOOK GRATUITAMENTE

APOIO E INCENTIVO À LEITURA

APOIO E INCENTIVO À LEITURA
APOIO E INCENTIVO À LEITURA

INSCREVA-SE NO CANAL

INSCREVA-SE NO CANAL
INSCREVA-SE NO CANAL

DO INCISIVO AO CANINO - BERT JR.

MAFRA EDITIONS

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

DIVULGUE O SEU LIVRO

FUTURO! - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels