domingo, 27 de setembro de 2020

J. A. Gaiarsa, 100 anos Coletânea de pensamentos


Em e-book gratuito, Editora Ágora presta homenagem ao psiquiatra, que introduziu o pensamento de Wilhelm Reich no país, com um compilado de textos produzidos em mais de 70 anos de atuação.

Para celebrar a trajetória de um dos nomes que se tornaram referência em psicoterapia corporal no Brasil, a Editora Ágora lança J. A. Gaiarsa, 100 anos – Coletânea de pensamentos [exclusivamente em e-book para download gratuito]. A pequena coletânea de pensamentos do psiquiatra José Ângelo Gaiarsa (1920-2010), um gênio aberto e destemido, que conquistou corações no Brasil e no mundo, é uma singela homenagem do Grupo Editorial Summus ao centenário de seu nascimento e um marco certeiro para a memória da psicologia brasileira.

Um dos brasileiros mais brilhantes que viveu entre os séculos 20 e 21, Gaiarsa nasceu em Santo André (SP) em agosto de 1920. Formou-se em Medicina pela Universidade de São Paulo e especializou-se em Psiquiatria, introduzindo o pensamento de Wilhelm Reich no país.

Nas décadas de 1960 e 1970, ele transitou pelo ambiente da contracultura paulistana e formou uma legião de terapeutas corporais. Apesar disso, nunca aceitou a idolatria: incentivava os participantes de seus grupos a alçar voos e encontrar o próprio caminho. Um dos primeiros intelectuais a quebrar a barreira da linguagem, falou de temas caros a todos nós, como amor, sexo, comportamento, fidelidade, educação de filhos, machismo, feminismo e hipocrisia. Entre 1983 e 1993, participou de um programa na TV aberta respondendo a dúvidas dos telespectadores e conquistou altos índices de audiência.

Em seus cerca de 30 livros, Gaiarsa compartilhou conhecimentos de biologia, antropologia, sociologia, comunicação não verbal, fisiologia, biomecânica, cinesiologia, psicanálise e terapia corporal. Adorava estudar os fenômenos de consciência. Crítico contumaz da família nuclear tradicional e da posição subalterna da mulher na sociedade, usava de fina ironia e muitos exemplos de consultório para explanar seus pontos de vista. Iconoclasta, sofreu duras críticas, mas nunca deixou de falar sobre aquilo em que acreditava: o amor como único antídoto para as mazelas humanas.

Aliás, Gaiarsa foi muito amado e teve inúmeros amores. Pai de quatro filhos. identificava-se com a figura do Cavaleiro Andante medieval e tinha grande apreço pela figura de Jesus Cristo. Assim se definia:

“Sou primeiro um cosmopolita do Universo [...]. Sou depois um membro desta raça equívoca – a humanidade desumana – a oscilar continuamente entre a santidade e a perversidade, a genialidade e a loucura, os mais astutos e implacáveis predadores de Gaia e de tudo que ela nos oferece, a Grande Mãe Generosa que exploramos sem piedade, sem cuidado e sem remorsos, dizendo mentirosamente o tempo todo que a respeitamos e amamos. Amo essa humanidade e, apesar de tudo, ainda tenho esperança de um dia vê-la feliz – principalmente mais prazenteira, amorosa e solidária.” 

Título: J. A. Gaiarsa, 100 anos – Coletânea de pensamentos

Editora: Editora Ágora

E-book disponível para download gratuito

ISBN: 978-65-5549-006-0

Atendimento ao consumidor: (11) 3865-9890

Sitewww.editoraagora.com.br

Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

COMUNIDADE INFLUXO

SONHOS FULGURANTES - ROBERTO MINADEO

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels