sexta-feira, 14 de maio de 2021

Seção "LEITORES INDICAM", da Revista Conexão Literatura


PARTICIPE DO PROJETO DE INCENTIVO À LEITURA DA REVISTA CONEXÃO LITERATURA E INDIQUE UM LIVRO:

Tire uma foto com o livro que você está lendo ou que deseja indicar a leitura. Autores também poderão tirar fotos com seus próprios livros. *REGRAS PARA PARTICIPAR:* - Envie uma foto sua com o livro (bem nítida). - No e-mail que mandar a foto anexada, mande no corpo do e-mail o título do livro e autor, mande seu nome e estado onde reside. Diga também que autoriza a publicação da sua foto. - Mande tudo para o e-mail: ademirpascale@gmail.com - aos cuidados de Ademir Pascale
Compartilhe:

Morte na Mesopotânia - Agatha Christie

 


Agatha Christie não só continuou o legado de Conan Doyle na literatura policial, como praticamente criou sozinha um subgênero, em que uma pessoa é assassinada em um local fechado, com poucas pessoas presentes, todas elas suspeitas do crime. No final, o detetive (Poirot normalmente) reúne todos os suspeitos, analisa as motivações de cada para o assassinato e no final revela o verdadeiro assassino, geralmente aquele que o leitor menos espera.

Um ótimo exemplo dessa estrutura é Morte na Mesopotânia. Christie foi casada com um arqueólogo e usou essa experiência para criar uma trama intrigante. Um grupo de arqueólogos está trabalhando nas ruínas no Iraque quando a esposa do chefe da expedição é assassinada. O local onde ocorre o crime é fechado, com guardas no único portão. A situação se agrava mais ainda ao se descobrir que a vítima recebia cartas ameaçadoras de seu ex-esposo, que supostamente estava morto.

Agatha Christie é famosa não só pelas tramas bem elaboradas e pela estrutura inovadora: ela também é uma escritora deliciosa, com uma narrativa fluída, que não perde o encanto nem mesmo quando o que é mostrado é apenas algumas pessoas fofocando. Além disso, tinha a incrível capacidade de criar personagens marcantes e carismáticos, tridimensionais. Essa perícia na criação de personagens se reflete na própria vítima, mostrada tanto como uma dama encantadora quanto como uma vilã capaz de manipular e provocar dissensões no grupo.

São 230 páginas que passam muito rápido.

Compartilhe:

Um papo com Mara Assumpção, autora do livro "O Monastério – Memórias de um Cavaleiro Templário"


Rosimara Rodrigues Assumpção, ou simplesmente, Mara Assumpção, gaúcha, casada, mãe de dois filhos, tem na escrita uma terapia, um prazer! Adora ler e escrever desde sempre! Graduada em Negócios Internacionais, com um MBA nesta área, em que trabalhou por toda sua vida profissional. Por conta de um sonho de ser professora, e se preparando para isso, fez uma especialização em EaD, e um mestrado em Educação. Mas então a vida acabou a levando por outros caminhos e, sem que fosse planejado, a escrita foi assumindo papel protagonista na sua vida: são contos, minicontos, poemas, reflexões, divagações em forma de textos, três livros publicados, e mais dois em produção!

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Mara Assumpção: Desde sempre eu gostei de ler e escrever. Quando menina gostava de escrever versos rimados, lembro que adorava as rimas. Mas não mostrava a ninguém, tinha vergonha! Por volta dos 19 anos escrevi um romance, tipo “água com açúcar”, só minha irmã e uma prima leram. Depois disso, casamento, família, vida profissional e o máximo que escrevia eram meus diários pessoais. E a escrita ficou de lado, mas não os livros - tornaram-se companheiros fiéis! Com a aposentadoria, e tempo para fazer aquilo que me dá prazer, comecei a ler e estudar a espiritualidade, fenômenos mediúnicos, as religiões, o cristianismo primitivo. Nesta época, através de um trabalho voluntário em uma casa que acolhe pessoas abandonadas com deficiências neurológicas crônicas, veio a inspiração para o primeiro livro “Se eu pudesse falar” que é um romance espírita, que trata sobre deficiências físicas e o suicídio. O segundo livro veio em sequência, e, por consequência: “Idas & Vindas”, que fala sobre paternidade e drogas.  Os dois livros publicados através do Clube dos Autores. 

Conexão Literatura: Você é autora do livro “O Monastério – Memórias de um Cavaleiro Templário”. Poderia comentar? 

Mara Assumpção: O Monastério não foi um livro planejado, é um livro inspirado. Surgiu a partir de  acontecimentos inusitados durante a visita  ao Mosteiro de Poblet, final de uma viagem a Espanha em outubro de 2017. Esta experiência metafísica – na falta de melhor qualificativo, foi seguida por sonhos conectados ao monastério, logo que retornei ao Brasil.

No primeiro sonho, cinco dias após meu retorno, eu vi um templário chegando a cavalo no Mosteiro, estavam fatigados e exaustos, num cenário bem diferente do atual, reencontrando uma jovem mulher. Eu não entendia a conexão entre o monastério e os templários, e resolvi pesquisar a história do monastério, descobrir o elo de ligação entre o lugar e os templários. No início foi pura curiosidade, mas então, as conexões começaram a aparecer, e fui ficando cada vez mais instigada; por fim, pessoas que me conheciam, e com quem eu falei desta experiência me induziram a escrever. Eu sempre digo, que é um livro inspirado, por tudo isso e, também por que que mais de uma vez, tive sonhos, e quando acordava, tinha uma trama, ou conflito inteiro na cabeça, para desenvolver na história que contava.

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro? 

Mara Assumpção: A minha pesquisa começou em novembro de 2017, buscando a história do monastério, depois, fui entender a vida dos monges cistercienses, fundadores do monastério em 1150. E então, descobrir a relação entre a ordem císter e os templários: o patrono, e idealizador da Ordem do Templo, é a mesma pessoa que reformulou toda a ordem cisterciense, e que hoje conhecemos como São Bernardo de Claraval. Os templários eram monges cistercienses, pertenciam a mesma ordem que fundou, e administra o mosteiro até hoje! Nesta época, ficou claro para mim, que eu precisava não apenas escrever sobre os templários, mas contar a verdadeira história sobre eles. Foi uma pesquisa difícil, por que existem muitos livros sobre os templários, mas muita coisa é pura especulação, misticismo, teorias variadas. Era preciso fazer a distinção, buscar a história documentada. Felizmente, nesta parte tive o auxílio de uma amiga que é bacharel em História. E depois conforme fui estudando e me aprofundando no tema, acabei descobrindo indicações de livros de estudiosos, historiadores importantes. Lia e assistia tudo que mencionasse os templários. Junto com os templários, tive que estudar alguns Papas, a história do domínio muçulmano na Espanha e Portugal, as Cruzadas, a vida mundana da Europa medieval e assim por diante. Foram dois anos de dedicação exclusiva para o livro.

A escrita e pesquisa eram feitas em paralelo; pois eu tinha necessidade de escrever a minha história, a história de Oderec – o meu protagonista, ao mesmo tempo em que precisava estar bem embasada sobre os fatos históricos, pois o livro navega entre a ficção e a verdade. Muitas vezes precisei, pausar a escrita para entender algum detalhe da vida na época, ou acontecimento real.  Terminei de escrever o livro no final de 2019, e gostei muito do resultado, pois através das memórias de vida de Oderec, eu consegui contar a verdadeira história da Ordem do Templo, sob uma perspectiva mais intimista e espiritualista, mais focada nos personagens do que nos fatos.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho que você acha especial em seu livro?  

Mara Assumpção: Um dos trechos mais especiais para mim, é justamente a narrativa de quando Oderec, retornando da Terra Santa, fica retido na França, numa época em que a Ordem do Templo já está sendo caluniada e perseguida pelo rei francês. E então, Oderec, atendendo ordens secretas do grão-mestre da Ordem, foge e volta para a Catalunha, numa longa viagem, sozinho, pelos Pirineus. Sua rota de fuga é passar alguns dias, escondido no Monastério de San Pablo – que foi sua casa desde os 09 anos, quando foi entregue por seu pai a Igreja, para que esta lhe educasse e formasse monge - para depois seguir para o castelo dos templários em Tomar, Portugal . Porém, nesta sua passagem ao Monastério, reencontra sua afilhada Martina, agora uma jovem mulher, e então vive o amor. Esta parte, é a narrativa do meu sonho, dentro da história que criei, e, portanto, muita significativa para mim. É um trecho, que também dá uma guinada na história, por que a partir daí Oderec vai viver o dilema entre o amor por Martina e a devoção à sua fé, aos seus votos como cavaleiro templário. Os templários faziam votos de pobreza, obediência e celibato e, portanto, não podiam casar. Eram monges guerreiros!

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário? 

Mara Assumpção: O Monastério pode ser adquirido no site da Editora Trevo (www.editoratrevo.com.br) ,  assim como  Amazon e  outras plataformas de vendas online, tipo Estante Virtual, Americanas, Submarino, Mercado Livre, etc... 

Meus dois livros espíritas estão à venda no “Clube de Autores”, Amazon e demais plataformas de vendas online. 

Através do meu site (www.maraassumpcao) é possível ter acesso aos “links” para compra dos livros, além de conhecer meu trabalho em contos, prosa poética, textos e divagações. Também tenho meu perfil no Instagram @escritas.by.mara, onde compartilho meu trabalho, além de textos e indicações de livros, poemas e citações de grandes personalidades, etc.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta? 

Mara Assumpção: Certamente que sim, a construção do meu nome como escritora e poetisa é o meu principal desafio no momento. Já tenho outros dois romances em andamento: um romance histórico cuja temática são os cátaros, e o outro, mais místico e espiritualista, sobre a transição planetária. Além disso, participando de três antologias poéticas: Poesia Livre 2021 da Vivara Editora, Prêmio Poesia Agora Verão 2021 da Editora Trevo, e Permita-se Florescer da EHS Edições, livros já em fase de edição. Poesia é algo novo para mim, comecei a escrever em meados do ano passado, então ter meus poemas selecionados nessas antologias foi bem importante. Não descarto para 2022, um livro de contos e prosa poética. Já tenho material pronto para isso!

Perguntas rápidas:

Um livro: O meu, “O Monastério – Memórias de um Cavaleiro Templário”

Um (a) autor (a):  Hermínio de C. Miranda, escritor, pesquisador e um estudioso da espiritualidade

Um ator ou atriz: Fernanda Montenegro e Lázaro Ramos

Um filme: Cidade de Deus

Um dia especial: O dia em que nasceram cada um dos meus amores, meus filhos e netos

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário? 

Mara Assumpção: Gostaria de acrescentar que meu trabalho traz muito das minhas crenças e fé, que são os pilares da minha escrita. Com minhas obras, tenho a pretensão de além de entregar entretenimento, compartilhar algum conhecimento, induzindo o leitor a reflexão sobre a grandiosidade da vida. Mas, não gostaria de ser rotulada como escritora espírita, por que escrevo para pessoas do mundo, independente de crenças ou fé. Minha escrita é universal, ainda que meus dois primeiros livros tenham sido romances espíritas. Minha visão e aspiração é a busca do bem, do nosso crescimento como pessoas, como humanidade e seres espirituais, que todos somos em essência.

Compartilhe:

quinta-feira, 13 de maio de 2021

Saiu a lista dos selecionados da antologia (e-book) Quintal Poético


CONFIRA A LISTA DOS AUTORES SELECIONADOS:
 
 1 - Augusto Filipe Gonçalves - 3 vidas 
 2 - Poeta do Mirante Pantaneiro (Rosildo Barcellos) - O papel  que me impressiona e  impulsiona!”
 3 - @Vulgoday (Dayane Lima Machado) - "Assimilação" e "Chronos & Feelling"
 4 - André Luiz Martins de Almeida - Estreitando Laços e Comunhão (Soneto)
 5 - Marian Eulália da Silva - "Saudades" e "Autoconhecimento"
 6 - Luiggi Cavalcanti Pessôa - "O menino e a educação" e "Aprendiz do mar"
 7 - Michel F.M. (Bruno Michel Ferraz Margoni) - "Cinza de Fuligem" e "Síntese Nossa em Minha Sinopse"
 8 - Sorel Delaney (Homero Rodrigues dos Passos) - "Medo, medo, segredo" e "É uma guerra!"
 9 - Lurdinha Alencar - Pôr do Sol
10 - Emanoely de Jesus dos Santos - "Belo é o amor" e "Quarentena" 
11 - Bel Wells (Gisabel Ferreira Gomes) - Eu quintal
12 - Zodja Barros - Lua Cheia Rosa
13 - WFS (Waschgniton Ferreira Santana) - Violenta Realidade
14 - Mirian Menezes de Oliveira - "Transtorno obsessivo literário" e "Marginalidade"
15 - O moço das palavras delicadas (Fernando Admir Nhangale) - "Tentei" e "Grito de socorro"
16 - Waléria Soares - Desespero
17 - Sonia Rosseto - Para Vinícius
18 - Milene Colin - Bala Perdida

PARABÉNS. Entraremos em contato via e-mail com cada um dos selecionados.

COMPARTILHE ;)

OBS.: para conhecer e participar de outras de nossas antologias: clique aqui.


Compartilhe:

quarta-feira, 12 de maio de 2021

Participe da antologia (e-book) FICÇÃO CIENTÍFICA - CONTOS E POEMAS. Leia o edital


PARTICIPE DA ANTOLOGIA (E-BOOK): FICÇÃO CIENTÍFICA - CONTOS E POEMAS

REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO NA ANTOLOGIA DIGITAL "FICÇÃO CIENTÍFICA - CONTOS E POEMAS":

1 - Escrever um poema ou conto de ficção científica (futuro, passado ou presente), sobre qualquer assunto: viagens no tempo, alienígenas, outros mundos, robôs, OVNIs, etc. Aceitaremos até 2 contos ou 2 poemas por autor. Caso sejam aprovados, os 2 textos serão publicados.

2 - SOBRE O CONTO OU POEMA: até 4 páginas, fonte Times ou Arial, tamanho 12, incluindo título. Espaçamento 1,5.
     
3 - Tipo de arquivo aceito: documento do Word (arquivos em PDF serão deletados).

4 - O conto ou poema não precisa ser inédito, desde que os direitos autorais sejam do autor e não da editora ou qualquer outra plataforma de publicação.

5 - Idade mínima do autor para participação na antologia: 18 anos completos. Menores de idade irão precisar de autorização dos pais ou responsável, caso o conto ou poema seja aprovado.

6 - Envie o conto ou poema pré-revisado. Leia e releia antes de enviá-lo.

7 - Data para envio do conto ou poema: do dia 19/04/21 até 19/05/21.

8 - Veja ficha de inscrição no final desse texto. Leia, copie as informações e preencha. Envie as informações da ficha + o conto ou poema para o e-mail: contato@edgarallanpoe.com.br. Escreva no título do e-mail: FICÇÃO CIENTÍFICA - CONTOS E POEMAS

CUSTO PARA O AUTOR:

R$ 50,00 por conto ou poema. Caso o autor envie 2 poemas ou 2 contos e tenha os dois selecionados, o valor será R$ 100,00. As informações para depósito serão informadas ao autor no e-mail que enviaremos caso o conto ou poema seja aprovado.
O valor servirá para cobrir os custos de leitura crítica e revisão, diagramação e divulgação da obra.

A antologia será digital (e-book) e gratuita para os leitores baixarem através de download, ela não será vendida. A antologia será amplamente divulgada nas redes sociais da Revista Conexão Literatura: Fanpage e Grupos do Facebook, Instagram e Twitter, que somam cerca de 200 mil seguidores.

O resultado será divulgado no site www.revistaconexaoliteratura.com.br e na fanpage www.facebook.com/conexaoliteratura, até o dia 21/05/21 (a data poderá ser prorrogada).

OBS: Enviaremos certificado digital de participação para os autores selecionados.


NOSSOS CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO:

A) - Criatividade;

B) - Textos preconceituosos, homofóbicos, racistas ou que usem palavras de baixo calão, serão desconsiderados;

C) - Seguir todas as regras para participação.

OBS.: Ademir Pascale, idealizador do concurso, disponibilizou para download uma apostila intitulada "Oficina Jovem Escritor", com dicas para quem está iniciando no mundo da escrita. Baixe gratuitamente, leia e pratique: CLIQUE AQUI.


FICHA DE INSCRIÇÃO DO AUTOR(A)

Nome completo do autor(a):

Seu Pseudônimo (caso use), para publicação na antologia:

Idade:

Título do conto ou poesia:

E-mail 1:
E-mail 2 (caso tenha):

Biografia em terceira pessoa (escreva sobre você num máximo de 7 linhas):
 

IMPORTANTE: Envie todas essas informações da ficha de inscrição para o e-mail: contato@edgarallanpoe.com.br. Escreva no título do e-mail: FICÇÃO CIENTÍFICA - CONTOS E POEMAS

O envio da ficha de inscrição + poesia ou conto para o e-mail indicado significa que o autor(a) leu todas as informações e regras dessa página para participação na antologia. Se entrarmos em contato, por favor responda o e-mail.

Não fique fora dessa. O concurso cultural será amplamente divulgado nas redes sociais.

COMPARTILHE ;)

OBS.: para conhecer e participar de outras de nossas antologias: clique aqui.


Compartilhe:

Participe da antologia TEMPO DE AMAR - CONTOS E POEMAS DE AMIZADE E AMOR - VOLUME II. Leia o edital


PARTICIPE DA ANTOLOGIA (E-BOOK):  TEMPO DE AMAR - CONTOS E POEMAS DE AMIZADE E AMOR

REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO NA ANTOLOGIA DIGITAL "TEMPO DE AMAR - CONTOS E POEMAS DE AMIZADE E AMOR":

1 - Escrever um poema sobre qualquer tema (livre). Aceitaremos até 2 poemas ou 2 contos por autor. Caso sejam aprovados, os 2 poemas ou 2 contos serão publicados.

2 - SOBRE O POEMA: até 4 páginas, fonte Times ou Arial, tamanho 12, incluindo título. Espaçamento 1,5.
     
3 - Tipo de arquivo aceito: documento do Word (arquivos em PDF serão deletados).

4 - O poema não precisa ser inédito, desde que os direitos autorais sejam do autor e não da editora ou qualquer outra plataforma de publicação.

5 - Idade mínima do autor para participação na antologia: 18 anos completos. 

6 - Envie o poema pré-revisado. Leia e releia antes de enviá-lo.

7 - Data para envio do conto: do dia 29/04/21 até 29/05/21.

8 - Veja ficha de inscrição no final desse texto. Leia, copie as informações e preencha. Envie as informações da ficha + o conto ou poema para o e-mail: contato@edgarallanpoe.com.br. Escreva no título do e-mail:  TEMPO DE AMAR - VOLUME II

CUSTO PARA O AUTOR:

R$ 50,00 por poema ou conto. Caso o autor envie 2 poemas ou 2 contos e tenha os dois selecionados, o valor será R$ 100,00. As informações para depósito serão informadas ao autor no e-mail que enviaremos caso o conto ou poema seja aprovado.
O valor servirá para cobrir os custos de leitura crítica e revisão, diagramação e divulgação da obra.

A antologia será digital (e-book) e gratuita para os leitores baixarem através de download, ela não será vendida. A antologia será amplamente divulgada nas redes sociais da Revista Conexão Literatura: Fanpage e Grupos do Facebook, Instagram e Twitter, que somam cerca de 170 mil seguidores.

O resultado será divulgado no site www.revistaconexaoliteratura.com.br e na fanpage www.facebook.com/conexaoliteratura, até o dia 31/05/21.

OBS: Enviaremos certificado digital de participação para os autores selecionados.


NOSSOS CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO:

A) - Criatividade;

B) - Textos preconceituosos, homofóbicos, racistas ou que usem palavras de baixo calão, serão desconsiderados;

C) - Seguir todas as regras para participação.

OBS.: Ademir Pascale, idealizador do concurso, disponibilizou para download uma apostila intitulada "Oficina Jovem Escritor", com dicas para quem está iniciando no mundo da escrita. Baixe gratuitamente, leia e pratique: CLIQUE AQUI.


FICHA DE INSCRIÇÃO DO AUTOR(A)

Nome completo do autor(a):

Seu Pseudônimo (caso use), para publicação na antologia:

Idade:

Título da poesia ou conto:

E-mail 1:
E-mail 2 (caso tenha):

Biografia em terceira pessoa (escreva sobre você num máximo de 7 linhas):


IMPORTANTE: Envie todas essas informações da ficha de inscrição para o e-mail: contato@edgarallanpoe.com.br. Escreva no título do e-mail:  TEMPO DE AMAR - VOLUME II

O envio da ficha de inscrição + poesia ou conto para o e-mail indicado significa que o autor(a) leu todas as informações e regras dessa página para participação na antologia.

Não fique fora dessa. O concurso cultural será amplamente divulgado nas redes sociais.

COMPARTILHE ;)

OBS.: para conhecer e participar de outras de nossas antologias: clique aqui.


Compartilhe:

O drama existencial em “As paredes eram brancas”

 


Novo livro do escritor paranaense Max Moreno é um romance policial

Procurando um livro surpreendente e que te conduza a várias teorias? Pois bem, “As paredes eram brancas” é bem capaz de ser esse livro. Em seu novo romance, Max nos conta a história de David, um garoto que aos 13 anos que é trancafiado num hospital psiquiátrico em Foz do Iguaçu, no Paraná.

O protagonista vive um dilema entre o real e o imaginário. Um garoto com sérios transtornos mentais ou um pré-adolescente vítima de uma conspiração monstruosa? O relacionamento complexo e conflituoso com a família, o desespero, a fantasia e a constante busca pela sanidade são elementos que sustentam o discurso narrativo de Max Moreno em seu novo livro.

O mundo habitado por David, Emily e vários outros personagens, tem como cenário, cidades do Paraná e do interior de São Paulo. Na trama o leitor é convidado a embarcar numa viagem (fuga?) que vai de Foz do Iguaçu à pequena Águas da Prata, divisa com o estado de Minas Gerais.

Um passeio vertiginoso entre a moral e a mais absoluta falta de caráter. O lado dissimulado e vil do ser humano, expostos como carne crua aos abutres. Não fosse pela comicidade implícita, o suspense e o apelo desesperador pelo “eu existencial”, talvez sobrassem uma ou duas críticas sociais. A construção de personagens complexos e a habilidade no uso do discurso indireto livre acenam para uma escrita mais consciente do autor.

O que Max nos propõe em “As paredes eram brancas” são momentos de muita tensão, mas também de alguma reflexão sobre o comportamento humano, sobretudo quando se tem em jogo a ambição pelo poder.

Max Moreno - Divulgação

Sobre o livro:

Título: "As paredes eram brancas"

Autor: Max Moreno

Editora: Clube

Páginas: 255

Edição: 1

ISBN: 978-1654271176

PARA ADQUIRIR OU SABER MAIS, ACESSE: CLUBE DE AUTORES e AMAZON

Compartilhe:

Romance de época ambientado em solo nacional

 


Inspirado nas histórias de emigrantes italianos que se mudaram para o Brasil no século XIX, enredo de "Italiana" retrata a saga da família da jovem Nita em meio a descoberta do amor

Tataraneta de italianos, a escritora Raphaela Barreto desenhou a história da jovem Antonieta, a Nita, e a saga da família de emigrantes baseada nas memórias trazidas pela avó. Italiana remonta ao século XIX, período em que muitos italianos partiram para o Brasil em busca de oportunidades, atraídos pelos convites estampados em cartazes e panfletos.

Com as condições de vida precárias na Itália – e um quarto filho a caminho –, a família decide então embarcar rumo ao Brasil para trabalhar nas plantações de café. Partindo do porto de Gênova, o destino era Ribeirão Preto. Uma viagem de 29 dias que, para a primogênita Nita, representaria um marco não apenas por deixar sua terra natal.  

Luca tinha problemas em falar “Nita”, mas eu gostava do jeito que senhorita soava em seus lábios. Tinha um som diferente em sua boca, como se fosse mais carinhoso do que apenas formalidades... E isso poderia ser mais um passo para bagunçar a minha vida.
(Italiana, p. 25)

Com o passar dos dias, Nita se aproximava cada vez mais de Luca, um dos amigos que fez a bordo do navio. Prestes a completar 16 anos, a jovem estava encantada pelo belo rapaz, um cavalheiro nato que se tornou a melhor companhia para conversas e passeios, sem medir esforços para conquistar o coração da italiana.

O romance promissor cede lugar às incertezas sobre o que aconteceria após o desembarque no Brasil: se permaneceriam ou não juntos. O enredo potencializa as angústias dos protagonistas quando um terceiro componente entra em cena: um casamento arranjado pelo pai de Nita. Ela irá honrar o desejo de sua família ou seguir seu coração?

Inspirado em fatos reais, Italiana diferencia-se como um dos raros romances de época ambientados em solo nacional. Cenário perfeito para uma história de amor que atravessa continentes para encontrar seu desfecho em meio às fazendas cafeeiras e ao processo de industrialização do país, protagonizado pelos colonizadores europeus.

Ficha técnica
Título: Italiana
Autora: Raphaela Barreto
ISBN: B083D7D2C3
Páginas: 292 páginas
Formato: 13 x 21 cm
Preço: R$ 39,90 (físico) e R$ 5,99 (eBook)
Link de venda: 
Amazon

Sobre a autora: Raphaela Barreto é do interior de São Paulo e começou a escrever ainda jovem. Com 13 anos já deixava a imaginação solta em seu blog pessoal que mantém ativo até hoje. Em 2018 escreveu seu primeiro romance e, desde então, não parou mais. Ela é apaixonada por livros, cinema, pipoca e gatos. Sua maior inspiração é o cotidiano e as histórias encontradas em sorrisos pela rua.

Redes sociais

Compartilhe:

Tirinhas do Snoopy foi uma das primeiras a ter representação racial


Conheça cinco curiosidades dos quadrinhos mais inteligentes e irônicas que impactaram gerações ganham livros colecionáveis em homenagem aos 70 anos do cão mais famoso de todos os tempos

Um convite a todas as gerações fãs do humor inteligente, irônico e fantástico para eternizarem o beagle mais famoso do mundo. Este é o chamado da Editora Planeta DeAgostini para que os leitores se permitam viajar nesse universo, por meio das tirinhas dominicais criadas por Charles M. Schulz:Snoopy, Charlie Brown & Friends, A Peanuts Collection.

As edições especiais de colecionador contam com os quadrinhos de 1952, época em que as tirinhas triplas começaram a ser publicadas, até os anos 2000. Uma homenagem aos 70 anos do cão mais famoso de todos os tempos. E, para que você conheça mais sobre o Snoopy, separamos cinco curiosidades. Viaje com a turma Peanuts e relembre essa trajetória cheia de nostalgia:

1 - Snoopy foi uma das primeiras tirinhas a ter um personagem negro: após a morte de Martin Luther King, em 1968, uma professora escreveu para Schulz falando sobre a importância de introduzir uma criança negra no grupo de Charlie Brown, para ajudar de alguma forma a diminuir o racismo na sociedade. Então, dia 1 de agosto de 1968, ele criou o personagem Franklin, que passa a integrar o grupo e trazer reflexões aos leitores.

2 – A comunicação de Snoopy: o famoso personagem apareceu pela primeira vez em 1950 e, na época, era similar a um cão real, andava em quatro patas e não se comunicava. No entanto, o personagem comunicou-se pela primeira vez, através de balões de pensamentos, dois anos após sua criação. Além disso, compreendia tudo o que os outros personagens da história diziam.

4 - Charlie Brown e seus amigos ao redor do mundo: em 1967, os quadrinhos de Schulz já eram publicados em 745 diários e 396 dominicais na América do Norte nos Estados Unidos e boa parte do Canadá. Tempos depois, As tirinhas já foram publicadas em aproximadamente 2 mil jornais e em mais 60 países, sendo traduzido para 40 línguas.

5 – As tirinhas foram publicadas todos os dias durante 50 anos: Charles Schulz publicou uma tirinha por dia entre os anos de 1950 e 2000, ao todo foram aproximadamente 18 mil tiras publicadas. A última foi lançada dia 13 de fevereiro de 2000, no qual Charles se despede dos seus leitores e anuncia sua aposentadoria.

Snoopy, Charlie Brown & Friends, A Peanuts Collection conta com textos exclusivos e prólogos escritos pelos especialistas em Charles M. SchulzAlexandre Boide e Érico Assis. Ainda, a primeira edição acompanha um fascículo especial de apresentação da coleção, que traz curiosidades sobre o universo dos clássicos quadrinhos de Snoopy.

As edições de colecionador da Planeta DeAgostini estão disponíveis em bancas da grande São Paulo e incluem volumes temáticos dedicados exclusivamente aos grandes alter egos de Snoopy. O primeiro volume apresenta as histórias em quadrinhos de 1967. “Snoopy, Charlie Brown & Friends, A Peanuts Collection” também está disponível para assinaturas mensais pelo site da editora: http://bit.ly/70anosSnoopy

Ficha técnica 
Editora: Planeta DeAgostini
Assunto: Coleção de livros Snoopy
Título: SNOOPY, CHARLIE BROWN & FRIENDS, A PEANUTS COLLECTION
Autora: Charles M. Schulz
Preço promocional 1º volume: R$ 14,99
Preço promocional 2º volume: R$ 49,99 (conta com duas edições de livros pelo valor de um)
Preço normal: R$ 49,99
ISBN: 978-85-439-0889-2
Edição: 60 edições com 61 Livros
Idioma: Português 
Número de páginas: 64 páginas
Link de assinatura: http://bit.ly/70anosSnoopy

Sobre o autor: Desde criança, sua vida já estava ligada às histórias em quadrinhos: sempre lia com o pai as tirinhas dos jornais aos domingos e sonhava em ser cartunista profissional. Hábil desenhista desde pequeno, realizava retratos do seu animal de estimação, um cachorro chamado Spike. Depois de participar da Segunda Guerra Mundial, começou a fazer caricaturas e tiras cômicas para diversos meios. Aos 27 anos, Charles Monroe Schulz publicou a primeira tira de Peanuts, considerada por muitos especialistas uma das melhores da história, a qual tornou o seu autor uma verdadeira celebridade.Ficou conhecido por desenvolver os personagens Charlie Brown e seu cachorro da raça beagle chamado Snoopy, entre outros personagens.

Sobre Érico Assis: Érico é tradutor inglês – português desde 2008. Trabalha como free-lancer para o mercado editorial e traduz, sobretudo, histórias em quadrinhos, não-ficção e literatura infantil. Érico Assis já traduziu aproximadamente 300 publicações. Ele é Doutor em Estudos de Tradução pela PGET/UFSC.
Clique aqui para acessar o site do tradutor.

Compartilhe:

Egidio Trambaiolli Neto lança o incrível “O homem que pintava virtudes”, por Cida Simka e Sérgio Simka


O professor e escritor Egidio Trambaiolli Neto, que também é editor da editora Uirapuru, acaba de lançar o fascinante livro: “O homem que pintava virtudes”, uma obra excepcionalmente bela, emocionante do começo ao fim. Escrito num estilo bastante agradável, o livro certamente agradará a todos, pois traz uma linda mensagem: amar é essencial.


Sinopse: Uma tempestade leva um grupo de crianças a buscar abrigo em uma casa que dizem ser habitada por um homem estranho, mas, quando entram, descobrem que aquela morada é uma espécie de ateliê com obras de arte fascinantes e que o hospedeiro é, na verdade, um gentil pintor, que diz ser capaz de enxergar as virtudes humanas retratadas em obras de artes magníficas. Não bastasse isso, o homem passa a revelar as maiores virtudes de cada criança, a partir das histórias que estão relacionadas com as experiências de vida de cada uma delas.

Mais do que uma história, este livro traz provocações e reflexões que nos sacodem o interior, forçam nossas mentes a buscarem o que há de melhor em nosso âmago. Sem dúvida, este livro, recheado de histórias virtuosas, deve ser lido várias e várias vezes, pois cada leitura nos revelará novas descobertas e nos fará mais sensíveis e humanos, ingredientes fundamentais para os momentos tão tensos pelos quais a humanidade vem passando. Este livro é fundamental, tudo porque: amar é essencial. 

Editora: Uirapuru

Autor: Egidio Trambaiolli Neto

ISBN: 978-65-86646-09-2 

Números de página: 136

Número de edição: 1

Ano de edição: 2020

Idioma: Português

Altura: 24 cm

Largura: 17 cm

Acabamento: Brochura

Link para o livro:

https://www.lojaeditorauirapuru.com.br/produtos/o-homem-que-pintava-virtudes


CIDA SIMKA

É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019), O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020) e Horror na biblioteca (Editora Verlidelas, 2021). Organizadora dos livros Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020), Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020) e O medo que nos envolve (Editora Verlidelas, 2021). Colunista da revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA

É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela editora Uirapuru. Colunista da revista Conexão Literatura. Seu mais recente trabalho acadêmico se intitula Pedagogia do encantamento: por um ensino eficaz de escrita (Editora Mercado de Letras, 2020) e seu mais novo livro infantojuvenil se denomina Horror na biblioteca (Editora Verlidelas, 2021).

Compartilhe:

terça-feira, 11 de maio de 2021

Ação e aventura em nova história de José M. S. Freire: Tamara Jong - A Guerra de Rarzok


Uma antiga e perigosa raça do universo paralelo no qual se situa o planeta Úlion, após reerguer-se de sua quase aniquilação no passado distante, sendo liderada agora pelo Imperador Rarzok, retoma seus planos de conquista interplanetária. Ela está mais forte ainda do que estava quando da guerra contra uma coalizão de planetas que quase a levou à extinção.

O imperador, em seu desejo de vingança pela derrota sofrida por seus antepassados, criou uma arma terrível, capaz mesmo de destruir mundos inteiros, com a qual espera sair-se vitorioso do novo conflito ao qual pretende se lançar com todas as suas forças. Seu principal alvo é a Aliança Intergaláctica, uma organização interplanetária formada, principalmente, pelos planetas da antiga coalizão que derrotou seu povo.

Enquanto isso, na cidade subterrânea de Kalenda, totalmente alheios aos sinistros planos de conquista de Rarzok, os revolucionários ulianos continuam engajados em sua árdua luta contra as moneras, para tirá-las do poder e restaurar a monarquia uliana em seu planeta. Todavia, acontecimentos fortuitos em um lugar longínquo do universo acabam por alertá-los sobre a iminente guerra interplanetária pretendida pelo imperador. Sabendo que o próprio Úlion estará na mira de Rarzok, o tenente rebelde Zorach e seus companheiros se vêem forçados a empreender uma jornada pelo espaço sideral para tentar obter informações valiosas sobre as ações dele, que podem ser muito úteis não só em sua guerra contra as forças do governador monera Guaxaltopac, como também para ajudá-los a traçar ações estratégicas ante uma possível agressão externa ao seu querido planeta.

Tamara Jong, por sua vez, ainda se encontra numa longa viagem espacial de regresso a Úlion, após resgatar Maí-Turá das garras de um tartaceu que a havia sequestrado na capital uliana, Cetérion. Todavia, devido a um contratempo decorrente de um pequeno problema em sua espaçonave, ela casualmente acaba por tomar conhecimento também dos planos de Rarzok de conquistar todo o universo conhecido. A terráquea, inclusive, vê com os próprios olhos a arma mortífera que o imperador projetou para este fim. Porém, destemida e ousada, como sempre, Tamara não se intimida com a situação perigosa na qual acaba se envolvendo diretamente com a sinistra raça conquistadora, e luta para se livrar dela, partindo, em seguida, em uma jornada pelas vastidões do espaço decidida a fazer sua parte para ajudar seus camaradas a enfrentarem a guerra de Rarzok.

TAMARA JONG: A GUERRA DE RARZOK

POR JOSÉ M. S. FREIRE

PARA ADQUIRIR O E-BOOK, ACESSE: AMAZON - KOBO

Compartilhe:

segunda-feira, 10 de maio de 2021

Conheça o livro "Guerra entre mundos", da autora Priscila M. Mariano


SINOPSE:
O que Bruno poderia fazer quando um de seus pesadelos se torna realidade e ao acordar, dá de cara com um dos monstros de seus sonhos ao lado de sua cama, pronto a matá-lo. 

Esta é a história de Bruno Gonçalves Freijó que descobriu que sua vida não era tão normal assim, passando de um adolescente comum para algo que estava além de sua compreensão. 

“Guerra Entre Mundos” envolve amor, amizade e esperança, em uma batalha que perdura há milênios em outras Dimensões e agora chega à Terra.


COMENTÁRIOS DE LEITORES NA AMAZON


Jadiael Viana

Surreal

Avaliado no Brasil em 16 de abril de 2021

Li vários livros da autora. Logo, me sinto à vontade ao dizer: ela é a rainha da aventura. Suas histórias têm um quê de nostalgia, algo que me remete à infância, para sempre marcada pela série Vaga-Lume. Guerra Entre Mundos, em especial, é uma história de ação sem limites. Dando vida a uma mitologia inteiramente nova, Priscila Marcia Mariano nos apresenta ao reino dos nífias, elyar's e sentinelas. Ao lado dos amigos, o adolescente Bruno Freijó vai embarcar em uma jornada épica. O objetivo não poderia ser outro. Enfrentar o poderoso Kiron e pôr um fim à uma guerra que visa a destruição de todos os planetas.

Bem costurada, a trama se desdobra em uma verdadeira sucessão de reviravoltas e surpresas. As cenas de combate são de tirar o fôlego. Fui cativado por vários personagens, mas Tadeu, Miza, Yani, Kalust e Marcel, eu, com certeza, não vou esquecer. Recomendo demais a leitura.


Marta Machado Rocha.

5,0 de 5 estrelas Fantástico

Avaliado no Brasil em 19 de abril de 2021

Bruno pensava que era um adolescente comum até ser perseguido pelas bestas de Kiron. De uma hora para outra, a vida dele muda radicalmente o obrigando a deixar suas certezas para trás. Ele se vê envolto em um mundo de seres desconhecidos e todo o universo dependerá dele e dos seus aliados para continuar existindo da maneira como conhecemos.

Com personagens inesquecíveis, Guerra Entre Mundos nos trás uma mitologia inédita. É um livro que vale a pena ser lido.


Juliana Leite.

5,0 de 5 estrelas A jornada é dentro de nós.

Avaliado no Brasil em 16 de abril de 2021

Já parou para imaginar como seria acordar e descobrir que sua vida é uma mentira? Que você é uma pessoa diferente da que imaginava, que seus pais biológicos não são aquelas pessoas que você tanto beijou e a quem tanto pediu a benção antes de sair? Que você não é quem sempre achou que fosse? E se, pra ajudar, os piores monstros saíssem dos pesadelos para lhe assombrar? É com esse cenário de assolação identitária que Priscila Marcia Mariano nos saúda às boas-vindas em Guerra Entre Mundos.

É numa noite comum que Tadeu recebe Bruno, seu melhor amigo, em sua casa. Bruno está sujo e maltrapilho, mas Tadeu não faz perguntas, não o julga, apenas o acolhe, o protege de um mal desconhecido.

“Enfim atravessou o espaço que o separava da luz e adentrou por ela, sendo cercado e engolido por um turbilhão de emoções, enquanto ouvia longe o rugir das bestas, como se ele tivesse ganhado pelo menos aquela batalha. Sua alma estava fervilhando, enchendo-se de alento. Naquele momento, não mais se via apenas como Bruno. Existia algo dentro dele, algo bom, poderoso. Não mais um fraco, um desajustado, sentia-se grande, forte.”

Por meio de pistas deixadas entre acontecimentos e parágrafos, não demora para o leitor descobrir que Bruno não se trata de um adolescente comum e que é impensavelmente perturbador o que o assombra. Porém, diferente da maioria dos livros sobre jornadas intrapessoais direcionadas ao público adolescente, essa descoberta não é feita de forma dramática. Guerra Entre Mundos reinventa o conceito da Jornada do Herói apresentando-nos um protagonista já enfrentando inimigos e provações no ponto em que se desenrolaria o início do chamado.

Acontece que o protagonista de Guerra Entre Mundos não precisa atravessar etapas para ser, porque ele é, e esse é o ponto crucial da história. Priscila Marcia Mariano nos chama à importância de valorizar o que somos por essência, o que somos de fato, e não em potencial.

“Será que o porteiro não sabia disto? Que o apartamento nove estava desocupado? O que estava acontecendo neste prédio?”

Enquanto as estruturas do mundo concreto são abaladas, realidades etéreas são manifestas a Bruno e a seus amigos. O leitor não é poupado de discussões acerca da imortalidade e do conceito de divindade proposto pela narrativa como sendo a energia atuante da existência do universo e de seus seres integrantes, aqui atuantes como os responsáveis do equilíbrio cósmico.


É um livro repleto de personagens cativantes, compostos por muita química entre si. É impossível não ficar colado às páginas durante as cenas de ação, que embora sejam visuais, são também introspectivas: andam o enredo e o arco dos personagens. Ao fim de cada cena, percebe-se que o personagem avançou um degrau.

“Como proceder? Era esta a pergunta que se fazia de olhos voltados ao cerne do Universo. Podia chamar de muitos nomes. Mesmo ele, tão antigo quanto a própria Criação, apenas se referia ao centro do Universo como um coração e mente em eterno trabalho. Vendo tudo e agindo conforme o necessário. Nunca interferindo no livre pensamento dos seres que viviam em seu meio.”

Apesar da autora usar uma linguagem simples para nos contar essa história, não se enganem: é um livro pesado de informações, de filosofias complexas; é um livro que merece ser lido, no mínimo, duas vezes para se conseguir absorver toda a sua riqueza filosófica.


Links de Venda:

Amazon: https://www.amazon.com.br/Guerra-Mundos-Priscila-Marcia-Mariano-ebook/dp/B08SVQD952/

Edições Vila Rica: https://www.edicoesvilarica.com.br/guerra-entre-mundos


Redes sociais da autora:

Instagram: https://www.instagram.com/priscilamarciamariano/

Facebook: https://www.facebook.com/priscilamarcia.mariano

Skoob: https://www.skoob.com.br/usuario/628785-priscila-marcia

Compartilhe:

Autor(a) divulgue o seu livro - Conheça o Pacote Divulgação Para Autores

 


VEJA O QUE ENGLOBA NO PACOTE DIVULGAÇÃO PARA AUTORES:


1 - Entrevista com o autor
a) - A entrevista será publicada no site da revista: www.revistaconexaoliteratura.com.br
b) - A entrevista também será publicada em uma edição da revista digital Conexão Literatura
OBS.: a entrevista é elaborada via e-mail e inclui foto do autor + capa do livro.

2 - Divulgação nas Redes Sociais
a) - Divulgaremos a entrevista em nossa fanpage com mais de 172 mil seguidores: clique aqui
b) - Divulgaremos a entrevista em nosso Instagram com mais de 9 mil seguidores: clique aqui

Bônus
a) Publicação do release do livro (ou sobre o trabalho literário do autor) em nosso site: www.revistaconexaoliteratura.com.br
b) Divulgação da página do release em nossa fanpage com mais de 172 mil seguidores: clique aqui
OBS.: o autor envia o release pronto + imagens para nós. No release o autor poderá incluir a sinopse do livro, links de venda, biografia do autor, foto do autor, capa do livro, redes sociais, comentários de quem já leu, etc.

VALOR PROMOCIONAL DO PACOTE DIVULGAÇÃO:
Apenas uma única parcela de R$ 100,00

A PROMOÇÃO É POR TEMPO LIMITADO, ENTÃO GARANTA JÁ A SUA DIVULGAÇÃO

DIVULGAMOS LIVROS FÍSICOS (IMPRESSOS) E DIGITAIS (E-BOOKS, LIVROS NA AMAZON, WATTPAD, ETC). 

PODEM USAR ESSE PACOTE DIVULGAÇÃO: ESCRITORES, ROTEIRISTAS, ILUSTRADORES, REVISORES, CAPISTAS, ETC.

OBS.: Pode ser pago via depósito, doc ou transferência para nossa conta no Bradesco. Também aceitamos cartão de crédito. Caso opte por cartão de crédito, enviaremos a solicitação de pagamento através do site PayPal, que é fácil e seguro.

Além de escritores do Brasil, também divulgamos autores portugueses.

INTERESSADOS É SÓ ENTRAREM EM CONTATO. ESCREVA NO ASSUNTO DO E-MAIL: "TENHO INTERESSE NO PACOTE DIVULGAÇÃO". 
* ESCREVA PARA: ademirpascale@gmail.com ou contato@livrodestaque.com.br
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Posts mais acessados da semana

Anuncie e Divulgue Conosco

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels