Tirinhas do Snoopy foi uma das primeiras a ter representação racial

Conheça cinco curiosidades dos quadrinhos mais inteligentes e irônicas que impactaram gerações ganham livros colecionáveis em homenagem aos ...

Mostrando postagens com marcador Um passeio pelo folclore brasileiro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Um passeio pelo folclore brasileiro. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 29 de setembro de 2020

Shamara Paz e o cordel infantil “Um passeio pelo folclore brasileiro"

Shamara Paz - Foto divulgação

Nascida em 30 de abril de 1988, Shamara Paz é uma nordestina apaixonada pela sua cidade, Glória do Goita/PE. Professora encantada pelo território das palavras, leitora voraz desde a infância, Paz é Pedagoga pela UNIFACOL e Licenciada em Letras- Português pela UFPE. Sempre escreveu em diários, e em 2019 publicou seus primeiros poemas, contos e crônicas. É membro da Casa da Poesia, participando da Antologia de nº 11. Participou do Concurso Nacional “Poetize 2020” com um poema selecionado. Em agosto de 2020 publicou o seu primeiro cordel “Um passeio pelo Folclore Brasileiro” na Amazon. Como mediadora de leitura, Shamara busca despertar nos seus alunos o prazer pela leitura e pela escrita.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Shamara Paz: Sempre fui uma leitora voraz. Desde que aprendi a ler, me apaixonei pelas palavras de uma maneira incrível. Minha mãe me levou para conhecer a biblioteca municipal quando eu tinha uns 8 anos de idade. Foi como conhecer um paraíso, lia rapidamente e já queria renovar. Frequentei a biblioteca municipal durante muitos anos. Sempre fui rodeada de cadernos e livros. Meu pai também sempre me incentivou, me presenteou com o meu primeiro livro e com minha primeira Bíblia. Hoje sou professora, escolhi essa profissão, pois sabia que estaria em meio aos livros. As palavras me encantam. Quanto à escrita, amava escrever em diário, relatando sobre os acontecimentos e não deixava ninguém ler, morria de vergonha.
Em meados de 2019 fui convidada por Renato Baptista (em memória) a ingressar na Casa da Poesia como escritora (eu já era inscrita como leitora). Contei que não que era escritora, ele conversou comigo e disse que eu tinha um grande potencial. No início não aceitei o convite, mas fiquei reflexiva. Nesse tempo, comecei a escrever poemas e reorganizar texto antigos. Então, decidi enfrentar o desafio e publiquei meu primeiro poema e minha primeira crônica na 11ª Antologia de Poesias, Contos e Crônicas da Casa da Poesia. Desde então, me aproximei da caneta de uma forma mais poética. Participei, em 2019 também, do Concurso Nacional Novos Poetas e tive um poema selecionado na Antologia “Poetize 2020”, e em agosto de 2020 publiquei meu primeiro cordel na Amazon. Por onde passo, busco notar poesia, notar uma reflexão, um pensamento e já corro para escrever. Publico meus textos no site do Recanto das Letras, onde era inscrita como leitora desde 2013. Meu desejo por escrever para o público foi despertado. Não me vejo sem escrever, não me vejo sem um caderno e uma caneta ao lado. Renato Baptista sempre falava que o talento já existia, ele apenas plantou a semente. Eu sou muito grata e hoje quero que essa semente dê bons frutos, se Deus quiser.


Conexão Literatura: Você é autora de “Um passeio pelo folclore brasileiro – Cordel Infantil”. Poderia comentar?

Shamara Paz: Ah, sempre fui encantada pela poesia. Recitar versos me deixa muito feliz, amo as brincadeiras com as rimas. Somos feitos de Cultura e é preciso valorizá-la em todas as suas manifestações. Conhecer mais sobre a nossa cidade, estado e país é muito gratificante. Enquanto professora, busco realizar ações em que meus alunos se conheçam como produtores de Cultura. Busco oferecer oportunidades para que eles se tornem leitores ativos. Eu acredito que a leitura transforma, e acredito porque amo os livros. A Literatura é um baú destrancado e quando abrimos descobrimos coisas maravilhosas!
 Nos últimos anos passei a pesquisar sobre a Literatura de Cordel para trabalhar durante as aulas com meus alunos. O mundo do Cordel chamou minha atenção por todo o seu conjunto cultural. Os versos dão vida às pessoas, aos lugares, dialoga conosco de uma maneira inovadora, criativa e divertida. As brincadeiras com as palavras, os sons, o ritmo, me encantam.
Certa vez, quis trabalhar algo diferente com meus alunos, então pensei em realizar um projeto sobre a Literatura de Cordel. Os alunos aprenderam sobre poesia, conheceram um pouco sobre alguns cordelistas e sobre o xilógravo J. Borges, tiveram uma oficina de Isogravura e produziram seus próprios cordéis. Neste ano de 2020, durante a quarentena, estamos com aulas on-line, então a ideia de criar um cordel, surgiu. O principal objetivo da criação do cordel foi despertar em meus alunos o amor pela Cultura Popular. O cordel ficou tão apaixonante que decidi publicar na Amazon e disponibilizar os folhetos impressos. Todos os alunos receberam os cordéis e as pessoas de minha cidade criaram interesse e compraram os cordéis e estão ansiosos para que eu escreva mais. Estou muito motivada!

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu cordel?

Shamara Paz: Sou uma pessoa encantada pela Cultura Popular, principalmente pela cultura de meu município. Na biblioteca de minha casa, temos muitos livros sobre o Folclore, sobre Contos folclóricos, sobre as manifestações folclóricas, livros de lendas diversas. Eu já tinha certa bagagem. Levei, aproximadamente uma semana para concluir o cordel. O mais difícil foi confeccionar a capa, pois tive que desenhar.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do seu cordel especialmente para os nossos leitores?  

Shamara Paz:  Com certeza!

Muitos são os saberes,
Formando um conjunto.
Há histórias populares
Que rende muito assunto
Contos, mitos e lendas
Vamos chegar junto.

[...]

Valorize a Cultura
Do nosso lindo país,
Espalhe aos quatro cantos
E serás bem mais feliz.
Você prestou atenção
És um eterno aprendiz!

Nos versos busquei interagir com o leitor, principalmente com a criança leitora, de uma maneira bem divertida, uma conversa mesmo. Reconto algumas lendas folclóricas, mas a ideia principal é vivenciar a Cultura que é tão diversa, vai além das lendas.

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para saber mais sobre o seu cordel e um pouco mais sobre você?

Shamara Paz: Quem desejar ler o Cordel Um passeio pelo Folclore Brasileiro, pode visitar o site da Amazon e pesquisar por Shamara Paz ou acessar o link: Um Passeio pelo Folclore Brasileiro. Se desejarem podem visitar o meu perfil no Instagram: @biblioteca_deumaprofessora, por lá estou sempre interagindo com as pessoas e trocando ideias.

Conexão Literatura: Quais dicas daria aos autores em início de carreira?

Shamara Paz: Acredite em você! Somos seres de incríveis potenciais. Se você está sentindo o desejo de escrever seus pensamentos, comece. Dê o primeiro passo! Lembre-se que o mais importante é escrever para expressar e não para impressionar. Escrevemos porque necessitamos, é um desejo que aflora e nos reconecta com o mundo. O melhor momento para escrever é agora, é hoje. Tire seus textos da gaveta e publique em blogs, sites, redes sociais, nos dê o prazer de te conhecer. Lembre-se: “Peça a Deus que abençoe os seus planos, e eles darão certo”. (Provérbios 16.3)

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Shamara Paz: Sim, os sonhos me movem. Desejo, se assim for da vontade de Deus, publicar um livro de Poesias. Amo escrever contos, crônicas, mas a minha maior paixão é a Poesia. Poesia é vida, está a nossa volta. Encontramos poesia no dia a dia, basta termos olhos dispostos a enxergar.

Perguntas rápidas:

Um livro: A Bíblia
Um (a) autor (a):  Carlos Drummond de Andrade
Um ator ou atriz: Sylvester Stallone
Um filme: Como estrelas na terra – Toda criança é especial
Um dia especial: O dia do meu casamento

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Shamara Paz: Quero relembrar que devemos continuar formando leitores em nosso país. Sempre que possível, leia para uma criança, leia histórias, visitem bibliotecas, livrarias... A Literatura contribui e muito para o desenvolvimento das crianças em vários aspectos: imaginação, reflexão, diálogo, descoberta, autocriação. Assim, a leitura nos oferece várias possibilidades de além de conhecer o outro, também nos conhecermos.
Nós, adultos, somos responsáveis pela formação de cidadãos críticos. Nós, professores, somos agentes de cultura viva, mediadores de leitura. Precisamos oferecer à criança o contato com textos literários diversos, realizar rodas de conversas sobre o texto literário, aproximar a criança do livro utilizando diversas estratégias e não somente a leitura em voz alta. Por meio dessa interação, as crianças terão prazer em ler e consequentemente, serão adultos leitores, críticos e reflexivos.

Também gostaria de parabenizar a Revista Conexão Literatura, na pessoa de Ademir Pascale, pelo excelente trabalho que realiza em prol da Literatura. O grande e principal objetivo é incentivar a leitura. Admiro muito esse riquíssimo trabalho. Todo mês somos presenteados com uma revista inédita, recheada de contos, poesias, artigos, dicas de livros. Vocês valorizam os escritores, principalmente os iniciantes, isso é muito gratificante. Todo mês conhecemos escritores incríveis por meio das entrevistas. Todas as pessoas precisam conhecer a Revista Conexão Literatura.

“Vamos alimentar a nossa alma?
Você sugere alguma comida saborosa?
Pensei em poesia, amigos e uma boa prosa.
E você? Apresente sua proposta!”

(Shamara Paz)

Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels