Participe da antologia (e-book) POESIAS AO LUAR - VOL. V. Leia o edital

                Participe da antologia (e-book) POESIAS AO LUAR - VOL. V .  Leia o edital:  CLIQUE AQUI.

Mostrando postagens com marcador Felícia Ibiapina. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Felícia Ibiapina. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 17 de dezembro de 2021

Avante, mulher! já está na Amazon

 


O livro de estreia de Felícia Ibiapina já está disponível para aquisição na Amazon, em versão física ou digital.
 

Transformar positivamente a vida de mulheres foi um dos objetivos de Felícia ao se aventurar na escrita. Depois de optar por este propósito ela se dedicou intensamente a ele, até finalizar o livro, em pouco mais de três meses de imersão. “Tive que me dedicar intensamente ao processo de escrita e abdicar também de muitas horas do meu tempo livre. Lembro de horas a fio estudando, coletando dados e refletindo sobre como melhorar cada trecho” conta. A escritora se utilizou de uma fase de mudanças na vida pessoal para mergulhar no projeto, que teve papel importante na sua reconstrução pessoal e deve funcionar agora como um instrumento de resgate da autoestima de milhares de mulheres, e como ferramenta na promoção de um novo modelo de vida. 

Ibiapina já desenvolvia ações de amparo a mulheres, por meio de sua experiência como advogada e mediadora judicial, e foi bastante explícito o carinho com que dezenas delas trataram a autora durante sua noite de autógrafos, dia 10/11, em Brasília, evento que marcou sua estreia literária de forma memorável e permitiu a participação de familiares e amigos nesta importante realização. “Percebi que, mais do que o interesse na obra, ou na autora, as pessoas demonstravam muito carinho e, até mesmo, gratidão pela Felícia” conta Carmen Neves. Além disso, o conteúdo serve para qualquer idade, “tenho recebido relatos de mulheres na terceira idade e, ao mesmo tempo, de adolescentes, que comentam o quanto o livro tem sido didático no que diz respeito ao empoderamento feminino” relata. 

Baseada em comunicação não-violenta, e em relatos de integrantes de uma rede de apoio na qual atua a autora, a publicação foi criada para ser uma ferramenta de auxílio à mulher que quer se conhecer melhor, otimizar a relação consigo mesma e, também, com o mundo. Para criar esse guia de autoconhecimento, Felícia abordou temas como performance, escolha e determinação de metas, organização pessoal do tempo, meditação e mindfulness, autoimagem, culpa e rivalidade femininas, e automotivação. 

Mais do que apenas um livro com direcionamento teórico, a obra conta com tarefas que envolvem a leitora, ou leitor, a participar dessa jornada de reinvenção de si. Além disso, poesias e ilustrações aparecem no decorrer da leitura, transformando a experiência em uma atividade tão complexa quanto leve. 

Felícia destaca que esse “filho” nasce do genuíno desejo de contribuir para que cada mulher se valorize e promova mudanças, com o propósito de que se comprometa a melhorar as coisas consigo e à sua volta. “Você é a protagonista e, já que é responsável, tem o poder pessoal de escrever a própria história”, diz entusiasmada. E continua, “escrever esse livro foi uma experiência engrandecedora. A cada página criada, meu feminino era fortalecido. Sou grata pelas reflexões que ele me fez rever, aprender, amadurecer. Espero poder trocar muitas ideias sobre ele com outras pessoas e que elas possam se conhecer e se entender melhor com as questões que ele traz”, finaliza. 

Como adquirir – O livro está disponível para compra na web, em formato físico ou digital, pelo site da Amazon. Seguem os links para compra: https://bit.ly/AvanteMulherLivroFisico e https://bit.ly/AvanteMulher. Também, com a autora (no Instagram @feliciaibiapina, ou no e-mail feliciaibiapina@gmail.com), em formato físico autografado. 

Sobre a Autora - A piauiense de raiz e brasiliense de alma, Felícia Ibiapina dos Reis, escreve desde criança, quando fazia poesias com as nuvens.

É formada em Direito, pós-graduada em Direito Civil e Processual Civil, mediadora, pós-graduada em Mediação Judicial, assessora parlamentar, mentora, poetisa e mãe de uma adolescente de 17 anos.

Ela encontra na escrita uma oportunidade de autoconhecimento. A cada descoberta de si, alça voos mais altos, aventurando-se para superar obstáculos e promover o compartilhamento de suas experiências. Praticante da Comunicação Não Violenta, não se imagina sem evolução em razão das transformações por essa vivência experimentada. Objetiva proporcionar consciência e união, principalmente, por meio do fortalecimento e empoderamento femininos. 

Instagram: @feliciaibiapina

Compartilhe:

quinta-feira, 16 de dezembro de 2021

Entrevista com Felícia Ibiapina, autora do livro "Avante, mulher!"

Felícia Ibiapina - Foto divulgação

A piauiense de raiz e brasiliense de alma, Felícia Ibiapina dos Reis, é formada em Direito, pós-graduada em Direito Civil e Processual Civil, mediadora, pós-graduada em Mediação Judicial, assessora parlamentar, mentora e poetisa. Ela encontra na escrita uma oportunidade de autoconhecimento. A cada descoberta de si, alça voos mais altos, aventurando-se para superar obstáculos e promover o compartilhamento de suas experiências. Praticante da Comunicação Não Violenta, não se imagina sem evolução em razão das transformações por essa vivência experimentada. Objetiva proporcionar consciência e união, principalmente, por meio do fortalecimento e empoderamento femininos. 

ENTREVISTA 

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário? 

Felícia Ibiapina: Escrevo desde criança, quando fazia poesias com as nuvens. A ideia de escrever um manuscrito para e sobre mulheres surgiu em março de 2021 e aguçou o que há de melhor em mim. É transformador poder evoluir e contribuir para a recriação e o empoderamento femininos. Sou, genuinamente, um fruto de histórias de personalidades marcantes e contei como reverberam em minha história. Transformar positivamente a vida de mulheres foi um dos objetivos ao me aventurar na escrita de meu primeiro livro, “Avante, mulher!”. E depois de optar por este propósito dediquei-me intensamente a ele, até finalizar seu conteúdo, em pouco mais de três meses de imersão. 

Conexão Literatura: Você é autora do livro "Avante, mulher!". Poderia comentar? 

Felícia Ibiapina: Como autora do livro "Avante, mulher!", que foi baseado em comunicação não-violenta, e em relatos de integrantes de uma rede de apoio na qual atuo, argumento que sua publicação foi realizada para ser uma ferramenta de auxílio à mulher que quer se conhecer melhor, otimizar a relação consigo mesma e, também, com o mundo. Para criar esse guia de autoconhecimento, abordei temas como performance, escolha e determinação de metas, organização pessoal do tempo, meditação e mindfulness, autoimagem, culpa e rivalidade femininas, e automotivação. Mais do que apenas um livro com direcionamento teórico, a obra conta com tarefas que envolvem a leitora, ou leitor, a participar dessa jornada de reinvenção de si. Além disso, poesias e ilustrações aparecem no decorrer da leitura, transformando a experiência em uma atividade tão complexa quanto leve. É engrandecedor incentivar o que há de melhor nos seres humanos, mesmo diante das diversas barreiras que são impostas às mulheres. Ademais, acredito nas sugestões de mudanças pessoais que o livro propõe, porque verdadeiramente as defendo como ferramentas de transformação. Na esperança de trocarmos muitas ideias, convido a todos a lerem meu manuscrito. 

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro? 

Felícia Ibiapina: As pesquisas foram fundamentais para contextualizar meus argumentos. A escrita em si, além de ser um desejo pessoal e uma prática diária que gera inspiração para as pessoas, requer planejamento. É importante criar um plano de ação, que exige horas de pesquisas, ambientação, organização de ideias, tempo e fala, coleta e estruturação das entrevistas. Para escrever “Avante, mulher!” tudo isso foi levado em conta. Por diversas vezes, busquei e conferi dados, que foram essenciais para dar a segurança tão necessária para o contexto do meu manuscrito. Tudo com muita dedicação e cuidado. 

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho que você acha especial em seu livro? 

Felícia Ibiapina: Em especial, em “Avante, mulher!”, destaco o trecho sobre Rivalidade Feminina, afinal, se já não bastassem as lutas personalíssimas, femininas ou não, temos perdido tempo provando que somos confiáveis para sermos aceitas num território predominante de mulheres. A rivalidade feminina é um problema, um julgamento que se propaga há séculos. As histórias que ouvimos, em regra, opõem as protagonistas às próprias mulheres. Uma vil batalha disseminada tem nos afastado. Há gerações nos digladiamos e precisamos urgentemente refazer os vínculos entre nós. 

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário? 

Felícia Ibiapina: O livro “Avante, mulher!” já está disponível na Amazon, nos formatos digital e físico. Também, comigo (no Instagram @feliciaibiapina, ou no e-mail feliciaibiapina@gmail.com), em formato físico autografado. 

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta? 

Felícia Ibiapina: Há planos e projetos em pauta. A publicação do meu primeiro livro iniciou uma nova fase de vida, porque ao me conhecer melhor e me descobrir na escrita, desejo multiplicar e divulgar essa vivência em formatos diversos. Para mim, a escrita é uma ferramenta de cura, autoconhecimento, engajamento, conexão e solidariedade com outras pessoas. Pensando assim, há planos de publicar e incrementar diversos temas, abordagens e situações cotidianas, de ampliar a mentoria para mulheres com o objetivo de alcançar um público maior e de retomar um projeto pessoal de áudios de poesia, num formato de fácil acesso. A intenção, enfim, é compartilhar experiências e conhecimentos o máximo possível. 

Perguntas rápidas: 

Um livro: O Caminho do Artista, de Julia Cameron.

Um (a) autor (a): Clarice Lispector

Um ator ou atriz: Fernanda Montenegro

Um filme: “Central do Brasil” (1998)

Um dia especial: 8 de Março, Dia da Mulher. 

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário? 

Felícia Ibiapina: Felícia Ibiapina: Para a mulher desejosa de se reconectar, reinventar seu feminino, mas não sabe por onde começar, eu recomendo que passe a acolher o que sente, com respeito e cuidado; que viva o abraçar-se com amorosidade, resgatando o propósito de vida, muitas vezes esquecido em razão de uma rotina exaustiva; que se considere humana e crie consciência de que há dias ruins, mas temos a capacidade de vivê-los e superá-los, identificando e assumindo a responsabilidade do nosso papel diante das dificuldades. Por fim, que seja persistente na arte da busca de si, afinal, quando buscamos inspiração para nossos dias, nutrimos o talento de nos recriar. E, aproveito aqui para dizer que espero ter notícias de muitas histórias de mulheres empoderadas que optaram, felizmente, por começar a amadurecer seus potenciais. Estou sempre ao alcance por meio das minhas redes sociais (no Instagram @feliciaibiapina, no e-mail feliciaibiapina@gmail.com ou no site feliciaibiapina.com.br), para andarmos juntas por esse caminho de autodescobertas.

Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA
clique sobre a capa

DO INCISIVO AO CANINO - BERT JR.

MAFRA EDITIONS

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

DIVULGUE O SEU LIVRO

FUTURO! - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels