Mostrando postagens com marcador O canto da cigarra. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador O canto da cigarra. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 17 de novembro de 2020

Renata Maggessi e o livro O Canto da Cigarra, por Cida Simka e Sérgio Simka


Fale-nos sobre você.

Sou formada em jornalismo, pós-graduada em Literatura Brasileira e comecei a cursar pós em Texto e Gramática. Sou carioca, mas escolhi a cidade de São Paulo como morada (ou talvez ela tenha me escolhido), onde vivo com meu marido, minha filha e nosso gato. Apaixonada por tudo o que envolve escrita e leitura, iniciei a carreira literária a partir de diversas publicações em antologias de contos e a consolidei ao publicar pela Editora Coerência o suspense “O Enterro dos Ossos”. Sou preparadora e revisora de textos e membro da ABERST (Associação Brasileira dos Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror). O Canto da Cigarra é meu segundo romance publicado.

Entrevista:

Fale-nos sobre o livro. O que a motivou a escrevê-lo?

O Canto da Cigarra se passa no Rio de Janeiro e conta a história de um professor de matemática que adora sua rotina e solidão, quebradas apenas pelo convívio com os alunos e uma ida ou outra à casa dos pais. Morador de Vila Isabel (Zona Norte do Rio), se desdobra para dar aula no Ensino Médio em três escolas (uma na Tijuca, outra em Botafogo e a terceira em Copacabana). De uma hora para outra, ele perde o controle da própria vida quando um assassino surge em seu caminho, alguém que parece conhecê-lo muito bem. Com isso, se vê obrigado a sair do isolamento para tentar desvendar o enigma e encontrar a verdadeira dona do seu coração.

O Canto da Cigarra não traz apenas a busca por um assassino, mas a busca por si mesmo e, nesse caso, não estou falando apenas do protagonista, mas dos personagens coadjuvantes também. O Canto da Cigarra foca bastante nos vínculos entre família e amigos. O livro aborda também assuntos mais polêmicos, como a violência contra a mulher, além do próprio vilão, que representa a inveja e a ira, algo muito comum nos dias de hoje.

Como analisa a literatura de suspense/policial publicada por brasileiros?

Eu amo a literatura de suspense/policial brasileira. Sou consumidora desse gênero desde a época da Coleção Vagalume, com os livros de Marcos Rey e Lúcia Machado de Almeida. Mais tarde, durante a pós-graduação em Literatura, me encantei com o estilo de Rubem Fonseca e de Flávio Carneiro. Hoje, a literatura policial e de suspense nacional está se consolidando ao elevar nomes como Raphael Montes, que acabou de lançar uma série na Netflix e já teria lançado dois filmes no cinema no início do ano, não fosse a pandemia.

Também é preciso enfatizar o grande espaço que a literatura de gênero ganhou, primeiro com a criação da ABERST pela Cláudia Lemes, e agora com o Prêmio Jabuti, que abriu espaço para o romance de entretenimento. Estamos fazendo a nossa parte e de maneira excelente.

O que tem lido ultimamente?

Como faço preparação e revisão de textos, muitas leituras vão além da diversão, e os últimos livros com os quais trabalhei foram muito bons, me obrigando a passear por diversos gêneros, mas sempre que consigo, arrumo um tempo para ler meus gêneros preferidos: policial, suspense e terror. Comecei a ler Faces do Medo, um compilado de contos do Wellington Budim.

Que dicas pode fornecer a um escritor que queira escrever esse gênero?

Primeiro, ler muito, tanto livros do gênero policial (independentemente da nacionalidade, mas sugiro dar uma chance aos brasileiros), quanto livros e textos teóricos. Um livro que gosto muito de indicar é Santa Adrenalina, da Cláudia Lemes. Também ajuda muito participar de cursos, oficinas e grupos de escrita, que sempre ajudam a ampliar os horizontes.

Confira outra entrevista com a autora:

https://www.revistaconexaoliteratura.com.br/2018/07/renata-maggessi-e-o-livro-o-enterro-dos.html


CIDA SIMKA

É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019) e O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020). Organizadora dos livros: Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020) e Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020). Colunista da Revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA

É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela Editora Uirapuru. Membro do Conselho Editorial da Editora Pumpkin e colunista da Revista Conexão Literatura. Seu mais novo livro se intitula Pedagogia do encantamento: por um ensino eficaz de escrita (Editora Mercado de Letras, 2020).


Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

COMUNIDADE INFLUXO

SONHOS FULGURANTES - ROBERTO MINADEO

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels