Mostrando postagens com marcador A beleza está nos olhos de quem vê. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador A beleza está nos olhos de quem vê. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 27 de agosto de 2020

Camila Cury, o livro A beleza está nos olhos de quem vê e a Escola da Inteligência, por Cida Simka e Sérgio Simka

Camila Cury - Foto divulgação
Fale-nos sobre você. 

Sou Camila Cury, nasci na cidade de Colina, interior do Estado de São Paulo e, desde cedo, foi convidada a conhecer o mundo das emoções e do inconsciente para assim tentar compreender as pontes invisíveis que construímos e destruímos na relação com o outro e com nós mesmos. Sou psicóloga, mãe de Augusto e de Alice e também presidente e fundadora da Escola da Inteligência. 

ENTREVISTA:

Fale-nos sobre o seu livro “A beleza está nos olhos de quem vê”. O que a motivou a escrevê-lo?  

Acredito que o motivo de escrevê-lo é resultado de minha experiência e trajetória profissional. Escolhi a área da psicologia com a intenção de trabalhar a saúde mental de maneira preventiva, após tantos anos vendo pacientes a procurar o consultório com doenças já instaladas. Sendo assim, busquei ensinar os leitores a redefinir sua autoimagem e resgatar sua autoestima, ajudando-os a compreender que seu valor como pessoa está no interior - e não do lado de fora. 


Você é a presidente e fundadora da Escola da Inteligência. Fale-nos sobre ela. 

Bom, a Escola da Inteligência existe há dez anos e atualmente é o maior programa especializado em educação socioemocional do mundo. Nasceu a partir de 30 anos de pesquisas do meu pai - escritor e psiquiatra - Dr. Augusto Cury, idealizador da Teoria da Inteligência Multifocal que analisa o funcionamento da mente e a formação de pensadores. Com intenção de promover um programa para o desenvolvimento da inteligência, da saúde emocional e da construção de relações saudáveis entre alunos, professores e pais, o programa está presente em mais de 1.200 escolas do Brasil, impactando a educação de mais de 400 mil alunos e 1,2 milhão de pessoas. 

De maneira geral, como analisa a educação socioemocional dos alunos de nossas escolas? Os professores estão preparados para essa educação? 

Trabalhar a educação socioemocional dos alunos é nossa prioridade e temos pesquisas que comprovam bons resultados. Os professores estão cada vez mais preparados e dispostos. Nós da Escola da Inteligência acreditamos que o envolvimento deve ser feito com todos os grupos sociais impactados. Nosso programa, por exemplo, trabalha as necessidades específicas de cada faixa etária de aluno e é aplicado em 1 hora-aula por semana, dentro da grade curricular, como uma nova disciplina ou dentro de uma disciplina já existente. Também contamos com o auxílio de materiais de apoio e recursos multimídia via aplicativos, bem como desenvolvemos a formação de professores e apoio para as famílias. Desta forma, todos os envolvidos (professores, alunos e familiares) são beneficiados com maior qualidade de vida e bem-estar psíquico.

Como analisa o comportamento do ser humano, sobretudo na questão do isolamento e do pós-isolamento social? 

A questão do isolamento social despertou uma série de emoções e ressignificou relações. Diante desse desafio nos perguntamos se é possível ter uma emoção saudável. A resposta é sim, pois depende de como nós escolhemos interpretar os fatos, de como nossa mente encara o desafios que nos deparamos e não dos desafios propriamente ditos. Claro que a pós-pandemia vai despertar novas emoções e desafios, mas é preciso duvidar e criticar pensamentos antecipatórios e ideias pessimistas. Precisamos ter em mente que nós somos os gestores das nossas emoções. 

No caso da volta às aulas, sabemos que os protocolos de segurança devem ser cumpridos, mas apenas eles não garantem um retorno saudável dos estudantes, afinal de contas, as emoções foram abaladas. Para entender por que essa preparação emocional é tão importante na volta às aulas, preparamos diversos encontros semanais desde o início da quarentena, e-books e manuais e reforçamos o time de psicólogos e pedagogos que atendem remotamente as famílias dos estudantes pelo Mila Responde, um canal dentro do aplicativo EI Família, que leva uma orientação sociemocional de forma individual dúvidas sobre a educação dos filhos, relacionadas à ansiedade; problemas de aprendizagem; timidez; problemas de comportamento; regras, entre outros.


CIDA SIMKA
É licenciada em Letras pelas Faculdades Integradas de Ribeirão Pires (FIRP). Autora, dentre outros, dos livros O enigma da velha casa (Editora Uirapuru, 2016), Prática de escrita: atividades para pensar e escrever (Wak Editora, 2019) e O enigma da biblioteca (Editora Verlidelas, 2020). Organizadora dos livros: Uma noite no castelo (Editora Selo Jovem, 2019), Contos para um mundo melhor (Editora Xeque-Matte, 2019), Aquela casa (Editora Verlidelas, 2020) e Um fantasma ronda o campus (Editora Verlidelas, 2020). Colunista da Revista Conexão Literatura.

SÉRGIO SIMKA
É professor universitário desde 1999. Autor de mais de seis dezenas de livros publicados nas áreas de gramática, literatura, produção textual, literatura infantil e infantojuvenil. Idealizou, com Cida Simka, a série Mistério, publicada pela Editora Uirapuru. Membro do Conselho Editorial da Editora Pumpkin e colunista da Revista Conexão Literatura. Seu mais novo livro se intitula Pedagogia do encantamento: por um ensino eficaz de escrita (Editora Mercado de Letras, 2020).
Compartilhe:

Baixe a Revista (Clique Sobre a Capa)

baixar

E-mail: ademirpascale@gmail.com

>> Para Divulgação Literária: Clique aqui

Curta Nossa Fanpage

Siga Conexão Literatura Nas Redes Sociais:

Receba nossas novidades por e-mail (você receberá um email. Basta confirmar ):

Anuncie e Divulgue Conosco

Posts mais acessados da semana

COMUNIDADE INFLUXO

SONHOS FULGURANTES - ROBERTO MINADEO

CLUBE DO LIVRO UNIÃO

LIVRO: O CLUBE DE LEITURA DE EDGAR ALLAN POE

LIVRO DESTAQUE

FUTURO! - ROBERTO FIORI

SROMERO PUBLISHER

Leitores que passaram por aqui

Labels