Resenha da série Altered Carbon (NetFlix), baseada no livro de mesmo título, por Ademir Pascale

SOBRE O LIVRO: Carbono alterado é o eletrizante thriller de ficção científica que inspirou a série da Netflix. No século XXV, a humanidade ...

Mostrando postagens com marcador O Amor Pelo Qual Me Apaixonei. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador O Amor Pelo Qual Me Apaixonei. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 26 de novembro de 2021

O amor pelo qual me apaixonei, do escritor e poeta caribenho, Pierre Richard Gerisma


Sinopse: Quem nunca se apaixonou por algo ou por alguém? Quem nunca sentiu a necessidade de buscar algo mais? Quem nunca passou pela dor, mágoa, tortura que causa o amor? As vezes o amor nos enlouquece, nos mantém prisioneiros. Portanto, o único remédio para o amor, inversamente, ainda é o amor. Ele nos conforta, nos liberta, nos cura, faz curativo em nossa ferida, nos alivia e nos faz sonhar até com o impossível... 

O Amor pelo qual me Apaixonei nos leva a uma aventura em uma sociedade na qual as emoções e os sonhos são espezinhados pela dureza que prevalece no cotidiano. No mundo turbulento e desestabilizador que é o nosso, tiramos desta leitura uma profunda renovação, lavamo-nos de tudo para renascer como no primeiro dia.

Autor: Escritor e poeta caribenho, Pierre Richard Gerisma nasceu em Pétion-Ville, um município nobre de Porto Príncipe, capital da República do Haiti, no dia 14 de outubro de 1980. Filho de comerciante, trancou definitivamente seus estudos de Medicina após o terremoto de magnitude 7,0 na escala Richter que atingiu a região metropolitana do país em 2010. Passou a cursar Diplomacia de Negócios, no qual obteve seu diploma. Escreveu O amor pelo qual me apaixonei (Attente d’un Amoureux), ao encontrar sua musa quando era ainda estudante de medicina em 2008.

Resolveu no início de 2016, imigrar para Olinda, cidade histórica do estado de Pernambuco na costa nordeste do Brasil. Participou da antologia O Construtor de Amigos em agosto de 2019 e da antologia Minuto de Tudo em novembro de 2020.

Links para comprar o livro: https://www.travessa.com.br/o-amor-pelo-qual-me-apaixonei-1-ed-2021/artigo/fc2709be-741c-428d-b219-60093b465584

https://www.amazon.com.br/amor-pelo-qual-apaixonei/dp/989529932X

https://www.chiadobooks.com/livraria/o-amor-pelo-qual-me-apaixonei 

Compartilhe:

quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Entrevista com Pierre-Richard Gerisma, autor do livro "O Amor Pelo Qual Me Apaixonei"

Pierre-Richard Gerisma - Foto divulgação

Pierre-Richard Gerisma, um diplomata de formação e escritor por instinto, oriundo da segunda maior ilha do Caribe, foi cativado pela diversidade cultural e pela beleza exuberante das florestas do Brasil, decidindo assim, fazer morada na histórica e inspiradora cidade de Olinda, em Pernambuco. O mesmo iniciou sua carreira em 2015 com a publicação do livro Attente d’un Amoureux, na XXI Livre En Folie, após isso, participou de 4 antologias brasileiras; em 2020 publicou a reedição do Attente d’un Amoureux em Paris, pela editora Edilivre; e, em 2021 lançou a tradução de seu livro com o título O amor pelo qual me apaixonei, no Brasil e em Portugal, pela Chiado Books. 

ENTREVISTA: 

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário? 

Pierre Richard Gerisma:  Iniciei no mundo literário ainda na época do ensino fundamental, devido a grande afinidade com disciplinas de literatura francesa, lexicologia, letras e filosofia. No ensino médio, comecei a escrever cartas e poemas para pessoas que admirava, e muitas vezes recitei alguns destes para meus amigos. Na universidade, comecei a escrever para os jornais Le Matin e Le Nouvelliste, o que me deu motivação para ir além e poder sonhar em escrever o meu primeiro livro.  

Conexão Literatura: Você é autor do livro "O Amor Pelo Qual Me Apaixonei". Poderia comentar? 

Pierre Richard Gerisma: Conceber este livro foi uma coisa surreal, arrebatadora. Sinto-me como um pai que apresenta seu filho ao mundo e apenas apoia e observa-o crescer, ganhar forma e fazer sua própria história. Escrevi com minha alma, me deixei transbordar nestes versos e quem sabe, promover ao leitor um reencontro consigo mesmo e com suas próprias emoções. 

Até os dias de hoje, me pego fascinado com a forma que O amor pelo qual me apaixonei toca as pessoas. Outro dia, alguém comparou a obra com a frase do Nietzsche “Em última análise, amam-se os nossos desejos, e não o objeto desses desejos.” e acho que tem bastante disso também, no livro, o objeto seria como a pessoa que me desperta essas emoções, já minha musa, seria os desejos aos quais realmente me fazem vivo. 

Conexão Literatura: Como é o seu processo de criação? Quais são as suas inspirações? 

Pierre Richard Gerisma: Às vezes, eu mesmo, busco tentar entender o meu processo de criação da escrita pelo fato que consigo escrever apenas sob a abundância das emoções que me movem. É um desafio muito grande, que,  para acontecer, preciso de espaço, aventuras e inspirações. Dessa forma, costumo dizer que minhas inspirações vêm da musa que eu trago dentro de mim, e que manifesta-se como bem quer ao meu redor tanto na natureza selvagem, no belo da vida e no sorriso e olhar da mulher que se identifica nela. 

No caso de O amor pelo qual me apaixonei, a inspiração veio desde cedo, na minha infância, quando fui condicionado a gostar de só uma alma que me roubou de mim enquanto eu era vulnerável e inocente. Eu fazia de tudo na minha ampla ignorância para me alinhar aos seus pensamentos, tentando procurá-la através de todas as mulheres com quem eu falava debaixo do sol. Porém, eu só andava no caminho da desilusão. Até que vinte anos depois, a natureza conspirou a meu favor e permitiu que eu encontrasse novamente essa pessoa com quem eu teria tanta afinidade, essa alma que vivia dentro de mim e me assombrava desde muito tempo. 

O encontro inesperado com essa musa é algo que nunca imaginei que fosse possível. Então, ao paquera-lá devagarinho, recuperando o tempo perdido, surgiu a melhor coisa nessa jornada, aquilo que tanto eu busquei, o sentido da minha própria vida. Descobri que fiquei muito mais encantado pelo jeito que eu a amava e pela maneira que essa paixão me inspirava a alcançar coisas incríveis que eu não teria coragem de fazer naturalmente. Sobretudo, essa inspiração era como uma força motivadora que me empurrava para frente, me ensinava a ser eu mesmo, uma pessoa melhor para a sociedade.

Porém, as pessoas ao seu redor invejavam essa complexidade que crescia entre nós e começaram a levantar barreiras para que nos afastássemos um do outro. Ao invés de desistir, encontrei um caminho na escrita onde eu expressava de maneira sútil, não apenas o sentimento pela musa, mas também, reverter essa discriminação social do cotidiano em energias positivas. 

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do seu livro especialmente para os nossos leitores?  

Pierre Richard Gerisma: A vida, uma aventura que surpreende a todos. “Tudo acontece por um motivo, nada acontece por acaso ou por meio de boa sorte. A doença, a ferida, o amor, os momentos perdidos de verdadeira grandeza e de verdadeira estupidez, tudo acontece para testar os limites de nossa alma. Sem essas pequenas provações, a vida seria como uma estrada facilmente pavimentada, reta e plana, que não leva a lugar nenhum. Os sucessos e as ruínas que experimentamos podem ser criados por nós e as más experiências podem nos servir de lição. Na verdade, elas são provavelmente uma das mais pungentes e importantes. E, às vezes, as coisas que acontecem conosco em um momento podem parecer horríveis, dolorosas e injustas, mas após reflexão percebemos que, sem superar esses obstáculos, não teríamos percebido nosso potencial e nossa força.” 

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Pierre Richard Gerisma: O livro O amor pelo qual me apaixonei, está disponível tanto em formato físico como em E-book em todas as livrarias parceiras da Editora Chiado Books, como a Livraria Cultura, Amazon, livraria Atlântico etc… Para contatar-me, me encontro disponível através do Instagram @pierre_richard__ e @oamorpeloqualmeapaixonei, os quais atualizamos diariamente com posts sobre minhas obras e respondo eu mesmo a todas as mensagens. 

Conexão Literatura: Quais dicas daria para os autores em início de carreira? 

Pierre Richard Gerisma: A escrita é um hobby para a maioria dos jovens escritores, que estão a iniciar nesse universo, no entanto, para outros é uma profissão seria como todas as outras.  Dessa forma, é preciso dedicação, paixão e muita paciência para apurar sua ciência e seu modo de escrever. O talento não é suficiente se não o trabalha todos os dias, faz-se necessário a lapidação, para extrair dele o melhor resultado possível. 

É importante também saber escolher uma boa editora para trabalhar em parceria e contar com o apoio de uma boa equipe de assessoria. No Brasil existem várias editoras sérias e comprometidas que recebem originais de autores iniciantes, basta vá a pesquisa e faça uma sábia escolha. 

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta? 

Pierre Richard Gerisma: Sim, venho me dedicando a um novo projeto, trabalhando duro dia e noite e pretendo publicá-lo em breve. Trata-se de uma antologia de contos, poesia e crônicas. 

Perguntas rápidas: 

Um livro: Pourquoi pas le bonheur? - Michèle Morgan

Um ator ou atriz: Tom Hanks

Um filme: Far And Away - 1992 (Um Sonho Distante)

Um hobby: Caminhar

Um dia especial: Hoje. 

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário? 

Pierre Richard Gerisma: Aproveito para expressar minha imensa gratidão à revista Conexão Literatura pela oportunidade de falar sobre mim e minha obra. Agradeço também a todas as pessoas que me apoiaram na realização e divulgação deste trabalho. 

Espero poder continuar inspirando pessoas através da minha escrita.

Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels