terça-feira, 19 de maio de 2020

EXCLUSIVO: Luiz Gabriel Tiago, o Sr. Gentileza, concede entrevista à revista Conexão Literatura, por Cida Simka e Sérgio Simka

Luiz Gabriel Tiago (Sr. Gentileza) - Foto divulgação
Nesta entrevista exclusiva, Luiz Gabriel Tiago, conhecido como Sr. Gentileza, fala sobre seus livros, sobre sua indicação ao Prêmio Nobel da Paz e a Instituição Pontinho de Luz.

Fale-nos sobre você.

Sou de uma família muito simples. Comecei a trabalhar aos 15 anos como ambulante no Centro do Rio de Janeiro e, com muita garra e honestidade, tive/criei oportunidades de estudar, me capacitar e conquistar meu espaço no mundo.
Em 2010 fundei a Empresa de Desenvolvimento Humano “Geração Gentileza” dedicada à Consultoria em Responsabilidade Social Corporativa através da Gentileza, Treinamentos, Palestras e ações solidárias. 
Somos a única empresa de desenvolvimento humano-coletivo especializada em Gentileza da América Latina. Sim, somos brasileiros e entendemos bem do comportamento do nosso povo por aqui. Queremos o que todos desejam: mudar o comportamento para um ambiente profissional leve, produtivo e próspero.
Aos poucos a Gentileza foi transformando a minha vida e a se espalhar pelo Brasil. Os convites para estar nos lugares, conhecer grupos, fazer palestras em empresas etc., não paravam de chegar. 
As pessoas foram se juntando para fazer o bem e o mal se esvaindo. Por onde passava Deus se manifestava de uma forma linda. As dificuldades surgiam e os gigantes também se levantavam para impedir que a Gentileza se propagasse. Mas... 
Aprendi que quando os obstáculos aparecem, na verdade denunciam uma coisa que a gente não pensa na hora: você está no caminho certo! É pra continuar!

ENTREVISTA:

Fale-nos sobre seus livros.

Sou autor de alguns livros sobre relações humanas, em especial o best-seller “Gentileza no Trabalho” (Editora Ideias e Letras, 2012), onde abordo a importância das relações saudáveis para a realização pessoal e profissional de uma forma leve e inspirada nos poemas do falecido Profeta Gentileza (José Datrino, 1917-1996). Também escrevi o "Como Driblar a Raiva no Trabalho" (Editora Ideias e Letras, 2009), que é uma leitura rápida e bem-humorada sobre as armadilhas provocadas pela ira.
No final fundei a minha própria editora (Edições Sr. Gentileza) em sociedade com a minha filha mais velha, Marina Morena, que é a Editora e Revisora das obras que serão publicadas. O meu terceiro livro já foi lançado e se chama “Missão de Amorrr (2020)” – dedicado à difícil arte de ser um missionário no Brasil, principais habilidades desenvolvidas e dificuldades encontradas.

Você é conhecido como Sr. Gentileza. Fale-nos sobre isso.

Meu nome é Luiz Gabriel e ganhei um apelido muito especial - Sr. Gentileza - por causa dos estudos dos impactos da Gentileza na sociedade em pesquisas acadêmicas em Educação com base em valores humanos, norteadas por predicados que foram esquecidos ou deixados de lado no dia a dia profissional e pessoal - como a prática gentil.
Com o passar do tempo, o apelido (que foi dado por uma leitora de Barra Mansa/RJ) se transformou numa grande responsabilidade – me conscientizando sobre o meu papel como agente de mudanças da humanidade.

Fale-nos sobre a Instituição Pontinho de Luz.

Também em 2010 nasceu a Instituição Pontinho de Luz, o maior movimento de Gentileza da humanidade, com mais de 150.000 pessoas e empresas interligadas no mundo inteiro. Durante os últimos anos recebemos vários prêmios nacionais e menções honrosas em reconhecimento ao delicado trabalho em prol do bem-estar da sociedade em todo o país e em outros lugares do mundo.
A Pontinho de Luz é organizada em grupos de voluntários e está espalhada por todo o Brasil e mundo. São crianças, adolescentes e adultos dispostos a viver o Espírito Pontinho de Luz através da doação de seu tempo para a organização de ações sociais e atos de Gentileza.
Ser um Pontinho de Luz é se colocar no lugar do próximo e sentir suas dores. Sentir a dor do outro é ter atitude e fazer alguma coisa pra mudar a situação. Acreditamos que podemos transformar ao nosso redor quando decidimos mudar a nós mesmos. Estamos prontos para o que der e vier.

Você foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz em 2018 e em 2019. Fale-nos a respeito.

Fui surpreendido por dois reconhecimentos que mudariam a minha vida: fui indicado ao Prêmio Nobel da Paz de 2018 e 2019 também - reconhecimento devido ao nosso empenho em combater a fome no mundo e a promover uma cultura de paz. A Pontinho de Luz é uma grande família disposta a propagar atos de Gentileza no Brasil e em vários países, além de atuar contra a fome, desigualdade e injustiça social. 
Há alguns anos sofremos bastante por causa da corrupção – repercutindo na sociedade como um todo, faltando recursos básicos para todos viverem dignamente. As minhas indicações ao Nobel chegaram como sinal de esperança. Podemos ser otimistas! Tem gente trabalhando silenciosamente para ajudar. Somos milhares de brasileiros dispostos a fazer o bem sem esperar nada em troca.

29 de maio comemora-se o Dia Nacional da Gentileza. Qual o recado que poderia fornecer a todos e todas?

O Dia Nacional da Gentileza (29 de maio) reforça a importância de se discutir o tema, de trazer à tona de forma expressiva sua importância, de elaborar e colocar em prática programas realmente eficazes que promovam a mudança de comportamento do ser humano em ambientes coletivos. 
Há a necessidade de um despertar de consciência. Nos acostumamos a reclamar, a questionar, a criticar e a julgar, mas não fomos ensinados a praticar o bem sem esperar nada em troca, pois crescemos ouvindo os mais velhos dizerem que o mundo pertencia aos mais espertos. 
A Gentileza merece ocupar seu espaço na sociedade, especialmente nas empresas, grupos religiosos, escolas, universidades, órgãos públicos e, principalmente, na consciência humana.
A comemoração é uma forma de conscientizar, comover e envolver a sociedade na adoção de um comportamento gentil, que inclui a solidariedade, respeito, tolerância, generosidade, educação, inclusão e caridade.

Mais informações:


CIDA SIMKA
É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019) e O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020). Organizadora dos livros: Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020) e Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020). Colunista da Revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA
É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela Editora Uirapuru. Membro do Conselho Editorial da Editora Pumpkin e colunista da Revista Conexão Literatura. Seu mais novo livro se intitula Pedagogia do encantamento: por um ensino eficaz de escrita (Editora Mercado de Letras, 2020).


Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

REVISÃO E LEITURA CRÍTICA

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels