Os 9 Canais Mais Legais do Youtube Para Quem Curte Livros e Assuntos Nerds

Se você adora livros e todo o universo que envolve literatura, além de assuntos nerds, dos quais 90% dos leitores curtem, como séries,...

Mostrando postagens com marcador Ao Desconcerto do Mundo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ao Desconcerto do Mundo. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 12 de agosto de 2021

Conheça a obra "Ao desconcerto do mundo", da autora Fabiana Alves Monteiro


Em ao desconcerto do mundo, a trajetória de Sofia remete ao famoso poema de Camões. A personagem, que foi maltratada pela vida, acredita que tem o direito de eliminar, literalmente, quem ousar atravessar o seu caminho. Mas, tudo tem o seu preço. Com traços de romance policial, a obra permite, ao leitor e à leitora, penetrar na alma e na moral de Sofia, uma pessoa inteligente e complexa, que é capaz de demonstrar afeto por sua família e, ao mesmo tempo, se orgulhar de sua frieza e crueldade.

PARA ADQUIRIR: CLIQUE AQUI.

ASSISTA AO BOOK TRAILER

Compartilhe:

quarta-feira, 11 de agosto de 2021

Um papo com Fabiana Alves Monteiro, autora do livro "Ao Desconcerto do Mundo" (Editora Giostri)


Fabiana Alves Monteiro é Professora da Rede Estadual de Ensino em Curitiba/PR e possui Graduação e Mestrado em Geografia, pela Universidade Federal do Paraná. Com alguns artigos publicados na área de habitação popular e um Doutorado em andamento, decidiu repensar seus planos para o futuro e se dedicar à sua paixão de uma vida toda: a literatura. Nesse romance inspirado em Crime e Castigo de Dostoiévski e no poema de Camões que deu origem ao título, a autora pôde esboçar um pouco das suas impressões do meio acadêmico do qual fez parte durante muitos anos e deixar aflorar toda sua imaginação numa linguagem limpa e simples, fruto da sua admiração por autores clássicos como Machado de Assis, Flaubert, Eça de Queiroz e Kafka, entre tantos outros.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Fabiana Alves Monteiro: Desde criança sempre fui apaixonada por livros e aos doze anos de idade já escrevia algumas pequenas histórias de terror inspiradas nas obras de Stephen King  que conhecia. Com o passar do tempo descobri os clássicos e minha paixão pela literatura só aumentou. Sempre sonhei em me tornar uma grande escritora e até os vinte anos escrevia com regularidade. Porém, depois que ingressei na Faculdade e em função do trabalho também, acabei deixando meus planos de lado, porém nunca desisti deles. Inclusive, meus dois romances completos que escrevi, foi nesses últimos dez anos, que vivi praticamente em função da Pós Graduação, até que chegou o momento em que eu decidi abandonar o Doutorado, pois percebi que não fazia mais sentido pra mim e que tinha que me dedicar completamente àquilo que eu realmente gostava. 

Conexão Literatura: Você é autora do livro "Ao Desconcerto do Mundo". Poderia comentar? 

Fabiana Alves Monteiro: Escrevi esse romance em três meses, no início do ano de 2018. Quando estou envolvida em um projeto, gosto de mergulhar de cabeça, nesse período dormia e acordava pensado na personagem e na sua trajetória. São momentos incríveis. Antes de começar, já tinha definido em minha mente todo o enredo, cada passo da personagem principal e como seria o seu fim. Na sequência enviei o romance para umas poucas Editoras pequenas, pois como o meu primeiro romance não tinha sido aceito pelas grandes do Setor, resolvi que iria tentar outro caminho. Umas duas entraram em contato comigo, mas como eu não tinha recursos no momento para entrar com a contrapartida exigida, acabei deixando de lado. Também acabei engravidando do meu primeiro filho nesse período e daí passei os dois anos seguintes me dedicando integralmente à maternidade. Com a pandemia no ano passado, e com o maior tempo que passei a ficar em casa, comecei a repensar a minha vida e decidi investir na literatura novamente, foi então que alguns meses depois, este romance foi aceito para publicação pela Editora Giostri.    

Conexão Literatura: Como é o seu processo de criação? Quais são as suas inspirações?

Fabiana Alves Monteiro: As inspirações vêm por acaso, quando não estou esperando. Mas em outros momentos da vida, cheguei a ficar angustiada, pois queria escrever um romance, mas nenhuma boa ideia surgia. No caso desse, a inspiração veio de repente, do interesse e até fascínio que as pessoas tem por psicopatas, sejam reais, ou personagens da ficção. Esse interesse pelo menos no meu caso, vem da frieza, da ousadia que essas pessoas tem em ultrapassar as barreiras morais e burlar as leis estabelecidas. Mas, já adianto que a personagem Sofia, não é uma psicopata, embora a ideia original tenha sido essa. Porém, ela tem essa frieza e indiferença pela vida que são sentimentos típicos de um sociopata e vai ultrapassando várias barreiras morais ao longo da narrativa. Também queria criar a figura do anti-herói, fora do lugar comum, daí é claro, me inspirei no romance Crime e Castigo, em Madame Bovary e no poema de Camões, que deu origem ao título, que diz muito sobre esse sentimento de querer conquistar o mundo à qualquer preço.   

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do seu livro especialmente para os nossos leitores?  

Fabiana Alves Monteiro: Esse trecho é da reta final do romance, quando Sofia percebe que o seu mundo caiu:

   “Agora, tantos anos depois, exatamente no mesmo local, Sofia observava a mesma paisagem, mas não conseguia sentir nenhuma espécie de emoção. Era apenas um extremo vazio que tomava conta de todo o seu ser e aquela cidade diante dos seus olhos era apenas um amontoado de prédios e casarões antigos, cheio de pessoas estúpidas e perdidas. Tão perdidas quanto ela...

   Nem mesmo tinha capacidade de chorar, de sorrir ou de sonhar. Era tanta indiferença pela vida que chegava a doer. Quisera naquele instante poder gritar de desespero, de arrependimento, ou ao contrário, rir da sua desgraça e da desgraça que tinha provocado na vida de Carlos Henrique, de Otavio e da sua própria família. Mas, não sentia por eles, não sentia nem por si mesmo. O que havia acontecido consigo? O que havia dentro do seu peito? Uma rocha e nada mais? Por que não se importava? Porque nunca havia se importado com as consequências dos seus atos?

     – Moça? – Disse uma voz atrás de si.

   Sofia virou-se prontamente assustada e avistou uma das zeladoras do prédio, uma senhora de meia idade, muito baixa e acima do peso lhe observando com um ar preocupado. 

     – Tudo bem? – Tornou a senhora apoiando-se no cabo do rodo.

    – Tudo... Eu só estava aqui observando... – Respondeu Sofia constrangida. 

    Como a mulher permanecesse parada com uma expressão temerosa, Sofia foi afastando-se do vidro da janela e acabou descendo pela escada sem mais palavras. 

   Voltou imediatamente ao seu apartamento e sem saber o que fazer, não fez absolutamente nada. Resolveu que iria esperar o desenrolar dos fatos para procurar um advogado. Mesmo por que, o que poderia dizer a ele para preparar sua defesa? A verdade? E qual era mesmo a verdade?”

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário? 

Fabiana Alves Monteiro: Meu livro está à venda pela Editora Giostri, Martins Fontes, Travessa, Marcado Livre e Magazine Luiza.

Para saber um pouco mais sobre mim e das minhas obras preferidas, pode me seguir pelo meu Instagram: fabianaalves.monteiro

Conexão Literatura: Quais dicas daria para os autores em início de carreira?

Fabiana Alves Monteiro: Se acredita no seu talento, deve insistir e procurar também pelas Editoras médias e pequenas, pois as maiores nesse Setor nem sempre estão abertos à iniciantes. 

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta? 

Fabiana Alves Monteiro: Sim, o romance que escrevi há quase dez anos, estou revisando no momento e fazendo uns pequenos ajustes, pois afinal de contas a sociedade mudou muito nesses últimos anos. Nesse romance o personagem, Marco Antônio, é um escritor como eu, que em função das necessidades que a vida nos impõem, deixou a literatura de lado e seguiu outros rumos. Mas daí chega o momento em que resolve arriscar tudo e dar um novo sentido a sua vida monótona, ressuscitando inclusive, seus traumas do passado. 

Perguntas rápidas:

Um livro: Crime e Castigo

Um ator ou atriz: Jack Nicholson

Um filme: Sobre Meninos e Lobos

Um hobby: Ler

Um dia especial: Todos os sábados

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário? 

Fabiana Alves Monteiro: Gostaria de convidar os leitores que gostam de literatura clássica e de romances que retratam pessoas comuns, a conhecerem a minha obra que fala sobretudo, sobre os mais intensos sentimentos humanos, como o amor e o ódio.

Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels