Mostrando postagens com marcador 1968. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador 1968. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 27 de junho de 2019

1968: Quando a Terra tremeu, de Roberto Sander


MEIO SÉCULO DEPOIS, AINDA SENTIMOS OS EFEITOS DO “ANO QUE NÃO TERMINOU”

1968 é um ano-chave para a história mundial e brasileira, repleto de episódios emblemáticos, como o Maio Francês e a Primavera de Praga, na Europa, e a Passeata dos Cem Mil e a imposição do temido AI-5, num Brasil subjugado pelo regime militar. A abordagem do jornalista Roberto Sander neste livro, contudo, não se limita aos acontecimentos políticos que tão profundamente marcaram o período.

O painel de 1968 construído aqui é completamente novo. A narrativa avança mês a mês, tratando dos mais variados assuntos. O leitor é levado ora para a Guerra do Vietnã, ora para a primeira visita ao Brasil de um arredio Mick Jagger; para a África do Sul, em pleno Apartheid, onde acontecia o primeiro transplante de coração bem-sucedido do mundo; para Havana, onde Fidel Castro fazia um expurgo no Partido Comunista cubano; e para as viagens espaciais que preparavam a chegada do homem à Lua.

Em 1968 – Quando a Terra tremeu, Roberto Sander explora histórias saborosas e surpreendentes sobre ciência, moda, comportamento, esporte e cultura em geral, daquele que foi um ano ainda mais complexo, assombroso e sedutor do que se sabe.

________________________________________

“Tendemos a pensar em 1968 como uma instituição. Deixou de ser um ano – tornou-se uma época, uma era, algo vindo da mitologia. Mas não. 1968 foi um ano como todos os outros, constituído de meses, semanas e dias. A diferença é que, em cada um desses meses, semanas e dias, o mundo estava sendo dividido em antes e depois. Eu devo saber – porque estava lá. E agora revejo tudo neste livro de Roberto Sander.”
Ruy Castro, escritor

Páginas: 304 • Formato: 16 x 23 cm • Acabamento: Brochura • ISBN: 9788582864371 • Código: 13344 • Área temática: História • Editora Vestígio • Edição: 1 • Mês/Ano de publicação: 04/2018

7 frases do livro "1968: Quando a Terra tremeu"

"As causas do descontentamento estudantil variavam de país para país, mas em todas as esferas existiam jovens que rechaçavam a sociedade caduca que lhes era oferecida. Eles simplesmente descobriram que tinham poder e passaram a sonhar com novos valores e com uma nova ética." - pág. 13

"Em tempos de Guerra Fria, a maior ameaça que pairava sobre o planeta era a eclosão de um conflito nuclear. A humanidade já havia vivido recentemente essa possibilidade." - pág. 34

"Das grandes janelas do Rio Negro, o que se via era só o deslumbramento de uma região de muito verde e de ar puro, em contraste com a atmosfera abafada que sufocava a política nacional." - pág. 50

"Cumprimos o nosso dever e havemos de cumpri-lo à custa de qualquer sacrifício. Os agitadores pedem sangue, mas o Brasil continuará sem sangue." - pág. 85

"O lema é 'proibido proibir' expressava bem o espírito de rebeldia que alimentava os sonhos dos jovens franceses." - pág. 120

"No núcleo da polêmica estabelecida na cultura brasileira naquele momento, Roda Viva representava, como afirmou Caetano Veloso, 'uma oportunidade de revelar os conteúdos inconscientes do imaginário brasileiro." - pág. 170

"Elizabeth se encantou com os quadros de Lula Cardoso Ayres e admirou as obras de arte em cerâmica de Francisco Brennand." - pág. 255 

Avaliação do livro: Nota 10
Compartilhe:

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Livro "1968: Quando a Terra tremeu"


MEIO SÉCULO DEPOIS, AINDA SENTIMOS OS EFEITOS DO “ANO QUE NÃO TERMINOU”

1968 é um ano-chave para a história mundial e brasileira, repleto de episódios emblemáticos, como o Maio Francês e a Primavera de Praga, na Europa, e a Passeata dos Cem Mil e a imposição do temido AI-5, num Brasil subjugado pelo regime militar. A abordagem do jornalista Roberto Sander neste livro, contudo, não se limita aos acontecimentos políticos que tão profundamente marcaram o período.

O painel de 1968 construído aqui é completamente novo. A narrativa avança mês a mês, tratando dos mais variados assuntos. O leitor é levado ora para a Guerra do Vietnã, ora para a primeira visita ao Brasil de um arredio Mick Jagger; para a África do Sul, em pleno Apartheid, onde acontecia o primeiro transplante de coração bem-sucedido do mundo; para Havana, onde Fidel Castro fazia um expurgo no Partido Comunista cubano; e para as viagens espaciais que preparavam a chegada do homem à Lua.

Em 1968 – Quando a Terra tremeu, Roberto Sander explora histórias saborosas e surpreendentes sobre ciência, moda, comportamento, esporte e cultura em geral, daquele que foi um ano ainda mais complexo, assombroso e sedutor do que se sabe.

________________________________________

“Tendemos a pensar em 1968 como uma instituição. Deixou de ser um ano – tornou-se uma época, uma era, algo vindo da mitologia. Mas não. 1968 foi um ano como todos os outros, constituído de meses, semanas e dias. A diferença é que, em cada um desses meses, semanas e dias, o mundo estava sendo dividido em antes e depois. Eu devo saber – porque estava lá. E agora revejo tudo neste livro de Roberto Sander.”
Ruy Castro, escritor

“Roberto Sander foi capaz de recriar neste livro o mais febril dos anos: meia oito. Que de meia, aliás, só teve o nome, porque foi muito inteiro, embora aos pedaços. Ele foi a fundo – mas não foi a pique. Manteve o mesmo pique dos livros anteriores, em especial 1964 – o Verão do Golpe. Com a diferença de que aquela foi uma tremenda bad trip.”
Eduardo Bueno, jornalista e escritor

“Nesta volta ao passado, refletimos e compreendemos melhor o Brasil e o mundo em que vivemos. No aniversário de meio século do ano que “não terminou”, o livro de Roberto Sander nos mostra que muitos daqueles dilemas com os quais o Brasil e o mundo se defrontaram ainda nos desafiam.”
Cristina Serra, jornalista

Páginas: 304 • Formato: 16 x 23 cm • Acabamento: Brochura • ISBN: 9788582864371 • Código: 13344 • Área temática: História • Editora Vestígio • Edição: 1 • Mês/Ano de publicação: 04/2018

Para saber adquirir ou saber mais: https://grupoautentica.com.br
Compartilhe:

segunda-feira, 5 de março de 2018

1968: eles só queriam mudar o mundo, por Regina Zappa e Ernesto Soto

Um verdadeiro almanaque ilustrado da geração que disse não ao conformismo

Do movimento estudantil às trincheiras do Vietnã, das comunidades hippies às passeatas pelos direitos civis, esse livro narra os principais eventos políticos e culturais e as mudanças de comportamento da época, no Brasil e no mundo.

Organizado mês a mês, traz histórias saborosas, personagens emblemáticos, as músicas mais tocadas, os filmes que deram o que falar naquele ano, além de depoimentos e entrevistas com personalidades que viveram intensamente o momento. E mais: moda, Beatles, feminismo, astrologia, arte, teatro, política, entre outros temas, em textos assinados por especialistas.

Marcando os 50 anos de maio de 1968, essa edição traz novo prefácio, com um balanço do que mudou de lá para cá e reafirmando a importância de não deixar 1968 cair no esquecimento.

Sobre os autores:
REGINA ZAPPA é jornalista formada em literatura pela Universidade de Georgetown, em Washington. Autora das biografias Chico Buarque para todos e Hugo Carvana, adorável vagabundo, tinha 14 anos em 1968 e lembra como ficou emocionada com a mobilização da passeata no dia do enterro do estudante Edson Luís.
ERNESTO SOTO formou-se em jornalismo pela Faculdade Nacional de Filosofia, no Rio de Janeiro; estudou economia e estatística na Universidade do Chile, em Santiago, e antropologia na Universidade de Estocolmo. Participou de 68 como estudante, jornalista e militante político.

Ficha Técnica.
Lançamento: 8/3/2018
Assunto: História
320 páginas
16x23cm
2ª edição
Para saber mais ou adquirir o livro: clique aqui.
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Posts mais acessados da semana

Anuncie e Divulgue Conosco

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels