Apoio e incentivo à leitura

FAÇA UM BRASIL DIFERENTE ONDE A NOSSA ÚNICA ARMA SEJA OS LIVROS Olá, sou Ademir Pascale, criador da REVISTA CONEXÃO LITERATURA. Sabemos que ...

Mostrando postagens com marcador Algum lugar entre o mundo e o espelho. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Algum lugar entre o mundo e o espelho. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 5 de abril de 2022

Entrevista com Negar Emrani, Poeta Iraniana e Autora da Obra “Algum Lugar Entre O Mundo e o Espelho” (Paradise Ocean Books)


Biografia da autora

Negar Emrani, nasceu em Mashhad, Irã, formou-se em Biotecnologia. Após anos de carreira na ciência, devido à crise econômica no Irã, ela encontrou a oportunidade de se especializar em Literatura e na Arte da poesia, que eram seus interesses pessoais há anos. Algumas de suas obras na forma de poesia contemporânea foram publicadas em jornais não-iranianos, como "Asymptote Journal Tinge Magazine" "Tinderbox", "The Literati Quarterly". Suas canções e letras também foram publicadas em coleções como "Khorasaneh" (o livro de letras da província de Khorasan), às vezes com música ou apenas por escrito. 

Sinopse e link do livro

Usando uma mistura da linguagem direta com a linguagem emocional subentendida, Negar Emrani traz, em Algum Lugar Entre o Mundo e o Espelho, diversos aspectos que permeiam não apenas vivências pessoais, mas aquelas que, de certa forma, mesmo sendo privadas, são os revérberos de toda uma sociedade. Neste conjunto de poemas veremos o destrinchar dos mais profundos e – às vezes – controversos sentimentos da consciência humana perante seu ambiente e suas contrariedades, que ora fazem com que o leitor se identifique, ora fazem com que se aprofunde numa cadeia de misteriosas conotações sobre a solidão, a luta, a guerra, a força feminina, a sombra familiar e os reflexos da mente e, principalmente, do coração. Afinal, seriam esses reflexos emocionais, muitas vezes invisíveis para uns, e até mesmo abstratos demais para serem transformados em palavras concretas, mas tratados de forma rica e singela pela autora, justamente o que há entre o mundo e o espelho? 

Conexão literatura: Você poderia contar aos nossos leitores sobre seu início no mundo literário?

Negar Emrani: Desde criança me interesso por Literatura, mas por causa do meu campo de estudo - que é Biotecnologia e Ciências Naturais - não tive tempo para me dedicar a isso. Então, a primeira chance apareceu quando me formei no mestrado em 2012 e decidi parar os estudos de doutorado porque eu não via um futuro brilhante para isso no Irã. Naquela época, eu me deparava com muito tempo livre e um vasto mundo à minha frente. Lembro que comecei a escrever em grupos de poesia no Facebook. A primeira vez que minhas palavras foram vistas, foi em uma página do Facebook chamada “Poetas Sem Fronteiras”. Este foi um marco em minha vida. Depois disso, comecei a ler mais, estudar e receber cada vez mais opiniões de críticos profissionais, tanto na Internet quanto em encontros regulares semanais e mensais de poetas. Demorou cerca de dois anos até que minha primeira poesia fosse publicada nas páginas de um jornal de arte. Enquanto isso, minhas letras de música receberam mais atenção, sendo que algumas foram usadas por músicos. Mas tudo isso foi apenas no Irã. A primeira vez que um dos meus poemas foi publicado fora do Irã foi quando conheci o Sr. Seyed Morteza Hamidzadeh em 2016 e o ​​Sr. Kaveh Akbar em 2017. Desde então, graças a Deus, meu trabalho foi lido em todo o mundo. 

Conexão literatura: Você é autora de um livro de poesias em Língua Portuguesa, poderia comentar?

Negar Emrani: Puxa, ainda é inacreditável. Quer dizer, é uma necessidade fundamental para qualquer ser humano ser ouvido e visto por outros indivíduos. Eu nunca poderia ter sonhado com isso, ser lida em outros idiomas que não o farsi e o inglês, ser lida por mais pessoas ao redor deste nosso lindo mundo. Agora, eu sei que há mais pessoas neste universo com quem eu tive a chance de falar, é claro, não diretamente, mas mesmo desta maneira significa muito para mim e eu gostaria de poder ler ou ouvir comentários de pessoas que me leram, seja em inglês ou português. Essa chance maravilhosa que tive me fez sentir menos solitária. 

Conexão literatura: Como foi o processo de escrita do trabalho e quanto tempo levou para concluir seu livro? 

Negar Emrani: Ah... As poesias que estão publicadas no livro “Algum Lugar Entre o Mundo e o Espelho” não estão realmente relacionadas entre si. Eles são o resultado de todos e quaisquer eventos que aconteceram comigo na vida real, em todos esses anos, de 2012 até 2018. Por isso são tão pessoais, românticas principalmente. Cada uma delas foi escrita devido às minhas experiências pessoais na vida. 

Conexão literatura: Você poderia destacar um trecho que você considera especial em seu livro?

Negar Emrani: Isso é como pedir a alguém para escolher um filho favorito entre seus filhos. Eu realmente não posso fazer isso porque eu tenho sentimentos por todos eles, já que todos eles nasceram com verdadeiros sentimentos palpáveis ​​na minha vida real. Então, me perdoe, mas, não, eu não posso. 

Conexão literatura: Como o leitor interessado deve proceder para adquirir seu livro e conhecer um pouco mais sobre você e sua obra literária?

Negar Emrani: Bom, o livro está publicado em português e pode ser encontrado na Amazon em Língua Portuguesa. Além disso, tenho um perfil no Skoobs e Goodreads. Então, acredito que qualquer pessoa que queira conhecer meu trabalho pode me seguir lá. E, claro, sempre há o Instragram e ficarei feliz em entrar em contato pessoalmente com os leitores (Dedos cruzados, pois o governo do Irã está muito ansioso para restringir a Internet). 

Conexão literatura: Há novos projetos na agenda?

Negar Emrani: Ultimamente não tenho conseguido escrever muito, embora tenha lido mais, principalmente navegando nos campos da psicologia e da filosofia. Mas acredito que algumas poesias minhas serão publicadas em uma antologia e estou trabalhando em um novo livro. Tudo depende da gentileza do meu querido editor em publicá-las ou não. 

Perguntas rápidas:

Um livro: “Sin: Selected Poems of Forugh Farrokhzad”, traduzido e editado por Sholeh Wolpé, 2007.

Um autor: Arthur Schopenhauer

Um ator ou atriz: É muito difícil escolher um. Há muitos. Daniell Day-Lewis, Nicole Kidman, Anthony Hopkins, Denzel Washington, Meryl Streep ...

Filme: O Paciente Inglês

Um dia especial: O dia em que pudemos construir e abrir uma escola para meninas com problemas de visão em Mashhad, Irã, em nome do meu falecido pai. Observar os alunos e sua paixão foi a coisa mais alegre que me aconteceu desde então. 

Conexão literatura: Quer encerrar com mais comentários ou mensagens aos leitores?

Negar Emrani: Agradeço essa chance que a revista me concedeu. A vida é cheia de surpresas, sejam alegres ou dolorosas, todas elas têm lições para mostrar a todos nós. Não quero parecer uma pregadora. Só quero dizer o quanto sou grata por ter tido a chance de experimentar as maiores surpresas da vida e, ultimamente, tenho conseguido abraçar todas elas. Desejo o mesmo para todos, ver além de cada experiência e descobrir o verdadeiro sentido da vida. Os sonhos podem se tornar realidade mesmo que você ainda os tenha apenas sonhado.

PARA SABER MAIS OU ADQUIRIR O LIVRO: CLIQUE AQUI.

Compartilhe:

segunda-feira, 17 de maio de 2021

Negar Emrani e o livro Algum lugar entre o mundo e o espelho (Paradise Ocean Books)


Biografia da Autora:

Negar Emrani, nasceu em Mashhad, Irã, formou-se em Biotecnologia. Após anos de carreira na ciência, devido à crise econômica no Irã, ela encontrou a oportunidade de se especializar em Literatura e na Arte da poesia, que eram seus interesses pessoais há anos.

Algumas de suas obras na forma de poesia contemporânea foram publicadas em jornais não-iranianos, como "Asymptote Journal Tinge Magazine" "Tinderbox", "The Literati Quarterly".

Suas canções e letras também foram publicadas em coleções como "Khorasaneh" (o livro de letras da província de Khorasan), às vezes com música ou apenas por escrito. 

Sinopse da Obra:

Usando uma mistura da linguagem direta com a linguagem emocional subentendida, Negar Emrani traz, em Algum Lugar Entre o Mundo e o Espelho, diversos aspectos que permeiam não apenas vivências pessoais, mas aquelas que, de certa forma, mesmo sendo privadas, são os revérberos de toda uma sociedade.

Neste conjunto de poemas veremos o destrinchar dos mais profundos e – às vezes – controversos sentimentos da consciência humana perante seu ambiente e suas contrariedades, que ora fazem com que o leitor se identifique, ora fazem com que se aprofunde numa cadeia de misteriosas conotações sobre a solidão, a luta, a guerra, a força feminina, a sombra familiar e os reflexos da mente e, principalmente, do coração. Afinal, seriam esses reflexos emocionais, muitas vezes invisíveis para uns, e até mesmo abstratos demais para serem transformados em palavras concretas, mas tratados de forma rica e singela pela autora, justamente o que há entre o mundo e o espelho?

Link da Amazon: https://www.amazon.com/gp/product/B08BF628T6/ref=dbs_a_def_rwt_bibl_vppi_i0


Poesia

A Profetisa

Eu sonhava com terrenos chuvosos,

De uma mulher que estava 

Espalhando os cabelos à luz

Para que os pássaros pudessem colher grãos

Espalhados pelo chão.


Sonhei com dentes de leão 

Que não tinham nada a dizer ao vento.

Sonhei com uma joaninha

De uma asa costurando o chão no céu

E as folhas secas vagando ao léu.


A seca estava sobre nós, e minha mãe 

Estava se encolhendo em um canto da sala,

Juntando a chuva em seus olhos.


Alguma mulher 

Sai do espelho todos os dias,

E ela está se aproximando

Enquanto o mundo 

Aos poucos vai se acabando. 


Um dia para o aniversário dela,

Outro dia para sua morte

Sem sorte.


Alguma mulher 

Dentro do meu punho esquerdo,

Na crista dos meus seios, 

Entre os meus cabelos

Algumas vezes molhados!

Ela sai, e tudo o que resta dela

São as pegadas dela 

Marcadas em minha testa.


Alguma mulher, 

Cujo cabelo é a própria pobreza,

Estica dentro 

Dos meus braços para o amanhã.


Eu nunca soube

Qual dente podre 

Me deu meu sorriso.

Eu tenho escondido

A tristeza entre os pistácios, 

Ano a ano,

Pobre tentativa de fugir dos enganos. 


A morte está próxima.

Sentada, estou assistindo o pôr do sol,

Antes de murchar o último girassol. 


Um dia uma árvore crescerá 

Como uma profetisa em meu corpo,

Uma profetisa sem milagres,

Tudo o que ele poderá fazer

É separar o vento em duas partes.

 

Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA
clique sobre a capa

BAIXE O E-BOOK GRATUITAMENTE

APOIO E INCENTIVO À LEITURA

APOIO E INCENTIVO À LEITURA
APOIO E INCENTIVO À LEITURA

INSCREVA-SE NO CANAL

INSCREVA-SE NO CANAL
INSCREVA-SE NO CANAL

DO INCISIVO AO CANINO - BERT JR.

MAFRA EDITIONS

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

DIVULGUE O SEU LIVRO

FUTURO! - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels