Jantar dos Deuses - Por Ademir Pascale

Arte: Dante Gabriel Rossetti Por Ademir Pascale Ela olhou para o céu estrelado. A névoa, com seu fino véu, cobria a densa vegetação. O ar gé...

Mostrando postagens com marcador Mariane Alves. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Mariane Alves. Mostrar todas as postagens

sábado, 20 de maio de 2017

Conheça Mariane Alves, poetiza, artesã e idealizadora do projeto "Poetizando a Rotina"

Mariane Alves é poetisa, artesã, natural de Triunfo - Pernambuco, nascida a 25 de Março de 1993, idealizadora do projeto "Poetizando a Rotina", que divulga a poesia brasileira contemporânea pelo Facebook e em saraus e eventos literários e culturais pelo nordeste do país.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Mariane Alves: Meu início no meio literário foi bem no início mesmo da minha vida, desde de muito pequena que eu gosto de ler/ouvir poesias e músicas que acho que acrescenta de alguma forma no pensar. Mas claro que para tudo tem que ter um ponta-pé inicial, o meu pai foi esse ponta-pé. Ele sempre escutava cantoria de viola, escutava músicas que de alguma forma me influenciou a ter um gosto refinado para tais coisas, como estilo musical, por exemplo. Depois, quando entrei na escola foi que eu tive um contato direto com a Literatura, lembro-me bem que sempre quando chegava a hora do recreio todos os meus amigos saiam loucos para ir brincar, e eu saia loucaaaa para ir pra Biblioteca ler livros de poesias. Os livros didáticos eu nunca tive muito interesse quando dentro de sala de aula... A biblioteca da minha escola, na época o Monsenhor Luiz Sampaio, era o meu mundo. Foi quando conheci Mário Quintana, Fernando Pessoa, Manuel Bandeira, Carlos Drummond e Cecília Meireles. Esses foram as minhas primeiras referências literárias, depois disso sai pesquisando mais poetas, e lendo mais poesias... quando fui ver, meu corpo/mente/coração era todo poesia. As palavras se impregnaram nas minhas entranhas. Quando me vi, eu já era amante da palavra, do verso, da rima, da sensibilidade...

Passou-se o tempo, e conheci a Literatura de Cordel, aí pronto: meu mundo caiu. rs. Foi da vez que eu senti a real magia do que de fato é a poesia. A métrica, a rima, o improviso... Tudo me encanta! Passei a ir para eventos por aqui pelo pajeú mesmo que tem muita cantoria de viola, declamações, mesas de glosas... E estou até hoje nessa, de brincar de ser poeta, de saltitar nesse universo de versos que se unem.


Conexão Literatura: Você acabou de assinar contrato com a Editora Madrepérola para a publicação do primeiro volume da coletânea de poesias do seu projeto literário "Poetizando a Rotina", que divulga gratuitamente a poesia de autores brasileiros contemporâneos. Poderia comentar?

Mariane Alves: A coletânea do Poetizando a rotina será uma extensão impressa do que já é o Poetizando. A diferença é que o Poetizando vai ser palpável, folheável, sentido... vai ser um livro!

Conexão Literatura: Como estão os preparativos para o lançamento do livro?

Mariane Alves: Está sendo árduo. rs. Confesso que estou trabalhando muito para que saia uma coisa bonita. A seleção dos Poetas está sendo pensada com muito carinho para os leitores.

O intuito dessa coletânea é reunir todos os poetas que estiveram de alguma forma durante esses quatros anos comigo. Poetas/amigos. São pessoas que foram para os saraus, pessoas que me mandavam poesias para serem publicadas no Poetizando, pessoas que tem outras páginas sobre Literatura também, e que ajudavam nas divulgações... Esse livro vai ser mesmo uma lembrança de gratidão à todos que me ajudaram de alguma forma para que isso tudo acontecesse...

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para saber mais notícias sobre a coletânea “Poetizando a Rotina” e sobre seus trabalhos literários?

Mariane Alves: É só acompanhar a página Poetizando a rotina, estarei publicando tudo.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Mariane Alves: Existem vários projetos...

Estou participando de um coletivo, que adotamos com o nome de "Coletivo Pantim", são de jovens artistas daqui da cidade de Triunfo, e estamos trabalhando várias vertentes da arte, para levar arte para o povo.

Sempre estou participando de intervenções, contações de histórias, oficinas, declamações... A arte é rio, e eu sou correnteza...

Perguntas rápidas:
Um livro: O Diário de Anne Frank
Um (a) autor (a): João Guimarães Rosa
Um ator ou atriz: Mussum
Um filme: O Mágico de Oroz
Um dia especial: Primeiro Sarau do Poetizando a Rotina.

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Mariane Alves: Gratidão pela atenção.

Visite Poetizando a rotina: https://www.facebook.com/poetizandoarotina

Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels