quinta-feira, 23 de abril de 2020

Carla Luz e o livro Histórias de cemitério e meia-noite, por Cida Simka e Sérgio Simka

Carla Luz - Foto divulgação
Fale-nos sobre você.

Eu sou a Carla, formada em pedagogia (e agora vou cursar filosofia!), professora de criança pequena da rede pública do Rio de Janeiro, apaixonada por leitura, teatro musical, filmes infantis e que volte e meia tem uma ideia para alguma história.

ENTREVISTA:

Fale-nos sobre seu livro. O que a motivou a escrevê-lo?

O que antes era medo, hoje é fascínio. Qualquer lugar histórico que faço turismo eu pergunto se há um cemitério para visitar. Por causa desse gosto peculiar, eu reuni algumas histórias de família e algumas ideias que estavam rondando minha cabeça e que me divertiam num livro. Notei que todas as histórias tinham o cemitério como cenário ou o horário de madrugada, então coloquei o nome de “Histórias de Cemitério e Meia-Noite”. Uma curiosidade é que há um ditado popular aqui perto de casa que diz que 7 é conta de mentiroso. Por isso são oito histórias. Outro fato interessante do livro é que na história das três irmãs e a vela, bom... eu realmente sou neta daquela Rachel! Nesse livro em específico, o que me motivou foi o humor e a dúvida. Meu desejo é que o leitor dê um sorriso e ao mesmo tempo se pergunte será?

Como analisa a questão da leitura no país?

Acredito que as pessoas estão lendo mais. Mas ainda há que se expandir mais o acesso à leitura. Moro num bairro pobre do Rio de Janeiro e aqui observo que a escola é o local onde as crianças e adolescentes têm o primeiro contato com o livro. Como sou professora de crianças pequenas, faço questão de mostrar o livro, ilustrações, tradutores, autores, fazer uma leitura bem interessante para plantar o amor pelos livros. A internet ajuda com plataformas gratuitas onde os escritores iniciantes postam seus textos, plataformas de livros digitais com preços mais baratos que os físicos, etc. Aqui em Bangu no Rio de Janeiro só há UMA ÚNICA livraria e não tem nem cinco anos de existência. Infelizmente para a população mais pobre o acesso à leitura chega, mas muito atrasado e não com tanto incentivo como em bairros mais ricos. Porém sou otimista. Está melhor do que antes, hoje temos uma livraria no shopping, algumas salas de leitura nas escolas e a Biblioteca de Bangu que luta bravamente há mais de 20 anos para permanecer na ativa.

O que tem lido ultimamente?

Eu tenho lido livros religiosos, romance (sou muito fã da Carina Rissi), descobri que gosto de biografias, então estou lendo a da Elza Soares e a próxima será do Freddie Mercury, além de livros sobre Filosofia. Eu leio muita coisa e muitas coisas ao mesmo tempo, mas ultimamente tenho tentado diminuir o ritmo e dar mais qualidade e profundidade a minha leitura. Gosto de muitos gêneros, principalmente fantasia, contos de fadas e distopias. Há muita coisa nacional boa por aí, basta a gente procurar, tanto nos mais famosos como a Carina Rissi quanto naqueles que estão começando e deixando um conto grátis nas plataformas digitais.

Que dicas poderia fornecer a um escritor principiante?

Ler sempre. Eu deixo sempre um caderninho ao lado da cama. Procurar um curso sobre escrita para aprimorar, pois não seremos nunca os perfeitos, todos nós sempre teremos muitas coisas para melhorar. Observar pessoas, locais, sentimentos próprios e dos outros, expressões faciais, etc. Gosto de pensar nos sentimentos que quero despertar no leitor. Releio, escrevo outra vez, dou pra minha mãe ler, volto, faço riscos, acrescento, retiro, deixo quieto um tempo, volto a ler. E, por último, ter paciência e foco. Acho que são essas 2 últimas dicas que falo mais enfaticamente para mim.

Quais os seus próximos projetos?

Próximos projetos? Quero terminar um livro de poesia infantil e mais três livros infantis sobre lendas, numa mistura de lendas já conhecidas com lendas urbanas inventadas. Eu tenho muitos textos infantis pra dar aquela última revisada e tentar publicar de alguma maneira. Espero conseguir.

Link para o livro:


CIDA SIMKA
É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019) e O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020). Organizadora dos livros: Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020) e Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020). Integrante do Núcleo de Escritores do Grande ABC e colunista da Revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA
É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela Editora Uirapuru. Membro do Conselho Editorial da Editora Pumpkin, integrante do Núcleo de Escritores do Grande ABC e colunista da Revista Conexão Literatura. Seu mais novo livro se intitula Pedagogia do encantamento: por um ensino eficaz de escrita (Editora Mercado de Letras, 2020).
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

COMUNIDADE INFLUXO

SONHOS FULGURANTES - ROBERTO MINADEO

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels