Tirinhas do Snoopy foi uma das primeiras a ter representação racial

Conheça cinco curiosidades dos quadrinhos mais inteligentes e irônicas que impactaram gerações ganham livros colecionáveis em homenagem aos ...

Mostrando postagens com marcador Universidade de Missouri. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Universidade de Missouri. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Stoner do escritor John Williams

Stoner

Olá caros leitores estou feliz por ter sido convidado para ser colunista desse blog e fazer parte de um grupo que acredita que a Literatura tem muito mais a oferecer do que parece. E na esteira desse mundo mágico trago Stoner do escritor americano John Williams publicado em 1965.

Dizem que o tempo pode corrigir equívocos e nos brindar com o que há de melhor quando se tem a paciência para esperar. Stoner parece ser um presente que há muito tempo estava esquecido, afinal, publicado em 1965 foi esquecido por quase 50 anos e resgatado do limbo para nos proporcionar uma literatura cativante.

John Williams é o responsável por essa obra cativante cujo tempo foi paciente. Nascido em 1922 no interior do Texas numa cidade chamada Clarksville foi enviado para a Índia em missão da Força Aérea e por mais de dois anos realizou várias missões. Ao retornar ingressou na Universidade de Denver onde recebeu o bacharelado em Literatura Inglesa.

Fez o doutorado na Universidade de Missouri em 1954. Voltou para Denver para atuar como professor assistente de Literatura Inglesa. Publicou três romances: Butcher´s Crossing (1960), Stoner (1965) e Augustus (1972) premiado com o National Book Award.

O livro Stoner foi publicado em 1965 e vendeu apenas duas mil cópias. Foi redescoberto em 2003 e não despertou o interesse do público em geral. O livro caiu nas graças da escritora francesa Anna Gavalda que pediu para que seu editor adquirisse os direitos. Em pouco tempo o livro estava entre os mais vendidos na Europa.

DNA da Obra

Willian Stoner é filho de camponeses que preocupado com o futuro do filho o manda para a Universidade estudar Agronomia. Na disciplina obrigatória do curso estuda Literatura Inglesa e Stone é exposto a uma peça de Shakespeare e fica absorto. Era a Literatura transformando a vida desse estudante.

Com a mudança de curso novos desafios são lançados e Stoner parece não se preocupar com isso, aliás, segue em frente e conclui o curso de Literatura. É convidado a ser professor assistente e com essa nova profissão segue sua vida.

Stoner é uma pessoa simples que descobriu a vida com o acesso ao conhecimento. Ele é humilde e mantém suas raízes firmes sem muitas pretensões materiais. Casa-se com Edith e não tem muita sorte. Sua esposa mantém uma distância e fica claro que se casou não por amor e sim para fugir de sua vida medíocre.
Por vezes, imerso nos seus livros, tomava consciência de tudo o que não sabia, que não lera, e a serenidade à qual aspirava estilhaçava-se, quando percebia o pouco tempo de que dispunha na vida para ler tanta coisa, para aprender o que queria.” Pág. 28;
No percurso de carreira como professor há alguns conflitos profissionais que são os pontos altos de sua vida. Destaca-se a paixão que nutre pela literatura do que como professor. A impressão que o personagem passa é que ele não saiu da fazenda e a vida passa sem causar impactos.

O personagem principal foi bem construído. É cativante de forma que a todo o momento você torce por ele. A sua passividade frente aos desafios da vida nos faz repensar o modo como ele consegue suporta-los.

Ele não se preocupa com a popularidade e sim com a paixão que nutre pela literatura. Não é um professor notável cujas aulas são disputadas por alunos ávidos por aprender. Seu ofício talvez seja um meio que ele encontrou para manter a sua paixão pela literatura.

Edith é outro personagem para se pensar. Criada para ser uma esposa perfeita ela sente o peso que o mundo deposita nela. Numa época na qual a mulher era preparada para o casamento e apenas isso ela parece querer romper com esse tratado e não sabe como.

A narrativa é fluída e a cada página virada faz com que você queira mais. A linguagem é simples como uma vida no campo. Embora a simplicidade da escrita seja uma marca é importante salientar que nessa simplicidade mora uma profundidade de pensamentos que estão reverberando até agora.

Para os amantes da Literatura essa obra é recomendadíssima, afinal, um professor de literatura que a usa para aplacar as dificuldades da vida de forma simples e apaixonante é maravilhoso.

Capa


Autor: John Williams

ISBN9788567861135

Ano edição: 2015

Editora: Rádio Londres

Páginas: 320

Skoob: 4,7


Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Posts mais acessados da semana

ANTOLOGIAS LITERÁRIAS

POEME-SE

CONHEÇA A REVISTA PROJETO AUTOESTIMA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

CEDRIK - ROBERTO FIORI

Leitores que passaram por aqui

Labels