quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Márcia Feitosa e o livro As viagens de Zequinha – no terreno dos chorões

Márcia Feitosa - Foto divulgação
Nascida em São Paulo/SP, Márcia Feitosa iniciou seus estudos musicais ainda quando criança, com o violão e canto coral. Já em Recife/PE, fez parte do Teatro de Ópera de Pernambuco, sob a regência do maestro Juarez Salles. Em 2004, junto a Tony Borba de Melo, formou o projeto MUSICANDARTE, para promover o acesso à cronologia da MPB nos últimos 150 anos. Atualmente, é professora de técnica vocal em Pernambuco. Autora do livro: As viagens de Zequinha - no terreno dos chorões, publicado em 2020 pela Editora Inverso em uma parceria com a CASA Projetos Literários.

ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?


Márcia Feitosa: Na escola onde eu estudava em São Paulo, as professoras de português estimulavam muito a leitura, promovendo clubinhos do livro nas salas de aula, recitais de poesia, concursos de redação e também traziam para a sala alguns autores dos livros paradidáticos que a gente usava. Isso tudo me encantava! E como eu era uma criança muito tímida mas com uma imaginação muito fértil,  eu preferia me expressar na escrita do que na fala. Tanto que nessa época eu fui inscrita pela minha professora no primeiro concurso de redação da escola e ganhei o primeiro lugar concorrendo com a escola inteira! Uma surpresa pra mim.

Conexão Literatura: Você é a autora do livro “As viagens de Zequinha – no terreno dos chorões”. Poderia comentar sobre a história?

Márcia Feitosa: O Zequinha é um menino de 11 anos, que ama jogar futebol, ouvir música e tomar milk shake com seus amigos na melhor sorveteria do bairro.  Num certo domingo de sol, indo para um jogo de futebol ele acaba encontrando um misterioso portal do tempo que o leva até 1909! Lá ele conhece Pixinguinha criança, que vai levá-lo a conhecer os chorões e sua música incrível, além de grandes personagens do Choro, como Chiquinha Gonzaga e Ernesto Nazareth.

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro?


Márcia Feitosa: Bom, as pesquisas para o livro vieram do acervo do meu projeto Musicandarte, que faz esse trabalho há 16 anos. Ao longo desses anos juntamos livros raros, CDs e material digital que deram todo o respaldo para a construção do livro. A ideia em si de fazer o livro surgiu há quase 10 anos atrás mas entre começar a escrever e concluir o mesmo levou por volta de 3 anos. 


Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho que você acha especial em seu livro?

Márcia Feitosa: É difícil destacar um único trecho porque pra mim ele é todo especial! (risos) Mas, um dos momentos em que me emocionei ao escrever foi quando D. Feliciana, viúva de Joaquim Callado, conta para Zequinha, ao lado de Chiquinha Gonzaga,  a história de seu saudoso marido como Pai dos Chorões.

Conexão Literatura: Qual a dica que pode dar a um escritor iniciante?

Márcia Feitosa: Primeiro, acreditar naquilo que você escreve. Não escrever apenas por um modismo passageiro ou para impressionar uns e outros. E segundo, e essencial, é procurar um bom agente literário para lhe orientar. Eu tenho um ótimo para recomendar (risos). 


Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir um exemplar do seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Márcia Feitosa: É só entrar no site da Casa Projetos Literários www.casaprojetosliterarios.com.br. Lá o leitor vai ter todas as informações bem detalhadas!

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Márcia Feitosa: Sim. Com certeza! Esse livro é o primeiro de uma série de 7 livros que vão levar o Zequinha a novas viagens no tempo para conhecer outros estilos da nossa MPB! Inclusive o segundo, que será sobre o Samba, já está escrito e estou começando a escrever o terceiro.

Perguntas rápidas:

Um livro: A Ladeira da Saudade, de Ganymédes José
Um (a) autor (a): Maria Clara Machado
Um ator ou atriz: Keanu Reeves
Um filme: O Som do Coração
Um dia especial: O dia em que levei meus pais para assistir o Cirque du Soleil, em Recife.

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Márcia Feitosa: Não deixem de conhecer o Zequinha. Ele representa o nosso amor pela cultura e pela música brasileira e nos traz à memória nossa ancestralidade enquanto povo. Viva a MPB! 


Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

COMUNIDADE INFLUXO

SONHOS FULGURANTES - ROBERTO MINADEO

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels