Quem foi Charles Dickens?, por Ademir Pascale

Charles Dickens "Com poucos anos de idade, Dickens carregava o peso de sustentar a devedora e pobre família." *Por Ademir Pasc...

Mostrando postagens com marcador Paraty. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Paraty. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Projeto Caravana de Ideias realiza oficinas artísticas em Paraty - Inscrições já estão abertas e são gratuitas

Fabricio Polido - Foto divulgação

De 02 a 13 de março, a cidade histórica de Paraty será palco para o projeto Caravana de Ideias – iniciativa que reúne uma série de oficinas, realizadas por profissionais premiados e reconhecidos no meio cultural, abrangendo diversas áreas criativas e técnicas do fazer artístico: produção cultural, contação de histórias, canto, música, cenário/figurino e áudio. As atividades, todas gratuitas, serão presenciais seguindo todas as nomas sanitárias de prevenção à COVID-19. Para inscrições ou informações, basta acessar o e-mail caravanadeideias@gmail.com

Ao final das oficinas, no dia 13 de março, às 17h, haverá uma apresentação gratuita, em espaço aberto, no Centro Histórico de Paraty. “Nesse momento de necessário distanciamento social, apostamos na arte como elo para trocas e afetos. Por isso tivemos a ideia de realizar um sarau com a participação de todos os alunos e com os artistas/oficineiros. Queremos colocar em prática todo o conteúdo desenvolvido durante as oficinas, com cada turma se responsabilizando pela área correspondente, para essa apresentação” explica Fabrício Polido, coordenador geral e idealizador da Caravana de Ideias, projeto que foi contemplado pela Lei Aldir Blanc – Edital Retomada Cultural RJ, promovido pelo Governo Federal, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro.

Além das oficinas formativas e da apresentação do sarau, o projeto Caravana de Ideias realizará uma série de Lives, nos dias 17, 18 e 19 de março, com um bate-papo envolvendo todos os artistas do projeto, abordando os resultados obtidos na imersão em Paraty, dando um panorama de cada profissão e, por fim, debatendo sobre uma prospecção para o futuro pós-pandemia.

AGENDA DE ATIVIDADES:

Oficinas artísticas

Ações formativas que compõem a Caravana de Ideias são oficinas artísticas (canto, música, contador de histórias), técnico/artística (cenário e figurino) e técnico (produção e áudio), divididas em 10 encontros (dias 02, 03, 04, 05, 06, 09, 10, 11, 12 e 13/03), com duração de 2h cada, num total de 20horas por oficina. Para inscrições ou informações, basta acessar o e-mail caravanadeideias@gmail.com   

Sarau

No dia 13 de março, às 17 horas, finalizando a imersão de duas semanas em Paraty, será realizado um sarau a céu aberto, gratuito, com a participação dos alunos e dos artistas/oficineiros, com uma série de números preparados especialmente para o encerramento das atividades presenciais.

Lives

Nos dias 17, 18 e 19 de março, de volta ao Rio de Janeiro, os artistas/oficineiros farão uma série de lives, mediadas pelo idealizador do projeto – o ator e produtor Fabricio Polido, abordando a experiência e os resultados obtidos em Paraty, dando um panorama de cada profissão e fazendo um prospecto do futuro pós-pandemia.

 

Detalhamento de oficinas

Oficina PRODUÇÃO CULTURAL (Fabricio Polido)

Noções gerais de produção e gestão de projetos culturais no campo artístico que alcança teatro, dança, música e circo. Técnicas e processos para a elaboração de projetos culturais, princípios básicos a editais públicos de cultura, atualizações das leis de incentivo à cultura etc.

Oficina INTRODUÇÃO AO UNIVERSO INTUITIVO DO ÁUDIO (Andrea Zeni)

Conjunto de atividades para aprendizes de áudio, jovens músicos e estudantes interessados em mergulhar na relação sensível entre o áudio e a música. Um mergulho no universo prático e teórico do áudio. Aulas dinâmicas e envolventes, com uma linguagem que potencializa o aprendizado e a sensibilidade musical.


Oficina MÚSICA E ESCUTA (Tibor Fittel)

Uma oportunidade ao público de ter acesso maior ao universo dos sons e sua identificação prática relacionada à escrita musical simples, proporcionando ao aluno a ferramenta para registrar melodias e harmonias, reconhecer estilos musicais e aspectos inerentes ao vocabulário teórico nas canções e música instrumental que fazem parte do dia a dia de todos.

 

Oficina O CONTADOR DE HISTÓRIAS (José Mauro Brant)

A oficina tem como objetivo exercitar habilidades de leitura, percepção e reflexão por meio da prática de contar histórias. A oficina busca oferecer uma mínima formação, prática e teórica, em torno dos caminhos fundamentados para exercer a arte de contar histórias e suas aplicações em estratégias de promoção de leitura e em contextos pedagógicos e artísticos.


Oficina de Canto A LIBERTAÇÃO DO SOM (Janaina Azevedo)

Essa oficina pretende provocar o encontro entre voz, corpo e espaço unindo esses três elementos para se alcançar a liberação de sons reprimidos. Através da exploração dos nossos recursos vocais, direcionar para a expansão da voz e corpo e, consequentemente, na percepção das nossas emoções e de que forma elas afetam nossa comunicação interpessoal e extra pessoal.

 

Oficina CENOGRAFIA E FIGURINO, DA CRIAÇÃO À CONFECÇÃO (Natalia Lana)

Apresentação de vários aspectos da cenografia e sua relação com o figurino, levando em consideração tanto a criação como a confecção e o uso de diferentes materiais. Com uma abordagem prática, relacionando os conhecimentos aos projetos executados.

Compartilhe:

quarta-feira, 3 de julho de 2019

Flip: Casa Libre e Santa Rita debaterá mercado digital

Futuro e passado na Flip em Paraty - Foto Divulgação
O mercado digital dos livros ganhará um capítulo especial nos debates da 17ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip). A Casa Libre e Santa Rita da Cassia programou a "Tarde digital" para o dia 12 de julho, sexta-feira, quando reunirá autores, editores e leitores para falar das oportunidades que os produtos digitais oferecem. O encontro terá portas abertas para os interessados.

Árvore de Livros, Bibliomundi, Bookwire e Storytel são as parceiras da "Tarde digital", que terá Cassia Carrenho (LabPub) e Raquel Menezes (Liga Brasileira de Editoras) como anfitriãs.

Das 13h30 às 14h30, a conversa vai girar em torno dos "Formatos que ultrapassam fronteiras: como usar o conteúdo digital para transformar pessoas em leitores". A mesa reunirá Andréia Martinz (Bibliomundi), Isadora Cal (Bookwire) e o autor Felipe Sali, com mediação do jornalista Cassius Medauar. 

Na sequência, "Inovando para ensinar: tecnologia na educação" será o tema do debate entre Gabriel Lima (Árvore de Livros), Letícia Reina (Guten News), Jayse Ferreira (Escola de Referência em Ensino Médio Frei Orlando, de Itambé, PE). A mediação ficará a cargo de Camila Cabete (Kobo).

Às 15h30, a pauta ficará com a "Tecnologia da leitura: o livro e o leitor neste cyber espaço", reunindo na mesma mesa Mansur Bassit, Padimini, Volnei Canonica e Veronica Lessa, na mediação.  Para fechar a "Tarde digital", às 16h30, o debate será sobre "Tendências no Brasil e no mundo: audiolivros, podcast e canais de conteúdo". André Bacil (Bibliomundi), Marcelo Gioia (Bookwire), André Palme (Storytel) e Camila Cabete conversarão, ao lado de Taty Leite, do canal Vá Ler Um Livro.

A Casa Libre e Santa Rita da Cassia funcionará na Rua da Lapa, 200, no Centro Histórico de Paraty, de 10 a 14 de julho, sempre das 10h às 22h.
Compartilhe:

sábado, 29 de junho de 2019

FLIP 2019: Sesc promove programação gratuita durante a Festa Literária

Invenção Nordeste - Foto: Daniel Torres
Serão cerca de 100 atrações com exposições, oficinas, bate-papos, cafés literários, lançamentos de livros, cinema, música e intervenções artísticas em quatro espaços fixos e nas ruas de Paraty

Rio de Janeiro, junho de 2019 – Pelo nono ano seguido o Sesc participa da Festa Literária Internacional de Paraty – FLIP - com uma ampla programação. De 11 a 14 de julho, a instituição promoverá uma série de atividades, mostrando aos visitantes do evento um pouco do trabalho que desenvolve diariamente em suas unidades, por todo o país. Serão cerca de 100 atrações com exposições, oficinas, bate-papos, cafés literários, lançamentos de livros, cinema, música e intervenções artísticas em quatro espaços fixos e nas ruas da cidade. As atividades acontecerão nas unidades Santa Rita e na Casa Edições Sesc, no Centro Histórico; na unidade Caborê e no espaço do Areal do Pontal, onde estará estacionada uma unidade do  BiblioSesc, biblioteca itinerante de incentivo à leitura. Também haverá intervenções artísticas nas ruas da cidade.

“O Sesc Paraty possui uma atuação permanente na cidade. Durante a Flip ampliamos a nossa programação de modo a enriquecer ainda mais a Festa Literária e oferecer outras possibilidades para o público, além das mesas oficiais. Mais uma vez teremos diversas atividades com escritores, poetas, atores e músicos”, conta  Daniel Ourique, gerente do Sesc Paraty.
Cao Laru - Thais Andressa


A maratona de atrações começa com a abertura da exposição ‘Câmara de Ecos’, na unidade Caborê, no dia 11 de julho, às 10h. Inspirada no poema de Waly Salomão e idealizada por seu filho, Omar Salomão, a instalação em formato de ninho permitirá uma experiência sensorial. Por meio de alto-falantes espalhados em nichos, o visitante ouvirá nove poemas do autor declamados por diferentes vozes, em ritmo e tempo próprios. O público poderá conferir a exposição durante os quatro dias do evento, sempre das 10h às 19h.  Outro destaque do primeiro dia será o bate-papo com os rappers Rincon Sapiência, MC Marechal e Pelé do Manifesto. A partir das 14h, também na unidade Caborê, os três vão debater sobre os sobre os desafios de se fazer Rap no Brasil, o papel social e como o ritmo transforma vidas, além de dar dicas para quem pretende ingressar na carreira de MC.

Na unidade Santa Rita, localizada no centro Histórico da cidade, acontecem os Cafés Literários,  espaço de encontro do público com grandes autores. Nomes representativos da literatura nacional discutem diferentes temas. Entre os confirmados estão a poetisa pernambucana Luna Vitrolira e Ricardo Aleixo, poeta, músico e artista plástico, na mesa “A palavra performada”; Tobias Carvalho, vencedor do Prêmio Sesc 2018, e Amara Moira, professora de literatura e feminista, debatem o gênero na escrita, em “Literatura tem gênero?”; Bárbara Prince, blogueira literária e youtuber, estará ao lado do escritor e roteirista de literatura policial Raphael Montes, no debate “A literatura é pop?”; Márcia Kambeba,  poeta e geógrafa brasileira, e Cristino Wapichana, músico, compositor e escritor brasileiro, discutirão as “Literaturas originárias”.

Ainda na Santa Rita, no dia 11, às 19h30, será lançado o livro “Da lama ao caos: que som é esse que vem de Pernambuco?”, com a participação do autor José Teles e de Lauro Lisboa Garcia, organizador da coleção de livros digitais Discos da Música Brasileira. Com o mesmo nome do disco lançado por Chico Science & Nação Zumbi em 1994, o livro reconstrói a trajetória do álbum seminal que transformou a música brasileira. No mesmo local, Felipe Holloway e João Gabriel Paulsen, vencedores do Prêmio Sesc de Literatura 2019, participam de bate-papo com o público no dia 13 de julho. Os dois foram escolhidos nas categorias Romance e Conto, com os livros “O legado de nossa miséria” e “O doce e o amargo”, respectivamente.

O grupo Carmin é um dos destaques da programação teatral e levará à Flip o aclamado espetáculo “A invenção do Nordeste”. A peça venceu os prêmios Shell (de melhor autor), Cesgranrio (de melhor espetáculo) e APTR - Associação de Produtores de Teatro do Rio (melhor autor e ator em papel coadjuvante).

Entre as atrações musicais, o público poderá conferir as apresentações do cantor e compositor Chico Cesar; Cátia de França, cantora que tem a literatura como marca registrada em suas cancões; Dandara Manoela, que apresentará o álbum Retrato Falado e a Orquestra Mundana, formada por músicos brasileiros, imigrantes e refugiados.

A programação do Sesc contemplará também o público infantil. O espaço ‘Ler e brincar é só começar’ propõe um encontro de brincadeiras com a leitura, na unidade Santa Rita, durante os quatro dias da Flip. As crianças, de 5 a 12 anos, também poderão conferir a oficina Mini Lambes, com linguagem lambe-lambe.  No Sesc Areal do Pontal, o bate-papo “Criança escrevendo para crianças”, contará com a presença da escritora amazonense Beatriz Guimarães Menezes, que publicou seu primeiro livro aos 8 anos. Hoje, aos 18 anos, ela compartilha sua experiência com o público. Haverá, ainda, contação de histórias, intervenções poéticas, performances circenses e apresentações artísticas.

Durante os quatro dias, a Casa Edições Sesc terá lançamentos de livros, como “Eça de Queiros: leituras brasileiras e portuguesas”, com presença do organizador da publicação, Benjamin Abdala Jr., e das autoras Marli Fantini e Elza Miné. “Memória da Amnésia: políticas do esquecimento”, com a autora Giselle Beiguelman, Solange Ferraz, diretora do Museu Paulista, e Alexander Kellner, diretor do Museu Nacional.

A programação completa e detalhada está disponível no site www.sescparaty.com.br

SERVIÇO:
PROGRAMAÇÃO DO SESC NA FLIP 2019
11 a 14 de julho (quinta-feira a domingo)
Santa Rita: Rua Dona Geralda 15 – Centro Histórico
Caborê: Rua Octávio Gama, 1709 – Bairro Caborê
Sesc Areal do Pontal: Av. Nossa Sra. dos Remédios
Casa Edições Sesc: Rua Marechal Santos Dias 43, Centro Histórico
Funcionamento dos espaços do Sesc: quinta a sábado, 10h às 22h e domingo, 10h às 17h
Entrada gratuita

Compartilhe:

Livro sobre crônicas no Facebook é lançado em Paraty

Autor independente reforça o caráter da Flip de dar espaço a quem investe nas próprias produções

Um ano após lançar o primeiro livro da sua pentalogia "A Casa dos Deuses", o escritor José Leonídio volta à Feira Literária de Paraty em sua 17ª edição para apresentar ao mercado o Facebookeando, coletânea de crônicas que o autor posta na fanpage dele (https://www.facebook.com/joseleonidiopereira.pereira) desde 2011.

A sessão de autógrafos será na sexta-feira, dia 12/7, na Rua Dr. Samuel Costa, 12 - Centro Histórico (em frente à Casa de Cultura de Paraty), às 14 h. As crônicas têm o dia a dia do escritor e os assuntos que o interessam como pano de fundo. Um dos grandes desafios de José Leonídio foi pinçar pouco mais de 30 textos para as quase 200 crônicas que tem escritas.

- Não me preocupei com a ordem cronológica, mas, por exemplo, em dar uma visão crítica para determinado momento político do país, explica o autor, para quem o mais importante é tornar as ideias, sob o formato literário, acessíveis a quem não perde um bom bochicho.

José Leonídio destaca as crônicas "A força do caminhar", sobre as diversas formas de amor; "Sapientia longe preestat divitiis", sobre a experiência profissional dele com a medicina acerca do ouvir, enxergar e sentir; e

 "Ler é criar seu próprio filme", na qual as personagens são moldadas pela experiência de quem assume a escrita de qualquer gênero.

Da safra de autores dispostos a investir na própria carreira e mantendo firme o desejo de ter a sua escrita lançada ao mundo, além de Portais da Liberdade, José Leonídio publicou, no último ano, o livro Enredando, além de ter finalizado Os Guardiães – segundo título da pentalogia A Casa dos Deuses. A previsão de lançamento deste é na Bienal, em setembro. É dele também o romance A Raposa do Cerrado, menção especial da União Brasileira de Escritores e Prêmio Érico Veríssimo, no início dos Anos 2000.

SERVIÇO
Facebookeando
Editora: Autografia // Formato: 14 x 21 cm// Páginas: 110 // Preço: R$ 35,00
Autor: José Leonídio
Sessão de autógrafos
12 de julho – sexta-feira //14 h

SOBRE O AUTOR:
José Leonídio é escritor e médico-obstetra. Em 2001, publicou o romance A Raposa do Cerrado. É autor de Portais da Liberdade, primeiro livro da pentalogia "A Casa dos Deuses", Enredando,e Facebookeando.

 
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels