Jantar dos Deuses - Por Ademir Pascale

Arte: Dante Gabriel Rossetti Por Ademir Pascale Ela olhou para o céu estrelado. A névoa, com seu fino véu, cobria a densa vegetação. O ar gé...

Mostrando postagens com marcador Amargas lembranças. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Amargas lembranças. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

Gisele Wommer e o livro Amargas lembranças – uma história de amor e de veneno, por Cida Simka e Sérgio Simka

Gisele Wommer - Foto divulgação

Fale-nos sobre você.

Sou formada em Letras, tenho a literatura por rotina, seja lendo ou me dedicando a contos e romances. Eu sou fã do gênero dark e suas variações, dedico meu tempo e a maior parte de minha obra a ele. Sou autora de Ao Cair da Neblina, meu segundo romance Amargas Lembranças está em pré-lançamento. Gosto muito de participar  de coletâneas de contos, organizo e tenho contos publicados em mais de 60 antologias com temáticas variadas. Sou gaúcha, moro em Cachoeira do Sul onde trabalho como professora da rede pública municipal há mais de 10 anos.

ENTREVISTA:

Fale-nos sobre o livro que está lançando. O que a motivou a escrevê-lo?

Meu novo livro é inspirado na história de vida sofrida de muitas pessoas no sul do Brasil. O cenário faz parte da minha infância no interior gaúcho e os toques de suspense ficaram por conta do meu gênero favorito. Lídia Varella, a personagem principal, ganhou vida própria conforme eu ia escrevendo cada página. A história dela vai fazer muitas mulheres refletirem sobre seus direitos e a luta por eles, que vem de gerações. É um livro para mexer com as emoções dos leitores.

Fale-nos sobre o "Ao cair da neblina".

Ao Cair da Neblina é uma história de amor em que Louise jura descobrir quem assassinou seu marido dentro da própria casa da família. Conforme ela remexe o passado descobre que seu marido escondia segredos e o leitor vai sendo apresentado a uma faceta de Louise que por anos manteve escondida.

O romance tem como pano de fundo a serra gaúcha e vai manter o leitor atento entre tantas reviravoltas.

Você é organizadora de várias antologias. Fale-nos sobre esse trabalho.

Gosto muito de conhecer a obra de autores nacionais e incentivar aqueles que estão começando no mundo da escrita. Organizar antologias é um trabalho prazeroso que me dá oportunidade de conhecer um pouco da escrita de cada autor e fazer novas amizades no mundo literário. Estou com novas organizações agendadas para 2021.

Você participa de várias antologias. De onde vêm as ideias? Como é seu processo de criação?

Estou sempre trabalhando em algo, ou um conto, ou capítulo de romance que não tenho pressa para publicar. As antologias são oportunidades de mostrar um pouco do trabalho do autor e um desafio de aperfeiçoamento da escrita, já que propõe temas diferenciados e limite de espaço para escrever. Fico sempre feliz quando meus contos são publicados e ansiosa esperando que os livros cheguem.

Para me inspirar eu pesquiso muito, normalmente quando busco por algo acabo encontrando outra coisa interessante que salvo. Também costumo anotar histórias curiosas que as pessoas contam, escrevo tudo por gênero em um planner, dali componho as minhas histórias, monto um esqueleto a mão para não esquecer elementos quando estiver trabalhando no texto propriamente dito, é um trabalho muito prazeroso. 

Uma pergunta que não fizemos e que gostaria de responder. 

Para finalizar gostaria de acrescentar que escrevo para me fazer bem, por pura paixão pelo mundo literário e que como escritora fico imensamente feliz quando alguém comenta meus textos ou interage comigo de qualquer maneira. São pequenas vitórias que vão acontecendo a cada dia que tornam imenso o conjunto da obra e acabam motivando a escrever sempre mais.

Link para o livro: https://farol3.com.br/produto/amargas-lembrancas-uma-historia-de-amor-e-de-veneno/

CIDA SIMKA

É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019), O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020) e Horror na biblioteca (Editora Verlidelas, 2021). Organizadora dos livros Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020) e Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020). Colunista da revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA

É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela editora Uirapuru. Membro do conselho editorial da Editora Pumpkin e colunista da revista Conexão Literatura. Seu mais novo livro infantojuvenil se intitula Horror na biblioteca (Editora Verlidelas, 2021).


Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels